CRÍTICA – A Mais Pura Verdade (2015, Dan Gemeinhart)

No livro conhecemos Mark, um garoto de apenas 12 anos que decide partir para aventura de sua vida, que provavelmente será a última; deixando seus pais e sua melhor amiga Jessie para trás, levando consigo apenas o necessário para sua viagem: uma máquina fotográfica, equipamento de alpinismo, passagem de trem (só de ida), remédios, caderno e caneta, e o melhor cachorro do mundo Beau.

Sinopse:

Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha. Mas, em certo sentido, um sentido muito importante, Mark não tem nada a ver com as outras crianças. Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram. Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier. Nem que seja a última coisa que ele faça. A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.”

“Mesmo a muitos quilômetros de distância, um amigo ainda pode segurar sua mão e estar ao seu lado.”

Seu plano é alcançar o topo do Monte Rainier, mas não será tão fácil assim; Mark apesar de ser uma criança normal, se encontra num estado crítico por conta de seu câncer e mesmo que ele saiba que tem que ir para um hospital para fazer seu tratamento, ele não vai; e decidi seguir em frente com seu plano, para assim poder realizar o seu desejo e o sonho de seu avô.

Você mal vai começar o livro e já vai estar apegado a Mark e ao fofo Beau, você vai chorar e rir, vai querer entrar no livro e gritar com Mark por achar tudo isso uma loucura, mas no final você vai se emocionar de uma maneira que as lágrimas não vão parar de descer de seus olhos; com uma história de apenas 217 páginas e 13 capítulos, você vai se aventurar como nunca e chorar como se fosse tudo real.

“A vida é um saco. Essa é a mais pura verdade. Mais uma coisa que eu não entendo: por que todo mundo sempre tenta fingir ser o que não é?”

Dan Gemeinhart tem uma escrita maravilhosa que te faz sentir emoção a cada linha escrita, A Mais Pura Verdade é o seu primeiro livro; e que livro maravilhoso em meus amores! Uma das coisas legais do livro é que os capítulos mostram quantos quilômetros faltam para Mark chegar ao seu destino e são divididos em números inteiros e metades do mesmo número, as metades são narradas por Jessie; o livro tem narrativas em 1ª e 3ª pessoa, sendo que em 1ª pessoa temos Mark na narrativa e na 3ª pessoa temos Jessie (melhor amiga) narrando o que está acontecendo na cidade e na casa dos pais de Mark. Um livro mega emocionante que vai te fazer chorar de alegria e tristeza; e principalmente: irá te fazer pensar muito sobre sua própria vida.

“Quando você tira uma foto, aquele momento não passa. Você o prende. É seu. Você pode guardá-lo.”

Páginas: 221
Gênero: Drama
Editora: Novo Conceito

Avaliação: Ótimo

.

.

.

E aí amores, gostaram da resenha? Se gostaram deixe seu comentário logo abaixo e me diz o que achou! E lembre-se de seguir o site nas principais redes sociais:

Facebook – Twitter – Instagram – Pinterest

 

Não esqueça de também acompanhar meu blog, e se quiserem ver mais quotes do livro é só conferir a resenha com quotesRESENHA ONLY DREAMS. Beijinhos da Steh!

Blog – Facebook – Twitter – Instagram

the author

22 anos, estudante de Letras e Italiano, blogueira e fundadora do Only Dreams (www.onlydreams.com.br); escritora, publicou um conto na Editora Andross (Antologia Marcas Eternas) e sonha em publicar o próprio livro.