Início FILMES Crítica CRÍTICA – Madres: Mães de Ninguém (2021, Ryan Zaragoza)

CRÍTICA – Madres: Mães de Ninguém (2021, Ryan Zaragoza)

Madres: Mães de Ninguém é um dos quatro filmes do projeto “Bem-Vindo a Blumhouse”, parceria da Blumhouse com a Amazon Prime Video.

SINOPSE

Beto (Tenoch Huerta) e Diana (Ariana Guerra) são um casal mexicano-americano. Eles estão prestes a ter um filho e ele recebeu uma boa proposta de emprego em uma pacata cidade dos Estados Unidos.

Todavia, esse lugar guarda segredos sobre o grande índice de mortes de bebês, algo que amaldiçoa o lugar. Será que o filho do casal terá o mesmo destino?

ANÁLISE

Madres: Mães de Ninguém é um longa que mistura elementos sobrenaturais com uma história real. O longa tem um ritmo bastante lento e é bem sonolento em diversos momentos.

A construção dos personagens é ruim e os dilemas iniciais sobre a cultura e pertencimento não são bem trabalhados. A ideia de ter uma mulher branca salvadora é colocada em xeque aqui, mas logo é esquecida, pois o filme faz justamente isso.

Os momentos de horror são risíveis por conta da atuação ruim de Ariana Guerra, que sofre bastante para ser a protagonista do longa. O trabalho de Tenoch Huerta (Uma Noite de Crime 5: A Fronteira) é bem competente, fazendo com que torçamos por ele.

O terceiro ato de Madres salva o filme, pois aborda muito bem questões como racismo, xenofobia e como  a justiça pode ser cega e sem escrúpulos aos mais necessitados. Essa parte da história demora demais a chegar, o que prejudica bastante a fluidez do longa que foca mais em sustos baratos e um desenvolvimento bem aquém de uma trama que poderia ter sido muito melhor aproveitada pela equipe de roteiristas e direção.

VEREDITO

Madres: Mães de Ninguém é um desperdício de uma boa história e que conta com uma protagonista ruim.

Se o filme focasse mais nas questões levantadas em seu terceiro ao, com certeza seria muito melhor desenvolvido e poderia trazer bons apontamentos reflexivos, uma pena para um grande potencial desperdiçado.

Nossa nota

2,7/5,0

Veja o trailer de Madres:

Acompanhe as lives do Feededigno na Twitch

Estamos na Twitch transmitindo gameplays semanais de jogos para os principais consoles e PC. Por lá, você confere conteúdos sobre lançamentos, jogos populares e games clássicos todas as semanas.

Curte os conteúdos e lives do Feededigno? Então considere ser um sub na nossa Twitch sem pagar nada por isso. Clique aqui e saiba como.

Artigo anteriorCRÍTICA – Tem Alguém na Sua Casa (2021, Patrick Kack-Brice)
Próximo artigoCRÍTICA – What If…? (1ª temporada, 2021, Disney+)
Relações-públicas, gremista, nerd, escorpiano e palestrinha. Parece futebolista, pois só vive descendo a lenha. DC é melhor que Marvel, todavia, amamos as duas.