CRÍTICA – Oldboy (2003, Park Chan-Wook)

    Filmes orientais tem suas estética e identidade únicas tendo assim sua própria liturgia de clássicos, dentre eles lançado na primeira década dos anos 2000 Oldboy que conquistou fãs e prêmios durante sua exibição. Oldboy é uma adaptação do mangá vencedor do Eisner de 2007 de Melhor Material Internacional Lançado nos Estados Unidos escrito por Garon Tsuchiya e arte de Nobuaki Minegishi. A direção do longa é realizada por Park Chan-Wook, roteiro de Hwang Jo-yun, Lim Jun-hyung, Park Chan-wook sendo seu primeiro lançamento para o cinema em 23 de novembro de 2003 e chegando ao Brasil em 2005.

    O filme é estrelado por Choi Min-sik como Oh Dae-su, Yoo Ji-tae é Lee Woo-Jin e Kang Hye-jung como Mi-do e seu sucesso ainda rendeu o remake não autorizado Zenga em 2006 e um autorizado em 2013 dirigido por Spike Lee. Oldboy é o segundo filme da Trilogia da Vingança do diretor Park Chan-Wook sendo o seu primeiro Mr Vingança (2002) e Lady Vingança (2007) cuja conexão narrativa entre os três filmes é a vingança ser o seu principal tema.

    Em comemoração aos vinte anos de seu lançamento original chega aos cinemas no dia 14 de setembro a versão remasterizada de Oldboy. Segundo a Pandora Filmes responsável pela distribuição o trabalho de restauração foi realizado a partir do seu negativo original de 35 mm com supervisão do próprio diretor da filmagem original.

    SINOPSE

    Oh Dae-su (Choi Min-sik) é um homem comum, bem casado e pai de uma garota de 3 anos, que é levado a uma delegacia por estar alcoolizado. Ao sair ele liga para casa de uma cabine telefônica, para logo em seguida desaparecer, dexando como pista apenas o presente de aniversário que havia comprado para a filha.

    Pouco depois ele percebe estar em uma estranha prisão, onde há apenas uma TV ligada, no qual ele recebe pouca comida e respira um gás que o faz dormir diariamente. Através do noticiário da TV ele descobre que é o principal suspeito do assassinato brutal de sua esposa e sem ter outra opção, ele passa a se adaptar à escuridão de seu quarto e a preparar seu corpo e sua mente para sobreviver à pena que está sendo obrigado a cumprir sem saber o porquê.

    ANÁLISE

    Oldboy

    Assistir a versão remasterizada de Oldboy é uma experiência diferente, que exalta o excelente trabalho de todos que realizaram sua produção e uma comemoração adequada para um clássico que marcou sua época e sempre é referenciado em outras produções sejam cinematográficas ou de outras mídias.

    A direção de Park Chon-Wook é magnifica por trazer ao espectador toda a claustrofobia que seu protagonista é submetido em seu cativero a uma total privação de contato social até sair completamente desnorteado em busca de vingança.
    O roteiro é excelente traduzindo em dialogos as emoções do protagonista além de revelar as suas reflexões desde seu cativeiro. Tornando a história em alguns aspectos o monologo de Dae-su sobre os acontecimentos que o levaram a sua situação e o mistério da pessoa responsável por isso.

    As atuações são espetaculares tanto de Choi Min-Sik (Oh Dae-su) quanto Kang Hye-jung ( Mi-do) seu interesse afetivo cuja conexão é muito mais complexa e surpreendente do que o espectador consegue imaginar. A química entre os atores é excelente sendo um dos melhores aspectos de atuação do filme como um todo.

    Em aspectos narrativos é uma experiência forte assistir toda a jornada de Dae-su por vingança, pois toda a sua frustração perante os acontecimentos é através da violência seja em uma refeição, um dialogo ou contato físico com um semelhante que é evidentemente inapropriado.

    E neste contexto da violência as cenas graficamente fortes são outro destaque pois o protagonista retribui o que sofre de forma implacável traduzindo-se em cenas excelentes como a inesquecível luta utilizando um martelo em um plano sequência.

    O desfecho de Oldboy surpreende por sua construção narrativa seguir os passos de seu protagonista, mas deixando pistas do responsável pelo seu sequestro e sua manipulação para um final que em falta de uma descrição melhor é chocante.

    VEREDITO

    Oldboy é um clássico que merece ser revisto no cinema tanto pela sua história que mergulha o espectador em todos os elementos aos quais se propões quanto pelo seu tratamento visual moderno que o torna ainda mais atraente para uma experiência cinematográfica.

    Nossa nota

    5,0 / 5,0

    Confira o trailer do filme:

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    Deadpool e Wolverine: Confira o primeiro trailer oficial do longa!

    Deadpool e Wolverine chegará aos cinemas em julho! Confira o trailer oficial com detalhes de enredo e o que pode vir por aí!

    TBT #273 | ‘Vida Bandida’ é uma comédia repleta de diversão e simpatia

    Vida Bandida acompanha a história de um grupo de ladrões de banco. Estrelado por Bruce Willis e Cate Blanchett.

    A saga olímpica no cinema: Uma jornada de superação e emoção

    Entre dramas, comédias e até mesmo criminais, a melhor maneira de se preparar para as Olimpíadas é conhecendo as melhores histórias da competição.

    Superman: Possíveis vilões do novo filme do Homem de Aço

    Superman ganhará um novo filme. Apesar de quase todo o elenco do filme ter sido anunciado, os vilões ainda são mantidos em segredo.