CRÍTICA – O Projeto Adam (2022, Shawn Levy)

    O Projeto Adam é o novo longa original da Netflix e tem na direção Shawn Levy (Free Guy) e Ryan Reynolds (Deadpool) como protagonista.

    SINOPSE DE O PROJETO ADAM

    Em 2050 o mundo está um caos e Adam (Ryan Reynolds) quer mudar o futuro indo para o passado, regressando para 2018. Entretanto, ele acaba voltando acidentalmente para 2022 e acha seu eu com 12 anos. Agora, eles devem unir forças para derrotar a temível Maya Sorian (Catherine Keener) e impedir a criação da viagem do tempo por seu pai, Louis (Mark Ruffallo).

    ANÁLISE

    O Projeto Adam é um filme que tem duas faces: na primeira, ele é divertido, irreverente e dinâmico, na outra, chato, sem timing cômico e extremamente clichê, com personagens estereotipados e sem personalidade.

    De positivo, temos um primeiro ato frenético, que consegue ser interessante e criar boas relações de personagens. Ryan Reynolds e Walker Scobell tem muita química, pois trazem muito carisma para as versões adulta e jovem do protagonista. Por mais que seja expositivo demais, o roteiro até que se consagra nos primeiros 30 minutos de O Projeto Adam.

    As cenas de ação são legais, uma vez que são bem executadas, com uma coreografia inventiva e gagdets que funcionam em tela. A direção consegue passar cenas de impacto, mesmo que em alguns momentos use a bengala do “blip” como recurso de tela. Por fim, a trilha sonora é bem executada, pois traz um encaixe muito bom com a montagem da obra.

    Se no primeiro ato o longa funciona, do segundo em diante, O Projeto Adam vira um desastre! O filme fica enfadonho, a trama empaca e as atuações dos demais atores que entram são completamente no automático. Zoe Saldana e Mark Ruffalo parecem desinteressados em estar ali, entregando performances bem automáticas. A participação de Jennifer Garner é de uma coadjuvante de luxo.

    O roteiro é bastante furado, algo inerente em filmes de viagem no tempo, visto que a todo o momento ele se contradiz. Em dado momento, um dos acontecimentos é esticado ao extremo, pois tem que entregar uma cena emocionante, mas que não tem nenhum sentido para existir. A vilã é extremamente genérica, sendo apenas uma empresária gananciosa em busca de dinheiro.

    VEREDITO

    O Projeto Adam poderia ser uma farofa sem pretensão de ser um grande longa, todavia, entra numa espiral de clichês e problemas que jogam muito para baixo a experiência de assistir ao filme.

    De fato, se houvesse um pouco mais de capricho no roteiro e de interesse do elenco em participar da trama, a obra poderia ser mais legal, contudo, os problemas são muito visíveis para quem está assistindo, uma pena para quem buscava um entretenimento de qualidade.

    Nossa nota

    2,5/5,0

    Confira o trailer de O Projeto Adam:

    Acompanhe as lives do Feededigno na Twitch

    Estamos na Twitch transmitindo gameplays semanais de jogos para os principais consoles e PC. Por lá, você confere conteúdos sobre lançamentos, jogos populares e games clássicos todas as semanas.

    Curte os conteúdos e lives do Feededigno? Então considere ser um sub na nossa Twitch sem pagar nada por isso. Clique aqui e saiba como.

    Artigos relacionados

    TBT #266 | ‘Protegendo o Inimigo’ mostra o que o gênero de espionagem tem de melhor

    Protegendo o Inimigo de 2012 é estrelado por Ryan Reynolds e Denzel Washington. O longa conta uma história de gato e rato entre espiões e a CIA.

    CRÍTICA: ‘O Menino e a Garça’ é um desabafo sobre passado, presente e futuro

    O Menino e a Garça é dirigido por Hayao Miyazaki. O longa conta a história do jovem Mahito que precisa resgatar sua mãe em um mundo fantástico.

    CRÍTICA: ‘O Mal que nos Habita’ um álbum de death metal em formato de filme de terror

    O Mal que nos Habita é o mais novo longa de horror argentino que tomou o mundo. Repleto de body horror e sequências de terror, você se surpreenderá.

    TBT #265 | ‘Kill Bill’ é um clássico atemporal de vingança

    Kill Bill Vol. 1 é estrelado por Uma Thurman no papel da Noiva, uma heroína em busca de vingança por tudo que foi tirado dela.