CRÍTICA – Arremessando Alto (2022, Jeremiah Zagar)

    Arremessando Alto é um drama original da Netflix com Adam Sandler (Joias Brutas) como protagonista.

    SINOPSE DE ARREMESSANDO ALTO

    Stanley (Adam Sandler) é um olheiro talentoso que está em buscar de se tornar treinador de basquete. Ele consegue chegar em seu objetivo, mas uma tragédia faz com que ele volte para seu cargo antigo. Para poder alcançar seus sonhos, ele tem que achar um novo astro das quadras, conseguindo achar uma joia a ser lapidada na Espanha, o jovem Bo Cruz (Juancho Hernangómez).

    ANÁLISE

    arremessando alto

    Filmes sobre esportes costumam ter um texto muito formulaico que funciona da seguinte forma: um homem experiente, talentoso, mas desacreditado acha um jovem com talento nato, todavia, que possui problemas pessoais e que precisa se provar para chegar ao topo, superando muitos obstáculos para atingir suas metas.

    Arremessando Alto tem todos os clichês possíveis desse tipo de obra, uma vez que aposta na segurança completa do gênero, acrescentando algumas coisas de outros como comédias românticas.

    O diferencial deste filme está em poucas reviravoltas que quase nos deixam acreditar que tudo vai dar errado, porém, quase é a palavra que define muito bem o longa.

    De positivo, Adam Sandler dá um show aqui, entregando muito carisma e uma atuação bastante segura, assim como o restante do elenco. Por mais que o time seja formado por diversos jogadores do basquete profissional, incluindo Juancho Hernangómez, todo mundo consegue ser funcional e ter um destaque.

    Assim como em muitos filmes do gênero, o longa empolga em alguns momentos e para os mais sensíveis, pode emocionar. Se você, assim como eu, já viu muitas histórias como essa em obras superiores como Rocky, Creed, Nocaute, Duelo de Titãs e tantos outros, não vai se impressionar tanto.

    O longa poderia ser mais curto, com uns 20 ou 30 minutos a menos, pois há vários momentos cansativos que remetem a comerciais esportivos de superação, com treinamentos incansáveis e intermináveis que nos esgotam, assim como Bo Cruz.

    O diretor Jeremiah Zagar faz diversos movimentos de câmera, com muitos enfoques nos rostos dos atletas, transições rápidas e fades que podem causar alguma confusão. por vezes, parece que o cineasta quer muito mostrar trabalho, o que o prejudica, visto que as tomadas ficam frenéticas em pontos desnecessários.

    VEREDITO

    Arremessando Alto é mais do mesmo e até esquecível dentro da proposta que apresenta. Adam Sandler é o grande diferencial aqui, ainda mais que é um apaixonado pelo esporte e traz isso para tela, o que ajuda bastante a nos manter ligados. O esforço de todo o elenco formado por atletas é o que dá o a mais do filme, o que salva o longa de ser menos interessante do que parece.

    Nossa nota

    3,0/5,0

    Confira o trailer de Arremessando Alto:

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    TBT #183 | Platoon (1986, Oliver Stone)

    Platoon, de Oliver Stone sem dúvida está na lista dos fãs de filmes de guerra. Veja nossa clássica indicação de TBT!

    CRÍTICA – Amor & Gelato (2022, Brandon Camp)

    Amor & Gelato é a nova aposta de filme de romance da Netflix. Baseado no livro homônimo de Jenna Evans, o longa é dirigido por Brandon Camp.

    Thor: Amor e Trovão | Conheça o elenco do filme

    Agora falta pouco para Thor: Amor e Trovão chegar aos cinemas! Confira neste artigo quem são os personagens e atores envolvidos na produção.

    CRÍTICA – O Apocalipse do Amor (2022, Hilal Saral)

    O Apocalipse do Amor é um filme turco dirigido pela diretora Hilal Saral. Veja o que achamos da produção de estreia da diretora turca.