CRÍTICA – O Meme do Mal (2022, John William Ross)

    O Meme do Mal (Grimcutty) é um longa original da plataforma Star+ e tem a direção de John William Ross.

    SINOPSE DE O MEME DO MAL

    Um desafio mortal está sendo feito na internet com a influência de uma criatura maligna conhecida como Grimcutty. Agora, Asha (Sara Wolfkind), uma influencer frustrada, tentará derrotar esse monstro.

    ANÁLISE

    O Meme do Mal é aquele tipo de projeto que já inicia errado e só vai piorando a cada minuto que passa, uma vez que desde sua concepção, o longa já carece de uma ideia bastante ultrapassada.

    Baseado no meme Momo, uma figura horripilante japonesa, o viral era um desafio da internet que tinha o objetivo de mutilar e incentivar o suicídio de jovens no ano de 2018. O caso preocupou muitos pais e responsáveis por conta de ser uma febre e acabou chocando muitos lares.

    De fato, só pela sua premissa, o mal gosto da obra fica mais que escancarado, e pior, se fossemos analisar por si só o filme, ele já seria tenebroso.

    Começando pela criatura, o Grimcutty causa muito mais risadas do que medo. A roupa borrachuda, que limita bastante os movimentos do ator que usa tal traje deixa ela com um aspecto cômico. A máscara não fica distante pela tosquice que se completa com uma faca de brinquedo.

    As atuações são péssimas, com destaque negativo para a protagonista Sara Wolfkind que fica metade de O Meme do Mal gritando histericamente. Na outra ela é apenas uma adolescente insuportável. Os demais atores não conseguem ir muito além de medianos.

    O roteiro é fraco e vai À forceps tentando entregar o tempo necessário para o desenvolvimento da trama. Se O Meme do Mal fosse um curta, funcionaria melhor em sua proposta. A maldição criada pela criatura é bastante aleatória e o terceiro ato brinca com a inteligência de quem está assistindo. Se o filme fosse mais para o lado galhofa e não tentasse passar uma mensagem séria, funcionaria melhor, todavia, tenta de verdade manter o tom sisudo.

    Há uma tentativa frustrada de tentar levar a discussão para o vício dos jovens por tecnologia, e se olharmos ainda mais a fundo, a busca incessante por atenção na era das telas. O próprio desafio da Momo existe por causa de problemas de afetividade e aqui eles até tentam explorar isso, mas falham miseravelmente.

    VEREDITO

    O Meme do Mal não passa de seu título: um meme pronto, de mal gosto. O longa da Star+ é uma caricatura e não consegue ser nem trash, tampouco divertir ou passar alguma mensagem importante sobre o perigo das redes. Enfim, assista com o seu sono em dia se quiser terminar o filme.

    Nossa nota

    0,5/5,0

    Confira o trailer:

    Acompanhe as lives do Feededigno na Twitch

    Estamos na Twitch transmitindo gameplays semanais de jogos para os principais consoles e PC. Por lá, você confere conteúdos sobre lançamentos, jogos populares e games clássicos todas as semanas.

    Curte os conteúdos e lives do Feededigno? Então considere ser um sub na nossa Twitch sem pagar nada por isso. Clique aqui e saiba como.

    Artigos relacionados

    CRÍTICA: ‘Segredos de um Escândalo’ instiga, mas falha ao entregar narrativa incômoda

    Segredos de um Escândalo é o mais novo suspense estrelado por Julianne Moore e Natalie Portman. O longa adapta uma história real.

    TBT #264 | ‘Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal’ diverte, mas falha em entregar legado

    Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal é um dos muitos longas legados lançados nos anos 2000. O longa acompanha o amado Indy.

    CRÍTICA – ‘Bob Marley: One Love’ a voz do amor em tempos de guerra

    Bob Marley: One Love lança os espectadores por história emocionante, com músicas sobre amor, perseverança e biografia respeitosa.

    10 filmes indicados ao Oscar que você pode assistir na Netflix

    A Netflix recebeu 18 indicações ao Oscar; veja a lista completa dos filmes da gigante do streaming que concorrem na maior premiação do cinema.