Início FILMES Crítica CRÍTICA – Interrompemos a Programação (2021, Jakub Piatek)

CRÍTICA – Interrompemos a Programação (2021, Jakub Piatek)

Interrompemos a Programação é um filme polonês de drama e suspense da Netflix, dirigido por Jakub Piatek, e conta com o ator Bartosz Bielenia

A Netflix acaba de lançar mais um filme original em idioma não inglês. A produção da vez é Interrompemos a Programação (Prime Time), um drama/suspense polonês com 1h32min de duração.

O longa é dirigido por Jakub Piatek e conta com Bartosz Bielenia como ator principal. Bielenia ganhou notoriedade por sua atuação em Corpus Christi (2019), representante da Polônia na categoria de Melhor Filme Internacional do Oscar 2020.

Interrompemos a Programação é falado em polonês, mas conta com versões dubladas em português, inglês, alemão e italiano, além de legendas nos mesmos idiomas. A crítica a seguir não contém spoilers.

SINOPSE

Na véspera do Ano Novo de 1999, um homem armado invade um estúdio de TV, faz reféns e tem só uma exigência: transmitir uma mensagem ao vivo.

ANÁLISE DE INTERROMPEMOS A PROGRAMAÇÃO

Interrompemos a Programação é interessante por sua dualidade. O filme polonês lida constantemente com aspectos micro e macro.

O primeiro que acredito que merece destaque é a sua duração. Apesar de durar 1h32min, o longa é carregado de suspense que prende tanto a sua atenção a ponto de você acreditar que assistiu a um filme muito mais longo.

A tensão é a responsável por essa experiência. Afinal, uma invasão a uma emissora de televisão com programação ao vivo por si já é uma história tensa. Entretanto, é preciso destacar o ótimo trabalho do jovem diretor Jakub Piatek, de apenas 36 anos.

Piatek acerta ao escolher o também jovem Bartosz Bielenia para o papel principal. O ator de 29 anos transita muito bem entre diversas emoções, entregando cenas verdadeiras que mostram a determinação, a raiva, e as dúvidas de seu personagem, Sebastian, durante a trama.

Interrompemos a Programação é um filme polonês de drama e suspense da Netflix, dirigido por Jakub Piatek, e conta com o ator Bartosz Bielenia

Outro fator importante para a experiência tensa e sem enrolação é o uso de poucas locações para contar a história toda. O filme se passa praticamente apenas na emissora de TV, intercalando takes entre o local onde são feitas as transmissões e o estúdio onde ficam produtores e equipe técnica.

O terceiro ponto que merece destaque é o contexto da transição entre 1999 e 2000. À época muitos acreditavam que o mundo passaria pelo Y2K, conhecido como o Bug do Milênio, que iria causar a pane em diversos sistemas, desde computadores pessoais até equipamentos responsáveis pela aviação e satélites no espaço.

A expectativa por uma pane tecnológica em nível global fez com que muitas pessoas estocassem comida e outros mantimentos essenciais para sobreviver à catástrofe.

Interrompemos a Programação contextualiza isso muito bem de modo breve, explicitando que a Polônia vivia a tensão não apenas pelo medo do Y2K, como também por descrença no governo local.

O contraste da sociedade polonesa é explorado de uma maneira bem interessante ao eventualmente exibir um painel típico de emissoras de TV, em que programas da própria emissora e de outros canais são exibidos lado a lado. Então, em uma imagem é possível ver pessoas ricas celebrando o ano novo, enquanto logo ao lado as filmagens mostram pessoas protestando.

Tensão na sociedade, tensão na vida dos personagens

É inegável que situações positivas ou negativas em grande escala – como uma pandemia – afetam diretamente as vidas de todo mundo.

As escolhas de quem está no poder, as políticas públicas (in)existentes e a (in)justiça social podem potencializar as alegrias ou as tensões do dia a dia, mesmo quando não podemos controlar tais ações macro.

Tudo isso afeta a maneira como cada personagem de Interrompemos a Programação age. A produtora de TV Laura (Malgorzata Hajewska) está impaciente com a apresentadora Mira Kryle (Magdalena Poplawska), que por sua vez mostra descaso com os demais no ambiente.

Interrompemos a Programação é um filme polonês de drama e suspense da Netflix, dirigido por Jakub Piatek, e conta com o ator Bartosz Bielenia

Após consumada a invasão de Sebastian, o comandante da polícia interpretado por Dobromir Dymecki também se encontra em conflito com os negociantes Piotr (Cezary Kosinski) e Lena (Monika Frajczyk). Tudo isso culmina em uma série de decisões contrastantes que acentuam ainda mais o suspense.

É preciso destacar também as boas atuações de Magdalena Poplawska e Andrzej Klak, intérprete do segurança Grzegorz, que também é refém junto com Mira. Ambos atuam em conformidade com as emoções de um momento tenso como um sequestro.

Não é à toa que o diretor Jakub Piatek foi nomeado à categoria World Cinema – Dramatic do Sundance Film Festival 2021.

VEREDITO

Interrompemos a Programação é mais uma ótima produção em idioma não-inglês no catálogo da Netflix. A gigante do streaming acerta em ampliar suas produções originais dando espaço para culturas diferentes.

Espero que a divulgação desse filme polonês seja ampla, pois com certeza agradará o grande público, especialmente fãs dos gêneros drama e suspense.

Nossa nota

4,5 / 5,0

Assista ao trailer de Interrompemos a Programação:

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Artigo anteriorCRÍTICA – Godzilla: Ponto Singular (1ª temporada, 2021, Netflix)
Próximo artigoTBT #131 | Como Treinar o Seu Dragão (2010, DreamWorks)
Jornalista pós-graduado em Jornalismo Digital, fã de Mr. Robot, Pokémon e com uma menção honrosa a 24 Horas, o seriado que me fez entrar no mundo de séries e filmes.