Início FILMES Crítica CRÍTICA – Do Que os Homens Gostam (2019, Adam Shankman)

CRÍTICA – Do Que os Homens Gostam (2019, Adam Shankman)

CRÍTICA - Do que os Homens Gostam (2019, Adam Shankman)

No ano de 2000, Mel Gibson estrelava a comédia Do Que as Mulheres Gostam, agora 21 anos depois, o remake Do Que os Homens Gostam (What Men Want) lançado em 2019 – chega ao catálogo da Netlix.

O longa é estrelado por Taraji P. Henson, Aldis HodgeTracy MorganJosh Brener, Kellan Lutz entre outros.

SINOPSE

Alison Davis (Taraji P. Henson) é excluída pelos agentes esportivos masculinos em sua profissão, mas ganha uma vantagem inesperada para contratar a próxima estrela da NBA quando desenvolve a capacidade de ouvir os pensamentos dos homens.

ANÁLISE

No remake, depois de beber uma mistura potente dada por uma xamã durante a despedida de solteira de uma de suas amigas, Ali ganha a capacidade de ouvir os pensamentos íntimos dos homens.

O roteiro do filme foi escrito por Jas WatersTina Gordon Chism que apesar de ter recebido críticas mistas da crítica e público, arrecadou mundialmente apenas US$ 72 milhões, bem pouco para um orçamento de US$ 20 milhões.

VEREDITO

O longa Adam Shankman é uma boa sacada ao dar uma virada de gênero, e durante a cena do hospital nos minutos iniciais ao citar um cara que se eletrocutou em uma banheira com um secador de cabelos, faz com que a referência ao filme estrelado por Mel Gibson transforme o remake em uma continuação.

Apesar de Do Que os Homens Gostam ter uma premissa simples e um roteiro bem linear, a atuação de Taraji P. Henson (O Curioso Caso de Benjamin Button) com o apoio do elenco coadjuvante é o grande acerto da produção. A atriz de tem ótimos momentos e graças a seu carisma e expressões, consegue arrancar boas risadas do público.

Nossa nota

3,0 / 5,0

Assista ao trailer original de Do Que os Homens Gostam:

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Artigo anteriorCRÍTICA – Aluga-se Um Paraíso (1ª temporada, 2021, Netflix)
Próximo artigoCRÍTICA – Como Virei Super-Herói (2021, Douglas Attal)
Um carioca apaixonado por livros, cinema, games e que ama falar de nerdice.