Início FILMES Crítica CRÍTICA – Amor e Monstros (2021, Michael Matthews)

CRÍTICA – Amor e Monstros (2021, Michael Matthews)

Também conhecido como Problemas Monstruosos, Amor e Monstros é um filme original Netflix de Michael Matthews e estrelado por Dylan O'Brien

Amor e Monstros (Love and Monsters), novo filme original Netflix estrelado por Dylan O’Brien (Maze Runner – Correr ou Morrer), estreia no streaming em 14 de abril de 2021.

Também conhecida pelo título de trabalho Problemas Monstruosos (Monster Problems), a obra do jovem diretor sul-africano Michael Matthews concorre ao Oscar 2021 na categoria de Melhores Efeitos Visuais.

SINOPSE

Num mundo infestado de monstros, Joel descobre que a sua namorada está apenas a 130 quilômetros de distância. Para fazer a perigosa viagem, Joel (Dylan O’Brien) descobre o seu herói interior para estar com a mulher dos seus sonhos.

ANÁLISE

Amor e Monstros é uma história de heroísmo com pitadas de comédia em um mundo catastrófico dominado por animais mutantes. Lançado em 2020 em poucos países, o filme agora conta com distribuição global via Netflix e é o legítimo entretenimento para toda a família.

Por conta do lançamento no ano passado e só agora chegar a maior parte do mundo, Amor e Monstros está muito bem avaliado por público e crítica em agregadores como o Rotten Tomatoes. E as avaliações positivas se justificam.

Primeiro porque a obra conta com produtores de Stranger Things. Isso já é suficiente para despertar aquele sentimento de que o público assistirá aos monstros gigantes em alta qualidade da mesma forma como a lendária série da Netflix apresentou ao mundo o Demogorgon e outras aberrações.

Outros motivos são o talento e o carisma típicos de Dylan O’Brien, que aqui dá vida a mais um personagem bem quisto e fácil de se identificar. Além dele, também há de se destacar a atuação da paixão de Joel, Aimee, interpretada pela atriz Jessica Henwick (Punho de Ferro), e dos coadjuvantes Michael Rooker (Clyde) e da jovem Ariana Greenblatt (Minnow), importantes para a condução da tradicional Jornada do Herói.

Essas são razões interessantes para justificar que o filme possivelmente frequente o Top 10 da Netflix, mas não seriam suficientes para garantirem que a obra mereça avaliações positivas. É aí que entra o trabalho do diretor Michael Matthews.

A audiência é bem contextualizada no cenário apocalíptico que o filme se passa. Em uma introdução objetiva, Joel narra o que aconteceu no mundo para que animais mutantes dominassem a Terra, enquanto belas ilustrações e cenas da catástrofe se mesclam para completar a narrativa.

Após apresentar as dificuldades, a motivação e os medos de Joel, o protagonista parte em busca de sua amada, em uma jornada vista como suicida por parte de seus companheiros de bunker. A aventura do personagem de O’Brien segue do início ao fim de modo objetivo, um ponto bastante positivo para a produção da Netflix.

Também conhecido como Problemas Monstruosos, Amor e Monstros é um filme original Netflix de Michael Matthews e estrelado por Dylan O'Brien

Destaque também para como Michael Matthews conduz bem atrizes e atores nas cenas de combate, fuga e interações com os monstros, sejam eles pequenas sanguessugas ou animais mutantes gigantescos difíceis de catalogar. Isso proporciona uma boa experiência aos espectadores, que acreditam que o perigo é real, mesmo que o filme não tenha violência explícita nem algum tipo de gore.

Com tudo isso a seu favor, a simples história de Amor e Monstros se torna divertida e possível de se conectar com o drama vivido por Joel em busca do reencontro com a garota de seus sonhos. A simplicidade da narrativa eventualmente apela para algumas facilitadas no roteiro, mas nada que prejudique a experiência.

A promissora carreira de Michael Matthews

Com apenas 36 anos, Amor e Monstros é recém o segundo filme de Matthews. Sua estreia no cinema foi com o longa sul-africano Guerreiros de Marselha (2017), o qual dirigiu, produziu e roteirizou. Sua obra inaugural como diretor foi bem recebida e premiada na África do Sul, além de ter sido indicada a premiações importantes ao redor do mundo.

Agora, com Amor e Monstros, o trabalho de Michael Matthews está indicado entre os cinco candidatos a Melhores Efeitos Visuais no Oscar 2021. Embora o possível prêmio não seja diretamente fruto de sua competência, sem dúvida alguma são notáveis os reconhecimentos de seus dois primeiros filmes.

Michael Matthews até agora dirigiu os filmes Guerreiros de Marselha (2017) e Amor e Monstros (2021), esse último distribuído globalmente pela Netflix

Se você curte conhecer o trabalho de jovens diretoras e diretores, certamente vale ficar de olho nos filmes de Michael Matthews. Após emplacar essa produção original Netflix bem avaliada e em parceria com produtores de Stranger Things, não é de se duvidar que o diretor sul-africano conquiste mais notoriedade.

VEREDITO

Amor e Monstros é uma divertida história de aventura em um mundo apocalíptico dominado por animais mutantes de todos os tamanhos, no melhor estilo Demogorgon de Stranger Things. A obra de Michael Matthews é objetiva, bem dirigida e garante um bom entretenimento para toda a família.

Nossa nota

4,0/5,0

Assista ao trailer:

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.