CRÍTICA – A Casa das Flores: O Filme (Manolo Caro, 2021)

    A Casa das Flores é uma série mexicana bastante conhecida, principalmente pelo fato de apontar o conservadorismo e hipocrisia da sociedade. E agora está disponível o filme que recebe o mesmo nome, como um spin-off.

    Essa produção segue a mesma linha que a terceira temporada, onde acompanhamos dois períodos de tempo distintos. A trama traz desdobramentos devido a um mistério do passado dos patriarcas e matriarcas da família.

    SINOPSE

    Os irmãos de La Mora criam um plano para entrar na antiga casa que era da família e recuperar um tesouro antigo.

    ANÁLISE

    A série A Casa das Flores possui uma premissa de focar sua narrativa em pessoas LGBTQIA+ de forma que difira do clichezão de Hollywood.

    Porém, o filme não se aprofundou nos personagens e tão pouco ironizou o conservadorismo, algo que esteve tão presente na trama da série. Aliás, pode se arriscar a dizer que o humor sarcástico é a verdadeira alma de A Casa das Flores, que infelizmente, ficou faltando nesta produção.

    Devido aos desfoques constantes na história, parece que os realizadores só se preocuparam em introduzir os personagens sem realmente ter uma boa finalidade. A quantidade de informação, aliada à uma dosagem excessiva de flashbacks, acaba nos deixando um tanto confusos.

    Infelizmente a obra possui uma sequência de erros, que se estende na atuação e diálogos engessados. O roteiro de Manolo Caro compõe um produto em que os diálogos são totalmente divergentes do contexto das cenas.

    A trilha sonora é outro ponto que dificulta o bom aproveitamento da produção. Por ser muito alta, estar presente na maior parte das cenas e não auxiliar na construção do ambiente, o resultado final não é positivo.

    VEREDITO

    A Casa das Flores: O Filme se assemelha muito a produções com personagens LGBTQIA+ que passam na TV aberta e que, em sua maioria, não foram abordados de forma mais atenciosa.  

    Talvez seja por sobrar pouco tempo após a direção se preocupar em dar rodeios em assuntos que não eram tão importantes ou que todos já haviam entendido.

    Portanto, o filme A Casa das Flores é uma decepção até mesmo para aqueles que, como eu, apreciam algo mais novelesco e sentem tanta falta de algo assim no final de uma segunda-feira cansativa. 

    Nossa nota

    1,5 / 5,0

    Assista ao trailer:

    Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudara mantê-lo?

    Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

    Artigos relacionados

    TBT #183 | Platoon (1986, Oliver Stone)

    Platoon, de Oliver Stone sem dúvida está na lista dos fãs de filmes de guerra. Veja nossa clássica indicação de TBT!

    CRÍTICA – Amor & Gelato (2022, Brandon Camp)

    Amor & Gelato é a nova aposta de filme de romance da Netflix. Baseado no livro homônimo de Jenna Evans, o longa é dirigido por Brandon Camp.

    Thor: Amor e Trovão | Conheça o elenco do filme

    Agora falta pouco para Thor: Amor e Trovão chegar aos cinemas! Confira neste artigo quem são os personagens e atores envolvidos na produção.

    CRÍTICA – O Apocalipse do Amor (2022, Hilal Saral)

    O Apocalipse do Amor é um filme turco dirigido pela diretora Hilal Saral. Veja o que achamos da produção de estreia da diretora turca.