Bibliotecas incríveis que todo amante de literatura sonha em conhecer!

Essa semana passada tivemos a Bienal Internacional do Livro no Rio, e para seguirmos nessa vibe boa que enche os corações dos amantes de leitura, nada melhor que falarmos dos “templos da leitura”, afinal, um verdadeiro amante da literatura sempre está em uma biblioteca ou até mesmo sonha em visitar algumas pelo mundo; eu como uma boa amante do universo literário, vivo pesquisando sobre as bibliotecas que tem pelo mundo a fora, apesar de serem diversas e algumas não podendo ser acessadas por visitantes, sonhar nunca é demais, certo? Apesar do Brasil ter suas bibliotecas, nós temos que admitir que as bibliotecas internacionais são realmente incríveis e daríamos tudo para estar dentro de algumas delas; hoje eu separei algumas das minhas bibliotecas preferidas e que sonho um dia poder visitar, espero que gostem!

Imagem relacionada

 

Stadtbibliothek, em Stuttgart, na Alemanha:

Projetada para ser um centro de produção cultural, a Biblioteca Municipal de Stuttgart foi construída em 2011, como um cubo de nove andares. As paredes externas são de tijolos de vidro levemente acinzentados. No interior, ela é totalmente branca. Os livros que revestem os cinco andares do luminoso vão interno são os únicos arroubos de cor. À noite, a biblioteca é iluminada em diferentes cores.

.

Clementinum, em Praga, na República Checa:

A Clementinum foi eleita pelo site Bored Panda como a biblioteca mais bonita do mundo. Construído em 1722, o edifício é uma pérola da arquitetura barroca. Ela abriga cerca de 20 mil livros e foi por muito tempo considerado como o terceiro maior colégio jesuíta do mundo. O teto é repleto de afrescos do pintor Jan Hiebl.

.

Palácio Nacional de Mafra, em Mafra, Portugal:

O Palácio Nacional de Mafra possui uma das mais importantes bibliotecas portuguesas, com um valioso acervo de aproximadamente 36.000 volumes, verdadeiro repositório do Saber. Cabe destacar algumas obras raras como a coleção de incunábulos (obras impressas até 1500) ou a famosa “Crónica de Nuremberga” (1493), bem como diversas Bíblias ou a primeira Enciclopédia (conhecida como  de Diderot et D’Alembert), os Livros de Horas iluminados do Séc. XV e ainda um importante núcleo de partituras musicais de autores portugueses e estrangeiros, como Marcos Portugal, J. de Sousa, João José Baldi, entre outros, especialmente escritas para o conjunto dos seis órgãos históricos da Basílica.
.

Biblioteca Nacional da França, em Paris, na França:

A Biblioteca Nacional da França, traça a sua origem até a biblioteca real fundada no Palácio do Louvre por Carlos V, em 1368. Carlos recebeu uma coleção de manuscritos de seu antecessor, João II, e transferiu-os para o Louvre a partir do Palais de la Cité. O primeiro bibliotecário de registro foi Claude Mallet, manobrista do rei de chambre, que fez uma espécie de catálogo, Inventoire des Livres du Roy nostre Seigneur estans au Chastel du Louvre.

.

A Biblioteca do Parlamento, em Ottawa, no Canadá:

A Biblioteca do Parlamento (Library of Parliament ou Bibliothèque du Parlement) é um instituição cultural subordinada ao Parlamento do Canadá, localizada no Centre Block em Ottawa. O prédio original da biblioteca foi consumido pelo grande incêndio de 1906, que também destruiu a Câmara dos Comuns e o Senado. Desde então a biblioteca têm sido renovada pelo governo canadense.

A Biblioteca do Parlamento surgiu originalmente na década de 1790, quando foram instituídas as bibliotecas do Senado e da Câmara. As duas bibliotecas operaram separadamente até 1876, quando foi estabelecida a Província do Canadá.

.

Trinity College Library, em Dublin, na Irlanda:

Trinity College Library, em Dublin (Irlanda), foi eleita a biblioteca mais deslumbrante do mundo numa votação recente do site Architecture and Design.

O que nos interessa mesmo é um dos prédios da Trinity College Library, o Old Library. Trata-se da biblioteca que possui a maior coleção de manuscritos e livros impressos da Irlanda, não à toa é considerada a maior biblioteca do país. A Old Library tem o direito de receber gratuitamente uma cópia de todos os livros publicados na Irlanda e Reino Unido, ou seja, é também um rico acervo da produção literária e editorial irlandesas e britânicas.

A sala principal do prédio é a The Long Room, com dois andares. Ali estão guardados os livros mais antigos do acervo da instituição, cerca de 200.000 títulos. Cada fileira de livros no primeiro piso traz um busto de mármore de nomes importantes da filosofia, letras e outras áreas. São 48 bustos até agora, entre eles, de John Locke, Aristóteles, Francis Bacon e Shakespeare.

.

Biblioteca Morgan, em Nova York, nos Estados Unidos:

Pierpont Morgan (J.P. Morgan) foi o maior banqueiro de Nova York. E além de ter sido um gigante das finanças (como bem mostra o livro Os Magnatas, de Charles R. Morris – Coleção L&PM Pocket), foi um gigantesco colecionador de  livros, manuscritos e raridades ligadas à literatura. Comprava tanta coisa que, no início do século XX resolveu contratar um arquiteto famoso para erguer um grande palácio para abrigar seus livros. E assim, entre 1902 e 1906, a Morgan Library (Biblioteca Morgan) foi construída para abrigar as centenas de milhares de preciosidades de Morgan, bem pertinho de sua residência, na esquina da Madison Avenue com a 36th Street.

Em 1924, J.P. Morgan Jr, filho do Morgan pai, abriu essa extraordinária biblioteca para receber o público. E desde então, ela é uma visita imperdível para quem mora ou vai a Nova York.

.

Biblioteca Casanatense, em Roma, na Itália:

A Biblioteca Casanatense foi fundada em 03 de novembro de 1701, pelos dominicanos do Mosteiro de Santa Maria Sopra Minerva, em Roma, o local é de tirar o fôlego pela beleza. De acordo com registros históricos, o espaço foi aberto ao público em geral, por vontade do Cardeal Girolamo Casanate que cedeu sua coleção particular dotada por cerca de 25.000 volumes. Tempos depois foi construído o espaço atual, especialmente para a biblioteca.

Seu acervo atualmente é composto, por aproximadamente 400.000 volumes, cerca de 6.000 manuscritos e 2.200 incunábulos, bem como manuscritos medievais e bíblicos.

 

E aí amores, gostaram de conhecer essas bibliotecas incríveis? Deixe seu comentário logo abaixo e me conte quais são suas bibliotecas favoritas pelo mundo! E lembre-se de seguir o site nas principais redes sociais:

Facebook – Twitter – Instagram – Pinterest

 

Não esqueça de também acompanhar meu blog. Beijinhos da Steh!

Blog – Facebook – Twitter – Instagram

the author

22 anos, estudante de Letras e Italiano, blogueira e fundadora do Only Dreams (www.onlydreams.com.br); escritora, publicou um conto na Editora Andross (Antologia Marcas Eternas) e sonha em publicar o próprio livro.