CRÍTICA – Colony: 1ª temporada (2016, Ryan Condal e Carlton Cuse)

No mês passado, estreou na Netflix a série Colony (2016), que atualmente está em sua segunda temporada, também transmitida pelo canal pago, TNT Brasil. Honestamente eu comecei assistir a série por falta de opções, já que as séries que acompanho ainda estão no hiato. No início, confesso que eu não estava muito animada, pois tentei me aventurar por outras, no mesmo estilo sci-fi, propostas para mim pela Netflix. A exemplo: Glitch (2015), The 100 (2014) e Falling Skies (2011); séries boas, porém que não conseguiram prender minha atenção e ganhar minha assiduidade.

Foi então que semana passada, eis que resolvi dar o meu voto de confiança para a série Colony, que é uma série pertencente ao estilo sci-fi americana, criada Carlton Cuse e Ryan J. Condal, estrelando Josh Holloway (LOST) e Sarah Wayne Callies (The Walking Dead).

Resultado de imagem para COLONY

Em seu enredo encontramos a cidade de Los Angeles destruída por uma guerra entre RAPs (possíveis ETs) e militares americanos; e transformada em um bloco (uma colônia cercada por muros), controlado pelo exército (os chamados Redhats), o qual agora trabalha para os alienígenas, com o intuito de manter a ordem. Em paralelo, um ex-agente do FBI, Will Bowman (Josh Holloway), é coagido a perseguir membros da resistência (que lutam contra esta nova ditadura), para salvar sua família de frequentes ameaças, e reencontrar o seu filho do meio, que se perdeu no dia em que os hospedeiros chegaram.

O grande desafio para a família de Will é manter-se unida, apesar de tantas reviravoltas. O desenrolar da trama está no envolvimento de civis e militares contra e a favor desta conspiração, além do exílio o qual os delatores/infratores são enviados, conhecido como a “fábrica”, localizada aparentemente na Lua.

São muitos os mistérios, que colaboraram para manter minha fidelidade, e espero profundamente que eu não me decepcione e me desapegue, como já fiz com tantas outras séries.

2

Esta é uma série bem arquitetada e visualmente bonita, o que demonstra interesse em se manter no ar por mais algumas temporadas. Porém, minha ressalva vai para novos eventos, para que assim o tema não se torne maçante ao espectador. Somente no final da primeira temporada presenciamos, de fato, a presença de forças alienígenas, além de esclarecimentos de como um muro tão enorme, surgiu da noite para o dia, cercando o bloco de L.A..

2

A primeira temporada completa está disponível na Netflix e a segunda temporada tem estreia na TNT Brasil, a partir de 2 de fevereiro às quintas, 22H30. Se você gosta de sci-fi, conspiração e ETs, aposte você também na série Colony. Confira o trailer abaixo:

Nossa nota ficou em 7,0, concordando com o Imdb: 7,3.

1

E se você, assim como eu, anda abraçando a vibe “contatos imediatos” não deixe de ler o nosso review do filme A Chegada (2016).

Se você possui alguma dica sobre séries legais e queira nos contar, nos deixe um comentário 🙂

Curta nossa página do Facebook e não se esqueça de nos acompanhar nas redes – Twitter, Instagram e Pinterest – para ficar por dentro do que há de melhor do mundo nerd!

the author

Paulista, morando em Brasília. Tenho 30 com cara de 29. Apaixonada por filmes, séries, livros, rock e animais fofinhos.