CRÍTICA – Paixão Obsessiva (2017, Denise Di Novi)

Paixão Obsessiva é um filme da estreante na direção Denise Di Novi e conta com Rosario Dawson, Katherine Heigl e Geoff Stults no elenco. Na trama, Julia Banks (Dawson) se muda de cidade para viver com o noivo David (Stults). Julia possui um passado de abuso por conta de um ex-marido, e tenta restabelecer sua vida. A ex-esposa de David, Tessa (Heigl) não superou a separação e procura maneiras de separar o novo casal.

O longa possui uma premissa clichê e em nenhum momento oferece novas perspectivas. As personagens principais Tessa e Julia poderiam oferecer muito em termos de representação de sobreviventes de violência doméstica e doenças mentais, porém ambas tem atitudes não condizentes com suas realidades, são personagens vazias. David é apenas um acessório na trama, assim como sua filha Lily (Isabella Kay Rice), oferecendo motivações para o embate psicológico e físico entre as mulheres.

Resultado de imagem para Paixão Obsessiva

O roteiro é fraco e formulaico, parece buscar inspiração em clássicos como Atração Fatal (1987) porém o suspense é forjado para ocupar espaços em que a história não é bem desenvolvida. As atuações são em geral medianas. O elenco faz o possível dentro das limitações de um roteiro cheio de estereótipos e arquétipos de suspense/drama, que incluem jump scares (momentos em que a trilha musical e a fotografia trabalham para fabricar um momento de susto não verdadeiro), portas e janelas abertas de forma conveniente para que a trama se desenrole, e frases de efeito acompanhadas de uma trilha disruptiva para convencer o expectador das motivações nefastas da vilã.

Paixão Obsessiva oferece é um filme medíocre, que pode agradar o público médio, mas não oferece muito em termos de suspense, drama ou personagens bem desenvolvidas.

Avaliação: Ruim

Confira abaixo o trailer, caso se arrisque de ir ao cinema para assisti-lo:

Acompanhe-nos nas principais redes sociais para ficar por dentro dos principais lançamentos cinematográficos!

Facebook  –  Twitter  –  Instagram  –  Pinterest

the author

Graduada em Antropologia pela Universidade de Brasília e mestra em Cinema e TV pela University of East Anglia, Reino Unido. Atualmente trabalha com produção, filmagem e edição de vídeos. Ama a Viola Davis e batatas de sal e vinagre.