Início FILMES Crítica CRÍTICA – O Páramo (2022, David Casademunt)

CRÍTICA – O Páramo (2022, David Casademunt)

O Páramo

O Páramo é um longa original Netflix e tem o estreante na direção David Casademunt que também assina o roteiro da obra.

SINOPSE DE O PÁRAMO

No século XIX, uma família vive isolada em tempos de guerra na Espanha. Contudo, eles tem uma preocupação maior que o terror dos conflitos no país, uma vez que uma criatura maligna que se alimenta de medo começa a atormentá-los. Será que eles vão conseguir sobreviver?

ANÁLISE

O Páramo é um filme que tem como base algumas assinaturas muito semelhantes a outros dois longas do gênero de terror/fantasia que são O Labirinto do Fauno e A Bruxa.

Logo no começo, vemos que há uma tensão no ar por parte do comportamento pai que é ausente emocionalmente e tem um trauma pesado do seu passado que o fere até hoje. Os diálogos carregados de raiva e medo são marcantes, mesmo que em alguns momentos seja bastante repetitivo.

A ideia de que o terror é invisível pode desagradar algumas pessoas, uma vez que o diretor David Casademunt segura a criatura ao máximo para deixar no nosso imaginário como ela é. O longa é lento e não tem nenhuma pressa em acelerar sua narrativa para que tenhamos mais dinamismo, escolhendo contar a história no tempo que for preciso.

As atuações do jovem Asier Flores (Diego) e de Inma Cuesta (Lucia) são muito boas, pois conseguem nos passar os sentimentos de terror e abandono dos personagens.

Se por um lado O Páramo consegue ser tenso e horripilante, pelo outro, a sua duração e roteiro rasos não conseguem segurar o período de 01h32min. Se o projeto se tornasse uma minissérie, com mais desenvolvimento das situações e personagens, certamente daria mais certo.

VEREDITO

O Páramo

Com um roteiro raso, mas com boas atuações e uma atmosfera de horror bem elaborada, O Páramo é um longa para quem gosta de obras mais lentas e que deixam muito mais a nossa imaginação trabalhar do que, de fato, mostram em tela o que está acontecendo. Vale pela estética e fotografia lavadas e que são muito fiéis a situação apresentada.

Nossa nota

3,5/5,0

Confira o trailer de O Páramo:

Inscreva-se no YouTube do Feededigno

Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

Artigo anteriorPRIMEIRAS IMPRESSÕES: Attack on Titan (4ª temporada – Parte 2, 2022, Mappa)
Próximo artigoCRÍTICA – Apresentando os Ricardos (2021, Aaron Sorkin)
Relações-públicas, gremista, nerd, escorpiano e palestrinha. Parece futebolista, pois só vive descendo a lenha. DC é melhor que Marvel, todavia, amamos as duas.