Luke Cage: Mahershala Ali e Alfre Woodard falam sobre seus vilões

A Marvel e a Netflix lançam amanhã sua terceira série: Luke Cage, e o “Power Man” terá alguns vilões poderosos para enfrentar, embora não no sentido superpoderoso habitual. Em uma recente entrevista com a IGN, Mahershala Ali e Alfre Woodard deram algumas dicas sobre seus vilões, juntamente com os seus pensamentos sobre a adesão ao Universo Cinematográfico Marvel e sua recente incursão no mundo da programação Netflix.

Woodard interpreta Mariah Dillard na série, uma política que quer trazer mudança para o Harlem, mas é colocada em uma posição difícil por seu primo, o chefe do crime, Cornell “Cottonmouth” Stokes. Para Woodard, a ligação familiar entre sua personagem e Stokes é importante, uma vez que adiciona uma nova camada para a dinâmica de parceria entre um político e um empresário “gangster”.

Todo mundo está apenas tentando trazer a ordem para a vida ao seu redor, mas você tem parcerias, especialmente se você tem família“, disse Woodard.

A atriz também diz que a série encontrou uma forma pouco ortodoxa de reformular o nome “Black Mariah” – em que sua personagem é baseada, decidindo que seria um antigo nome que Stokes a chamava quando eram crianças.

Cheo [Coker] queria dar reconhecimento e homenagem a Black Mariah, mas eu comecei a dizer, ‘Bem, isso depende de quem me chama de Black Mariah’… E assim nós falamos sobre essas coisas até definir que seria a “velha escola entre primos“.

luke-cage

Alfre Woodard como Mariah Dillard

.

Mahershala Ali elogiou o modelo Netflix que a Marvel tem implementado recentemente, dizendo que permite uma maior exploração dos vilões dentro de uma história, em oposição a um filme UCM de 2 horas. “Eu diria que o público tem crescido mais e se tornado mais esclarecido. E são os vilões que ficaram mais interessantes“.

Ali deixa claro que as séries tem utilizado uma visão mais moderna, baseada no gênero super-herói, que pode ser mais atraente para um membro da audiência casual, e que pode não estar tão interessado na grandeza por trás de histórias de super-heróis.

“É um pouco melhor que o reflexo de como todos nós vivemos a vida real. Então, para mim, neste momento, é sobre tentar fazer estes projetos corajosos e ter elementos em que eles reflitem a vida urbana, de alguma maneira que ressoe como verdade. Porque as pessoas podem lidar com isso… e eu acho que é uma coisa positiva, porque você se dá uma oportunidade para capturar as pessoas que não necessariamente investem nestes tipos de histórias. Quem vai, ‘Oh, isso é realmente bom. Eu nunca teria sido realmente atraído por este tipo de história, mas além de o cara ser capaz de voar ou saltar, ou ser à prova de balas, isso é ótimo“.

luke-cage-2

Mahershala Ali como Cornell “Cottonmouth” Stokes

.

Luke Cage estréia na Netflix amanhã, 30 de setembro.

the author

Um carioca nerd de alma e coração. Cinéfilo, viciado em livros e que chama seu Xbox One de Wilson (entendedores entenderão).