CRÍTICA – Amor & Gelato (2022, Brandon Camp)

    Amor & Gelato é a nova aposta de filme de romance da Netflix. Baseado no livro homônimo de Jenna Evans, o longa conta com a direção de Brandon Camp. No elenco estão Susanna Skaggs, Anjelika Washington, Tobia De Angelis e Owen McDonnell.

    SINOPSE

    Lina (Susanna Skaggs) está indo para a Itália, mas não porque quer, mas sim porque o último desejo de sua mãe antes de morrer era que ela conhecesse seu pai. Com o diário de sua mãe, ela descobre que talvez seu pai não seja realmente seu pai biológico. Sua mãe estava apaixonada por dois homens enquanto passava o verão na Itália, se aventurando, visitando lugares e, é claro, comendo muitos gelatos. Mas Lina não está desacompanhada.

    ANÁLISE

    Mais um filme de romance da gigante do streaming que deixa a desejar. Se por um lado o excesso de filmes de romance no catálogo do serviço é uma ode ao sentimentalismo; por outro, estraga os principais conceitos das histórias de romance. Ou seja, falta em Amor & Gelato a essência, sendo um filme morno que não surpreende, mas no final de contas agrada. 

    Como mais uma adaptação de livros de romance, faz sentido que o longa tenha uma fórmula pronta. Lina é vista como uma adolescente diferente das demais, não usa redes sociais e prefere os estudos – um clichê tão final dos anos 2000 que é impossível não revirar os olhos. 

    Antes de morrer, a mãe de Lina pede que a filha viaje para Roma, a mesma cidade que fez sua mãe se apaixonar, viver grandes aventuras e também onde está o pai de Lina. O filme parte da protagonista chegando em Roma e vivendo diversas experiências acompanhada do diário de sua mãe. 

    Enquanto o filme tenta criar um drama em torno do pai de Lina, também o lento desenvolvimento de um triângulo amoroso que nunca chega de fato. Alessandro (Saul Nanni), é um jovem italiano rico por qual Lina se interessa de imediato, mas também há Lorenzo (Tobia De Angelis), um estudante gastronômico que desenvolve um sentimento por Lina. Ainda que o filme busque criar uma rivalidade entre ambos pelo coração da jovem, tudo parece muito às pressas e sem tanto peso. 

    Já a história do pai de Lina é um pouco mais interessante, na medida que a jovem vai descobrindo a verdade ao lado do homem que também era apaixonado por sua mãe e da melhor amiga dela. Não é um enredo que surpreende ou instiga, mas é bem orquestrado. 

    VEREDITO

    A mais nova produção da Netflix ganha apenas por suas lindas paisagens no coração da Itália; Roma é uma cidade que encanta e mesmo em um filme tão caído ainda é linda. Sendo assim, mesmo com um roteiro e direção fraca, o filme ainda vale pela ambientação e alguns bons momentos de Lina. 

    Amor & Gelato é um livro de grande sucesso, mas a adaptação deixa a desejar em um mar de filmes de romance que apresentam mais do mesmo.

    Nossa nota

    2,0 / 5,0

    Assista ao trailer legendado:

    Amor & Gelato já está disponível na Netflix.

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    CRÍTICA – O Despertar das Tartarugas Ninja: O Filme (2022, Netflix)

    O Despertar das Tartarugas Ninja: O Filme continua da animação homônima que foi ao ar originalmente entre 2018 e 2020. O filme da Netflix...

    CRÍTICA – Carter (2022, Jung Byung-Gil)

    Carter é o mais novo filme sul-coreano da Netflix. O filme conta a história de Carter Lee, um agente desmemoriado que precisa lutar para cumprir sua missão.

    CRÍTICA – Lanterna Verde: Tema Meu Poder (2022, Jeff Wamester)

    Lanterna Verde: Tema Meu Poder ou Green Lantern: Beware My Power é uma animação do Tomorrowverse, nova linha de filmes da DC e está...

    Predador e suas melhores versões no cinema

    Com o lançamento de Predador: A Caçada, no Star+, nada melhor que relembrar os melhores yautjas já vistos no cinema. Veja a lista!