Sense8: Série é cancelada pela Netflix e temos que expressar nossa tristeza

Esse é um post de fã escrito para os fãs. E foi escrito exatamente como diz o título, expressar nossa tristeza! Já que ontem, todos nós fãs de Sense8, levamos um tiro que, apesar de previsível, doeu… e doeu PRA KCT:

A Netflix anunciou oficialmente o cancelamento da série.

COMO ASSIM, CANCELARAM SENSE8? QUE MERDA É ESSA, NETFLIX!?!?

Uma mistura de fúria e deprê bateu… O racional sumiu e só houve espaço para a revolta.

Após renovar 13 Reasons Why, uma de suas séries originais com perfil mais teen, como aceitar o cancelamento de uma série que, em sua raiz, tratava de temas tão importantes como diversidade, pobreza, esperança, homofobia, transfobia, amor… Como???

Resultado de imagem para sense8 season 2

Sim, nos sentimos traídos pela Netflix. Justa ela, que sempre se mostrou diferentes dos canais pagos que por tantas vezes cancelaram séries que amávamos sem demonstrar o menor respeito por quem as acompanhava… Justo ela, a Netflix, nos deu esse golpe. Porra, Netflix!

Mas é preciso isolar a dor por alguns minutos e avaliar o todo.

Em maio de 2016, quando foram efetuadas as gravações para a série em São Paulo, questionei o ator Brian J. Smith (intérprete do policial Will Gorski) sobre “novas temporadas” e ele já havia deixado claro que isso seria muito difícil nos moldes da série até então, devido aos custos altíssimos da produção e a rotina envolvida, destacando que para alguém na idade dele (35 anos), pesava bastante passar tantos meses longe de casa. Afirmou que, em sua opinião, para novas temporadas o formato precisaria mudar.

É evidente que reuniões entre Lana Wachowski — e produtores — com “comandantes” da Netflix ocorreram anteriormente para definir quais seriam as possibilidades. É evidente que a possibilidade de cancelamento pelos motivos já citados já existia (lembrando que cada episódio da 2ª temporada custou em média 9 milhões de dólares!) mas ainda assim parece que pagaram para ver e entregaram uma temporada sensacional e com um final totalmente em aberto. Parecia uma questão de tempo, longo tempo — como na 1ª temporada — para anunciarem a renovação … mas ela não veio.

No meio disso, ficamos nós, os fãs.

Mesmo com cada post de cada membro do cast principal nos levar às lágrimas por amor e saudade, pensar que Lana e Netflix não resolveram as coisas da melhor forma, deixa aquele gosto amargo de decepção … De ódio por perceber que talvez nunca saibamos o que aconteceu com Wolfgang, Kala, Lito, Noomi, Will, Riley, Capheus e SunHernando, Daniela, Amanita, Felix, Bug e todos os personagens secundários que também nos conquistaram … E o maldito Whispers?!

Talvez ainda vejamos um “episódio especial”, saideira, só para fechar a história… talvez não.

Fato é que, seja na Netflix, HBO, Starz, AMC ou qualquer outro canal e serviços de streaming, estamos falando de grandes empresas e obviamente, os interesses para se manter ou cancelar uma série são puramente comerciais (investimento, retorno…), independente de conteúdos ou fidelidade de público. E nem entraremos no mérito da questão sobre essa visão ser certa ou errada porque isso seria bem relativo dependendo do lado a opinar.

Enfim… mesmo sabendo de tudo isso, não sei vocês mas eu estou sentindo uma dor como se tivesse perdido amigos muito amados. Mesmo com tantas séries canceladas ao longo desses meus mais de 20 anos de “seriadora”, parece que essa sensação não muda nessas situações. É duro ver uma série que você ama acabar mas muito pior é vê-la acabar bruscamente, sem um fim merecido, honroso.

Sense8 revolucionou possibilidades de se contar uma história, cutucou a sociedade hipócrita, mudou vidas, melhorou vidas e por tudo isso merecia mais, muito mais do que um fim inexistente. Seus fãs mereciam mais do que um fim inexistente.

Apesar dos pesares, que as reflexões propostas pela série não se percam nunca!

Valeu pela viagem sensates… Pelas lágrimas, risos, surubas, amores, sonhos, força. Valeu!

the author

Paulista, 38 anos. Doida por séries, filmes, classic rock, gatos e catioros.