Game of Thrones: review sobre o S06E09 – A Batalha dos Bastardos
10our score

[Aviso: Esta publicação contém spoilers do episódio nove da sexta temporada de Game of Thrones]

Todos nós estávamos ansiosos pelo embate entre Jon Snow (Kit Harington) e Ramsay Bolton (Iwan Rheon), na tão esperada Batalha dos Bastardos, porém antes disso, em um espetáculo de efeitos especiais Meereen ardeu em chamas (bom, não necessariamente Meereen).

Bom, vamos por partes.

.

Meereen

A ação começa exatamente onde as coisas pararam anteriormente; Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) que voltou à sua cidade no episódio anterior (“No One”), apenas para encontrá-la à mercê dos traficantes de escravos. Tyrion (Peter Dinklage) insiste em que as coisas são muito melhores do que parecem: “Apesar das aparências, eu acho que você vai encontrar a cidade em ascensão!“. Daenerys parte do princípio que mestres devem ser executados, porém Tyrion, sabiamente a compara com o antigo Rei Louco (Aerys Targaryen) e a convence de “negociar” com os senhores de escravos.

A negociação se segue com os mestres querendo a rendição de Dany, com isso ela se utiliza de “pequenos meios” para pesar a balança para o lado de sua cidade (no momento, Meereen). Drogon surge de trás de Dany e exibe seu tamanho, garras e dentes; a Mãe de Dragões monta no dorso do dragão e após seus outros dois dragões, Rhaegal e Viserion, se libertarem das masmorras, ao comando de Daenerys os três incineram um dos principais navios dos traficantes de escravos. (a sequência é incrível e faz com que o episódio comece com a adrenalina ao máximo). Paralelamente, seu exército Dothraki, liderado por Daario Naharis (Michiel Huisman), invade os portões de Meereen e estraçalham os Filhos da Harpia – infelizmente não antes de vários inocentes serem assassinados.

dany_dragon_ride_feature

Com o fogo e sangue enchendo o ar ao redor deles, Tyrion diz aos três mestres que a sua violação do acordo de paz não pode ficar sem resposta; eles devem escolher um deles para morrer. Dois dos escravizadores apontar para Yezzan zo Qaggaz (Enzo Cilenti), e com isso, a escolha é clara: Verme Cinzento (Jacob Anderson) mata os dois e deixa Yezzan vivo. Tyrion trata de Yezzan e coloca uma mão no ombro do homem, gentilmente dizendo-lhe para voltar para casa com histórias sobre o que viu nesse dia. “Diga ao seu povo o que aconteceu aqui. Lembra-lhes o que aconteceu quando Daenerys Nascida da Tormenta e seus dragões vieram a Meereen“.

128569

Para acalmar a respiração e baixar a adrenalina, Yara (Gemma Whelan) e Theon Greyjoy (Alfie Allen) em uma reunião “delicada”, insistem que os tempos mudaram e que ambos estão ali em busca de apoio da Casa Targaryen para a reivindicação de Yara ao Trono de Sal. Daenerys parece imediatamente intrigada com a perspectiva de uma rainha nas Ilhas de Ferro e pela primeira vez Yara parece igualmente intrigada com Daenerys – talvez um pouco mais. Notícias trocadas, todos atualizados sobre os eventos ocorridos nas Ilhas de Ferro, pedidos e promessas feitas: temos um acordo. Navios e apoio em troca de um Trono de Sal. (segue o fluxo e “bora” para a Batalha dos Bastardos!).

daenerysyara

.

O Norte

Antes de chegar ao evento principal do episódio, temos a pré-batalha. Aliados mais confiáveis de Jon Snow e Sansa Stark (Sophie Turner), se reúnem com Ramsay Bolton no campo fora Winterfell para estabelecerem seus termos: “Entregue o seu exército e proclame-me verdadeiro Senhor de Winterfell e Protetor do Norte, bastardo!” diz Ramsay a Jon. Após algumas demonstrações de superioridade e desprezo por parte de Ramsay, Jon concorda e diz: “Apenas um de nós deve morrer“, e conclui: “Vamos acabar com isso da maneira antiga. Você e eu“. Obviamente Ramsay não está interessado em uma batalha one-on-one ainda mais com a fama de Jon correndo a passos largos pelo Norte. Seu plano é utilizar-se de seus seis mil homens contra os três mil de Jon, além de também ostentar sua propriedade sobre Rickon Stark (Art Parkinson), ainda refém dentro de Winterfell. Como prova, vemos mais uma vez a cabeça decepada de Cão Felpudo. Com isso a “nova” Sansa conclui o pré-fight dizendo: “Você vai morrer amanhã, Senhor Bolton. Durma bem“.  Não satisfeito Ramsay finaliza: “Meus cães estão desesperados para encontrá-los. Eu não os alimento a sete diasEu quero saber quais partes eles vão devorar primeiro: seus olhos ou suas bolas? Nós vamos descobrir em breve. Na parte da manhã, bastardo“.

the-good-the-bad-the-bastards-ramsay-bolton-actor-has-wanted-to-fight-jon-snow-for-yea-1022918

Na noite que sucede a batalha, poucos sentem-se com sono: alguns bebem, outros caminham para pensar e outros buscam respostas em deuses. Jon demonstra para Sansa preocupação quanto à segurança de Rickon, porém mais uma vez a “nova” Sansa surpreende: “Rickon é filho legítimo de Ned Stark, o que faz dele mais uma ameaça do que você ou eu. Contanto que ele viva, a alegação de Ramsay vai ser contestada. Por isso, ele não vai viver por muito tempo.” (Pasmem! Momento para aplausos) O sol começa a tocar o céu no horizonte e com o alvorecer é chegada a hora da guerra.

A casa Stark e a casa Bolton com seus respectivos aliados alinham-se em lados opostos do campo de batalha. Jon Snow montado em seu cavalo a frente de seu pequeno exército, enquanto do outro lado Ramsay se apresenta com um rosto familiar a reboque: Rickon, amarrado em cordas.

Ramsay remove uma adaga do cinto e parece que estar prestes a matar Rickon, mas em vez disso, ele corta as amarras do filho mais novo de Ned Stark e propõe um jogo (com base no histórico de sadismo de Ramsay, o coração “aperta” sabendo que algum ruim virá para o pobre Rickon). “Você gosta de jogos, garoto? Vamos jogar um jogo: Corra para seu irmão; Quanto mais rápido correr, mais cedo você estará com ele. É isso. Esse é o jogo. Pronto? Pode ir!” Com isso, Rickon caminha de forma lenta em direção a seu irmão, mas Ramsay acelera as coisas com a ameaça de um arco e flecha, incentivando o jovem Stark a correr o mais rápido que pode. Ao ver a ameça Jon Snow cavalga em disparada em direção ao pequeno meio-irmão, rompendo com o plano de batalha e fazendo o seu melhor para salvar Rickon. Flechas acertam o chão propositalmente. Uma, duas, três, porém, segundos antes de Jon conseguir agarrar Rickon, a quarta (e que já sabíamos que acertaria) atravessa o pequeno peito do inocente Rickon Stark, matando-o rapidamente. Depois disso: Caos!

GoT-E9-Snow-vs-Army-1200x675

“Não”, sussurra Tormund dos Gigantes (Kristofer Hivju) enquanto observa Jon olhar para Ramsay do outro lado do caminho. É evidente para todos no campo que a batalha está prestes a começar, e não em termos ideais para a Casa Stark.

Fiel à sua natureza, com o coração partido e obstinado, Jon investe seu cavalo em direção ao inimigo, por conta própria. O sangue está na neve e a Batalha dos Bastardos tem início!  Flechas cortam o céu, várias perfuram o recém cadáver de Rickon e outras se alojam no cavalo de Jon, fazendo-o voar. Ramsay libera sua cavalaria diretamente contra Jon, aparentemente sozinho no campo. Ele saca sua espada de aço valiriano Garra Longa, preparado para morrer lutando (ganhou meu respeito pela milésima vez). Mas ele não precisa lutar sozinho: Prestes a ser pisoteado pelos cavalos de Ramsay, Jon é ultrapassado pela sua cavalaria e ambas chocam-se criando um caos de patas, relinchos, lanças, espada e muito sangue. A batalha prossegue em meio a soldados montados, outros à pé (como “Jon Kamikaze”) e sobre todos, flechas Bolton fazem escurecem o céu matando guerreiros de ambas as casas.

battle-of-the-bastards_0

Depois de diversas saraivadas de flechas Bolton, todos os homens de Jon – incluindo Tormund, Davos (Liam Cunningham) e Wun-Wun – estão no campo de batalha com ele… assim como Ramsay queria. Smalljon Umber (Dean S. Jagger) lidera seus homens para formar uma enorme parede de escudos em torno das forças Stark, apertando o espaço e marchando para a frente com lanças longas. Sua única saída é para trás, mas mesmo assim, eles vão ter que escalar uma parede de cadáveres. O gigante Wun Wun leva diversos danos das lanças da infantaria inimiga, mas distribui seu próprio poder brutal, socando e até rasgando um Umber ao meio com facilidade. Mas as chances são severamente contra os Stark, com Tormund sendo impiedosamente espancado por Smalljon, e o próprio Jon quase sufocando sob o peso de tantos corpos. Como um sinal divino, trombetas começam a soar, e a maré vira: Cavaleiros do Vale chegam, com Mindinho (Aidan Gillen) e Sansa montada ao lado deles. A cavalaria dos Arryn “varre” a infantaria Umber e Bolton. Tormund arranca metade da garganta de Smalljon a dentadas no melhor estilo The Walking Dead e apunhala o rosto até virar uma massa disforme e não identificável. Ramsay vendo a situação, obviamente, se vira e foge para Winterfell. Já dentro de Winterfell, Ramsay se alegra de que o exército Stark se foi, aparentemente sem prestar atenção ao fato de que seu próprio exército também havia sido arruinado: “Eles não têm os homens para manter um cerco. Tudo o que temos a fazer é esperar“. Mas Wun Wun não espera por ninguém. O gigante esmaga a porta da frente de Winterfell, como uma última atitude para com Jon Snow, para então, finalmente sucumbir às centenas de flechas e lanças que picaram seu corpo descomunal.

game_of_thrones_6.09_battle_of_the_bastards_wun_wun_dies

Jon tenta chegar ao amigo gigante, mas antes que ele possa, Ramsay “motherfucker” Bolton coloca uma flecha através do olho de Wun-Wun. As forças Stark agora renovadas, invadem Winterfell e abatem os poucos homens restantes das forças Bolton. “Você sugeriu um em um combate, não é? Eu reconsiderada“, Ramsay diz para Jon, carregando seu arco. Como antes, Ramsay dispara três flechas e como antes, todas elas erram o alvo, perfurando o escudo de Jon (mas desta vez não foi propositalmente). Para infelicidade de Ramsay não há tempo para uma quarta flecha e Jon o atinge com o escudo derrubando-o no chão, e nesse momento senhores, ocorre um “espancamento facial” que devido as monstruosidades de Ramsay só podemos dizer que foi: “lindo!”; porém antes que Ramsay fosse socado até à morte, Jon vê Sansa, e decide se controlar. A batalha está ganha, e os Starks tem Winterfell novamente, evidenciado pelo brasão do lobo pendurado nas bandeiras pelo castelo.

aZylRgWR2q7Ic

À medida que o caos desaparece e a ordem retorna, Jon promete enterrar seu irmão ao lado de seu pai nas criptas de Winterfell (o mínimo para o pobre Rickon). Sansa decide visitar o cativo Ramsay Bolton. Ele está amarrado a uma cadeira, aparentemente em uma cela, e a visão de seu rosto arruinado é um alívio para a “nova” Sansa, mas não é o suficiente. “Ah, Sansa, Sansa. Este, é o lugar onde vou ficar agora? Nosso tempo juntos está prestes a chegar ao fim. Tudo bem. Você não pode me matar. Eu sou parte de você agora“. Sansa é firme em resposta: “Suas palavras irão desaparecer; sua Casa vai desaparecer; seu nome vai desaparecer e toda a memória de vocês vai desaparecer“. Lentamente percebemos que não se trata de uma cela e sim do canil de Winterfell. Os cães de Ramsay surgem aos poucos, mas Ramsay insiste em que seus animais de estimação nunca irão prejudicá-lo. E Sansa pensa o contrário: “Eles não foram alimentados faz sete dias“. “Eles são bestas leais“, jura Ramsay. “Eles eram. Agora eles estão morrendo de fome” responde Sansa. Um dos animais fareja o sangue no rosto de Ramsey, sente o medo, lambe o sangue e sente o sabor: Sem amor ao dono, sem lealdade, apenas fome, seus cães estraçalham e esmagam seus dentes, crânio e todo o resto de Ramsay “motherfucker” Bolton.

Quanto a Sansa? A “nova” Sansa após observar a ruína de seu inimigo, caminha para longe com sorriso no rosto, como um herói de ação se afastando de uma enorme explosão e nos deixando com a sensação de: “Apenas mais um dos inimigos monstruosos da Casa Stark apagado da existência”. Fechando assim, com chave de ouro esse episódio indescritivelmente perfeito. HBO conseguiu elevar a série a um novo nível que achávamos já ter alcançado. Obrigado HBO pela experiência incrível que foi A Batalha dos Bastardos.

tumblr_nctk36Acdz1s6bxzqo2_500

The North Remember” (“O Norte Se Lembra”)

the author

Um carioca nerd de alma e coração. Cinéfilo, viciado em livros e que chama seu Xbox One de Wilson (entendedores entenderão).