Início FILMES Crítica CRÍTICA – The Trip (2021, Tommy Wirkoia)

CRÍTICA – The Trip (2021, Tommy Wirkoia)

The Trip

The Trip é um longa norueguês original da Netflix e tem a direção do cineasta Tommy Wirkoia e tem em seu elenco Noomi Rapace (Céu Vermelho-Sangue).

SINOPSE

Lars (Aksel Hennie) e Lisa (Noomi Rapace) são um casal que está em crise no seu relacionamento. 

Eles decidem ir para um chalé isolado, mas não para acertarem as coisas, e sim, tentar matar um ao outro.

ANÁLISE

The Trip é um filme com uma premissa bem diferente da qual estamos acostumados, mas que tem muito a dizer.

Num primeiro momento, pensamos em algo muito parecido com obras como Fargo e Sr. e Sra. Smith, pois há um litígio entre o casal e a forma na qual eles escolhem resolver o conflito é com violência extrema. 

Aliás, o que não falta é gore em The Trip, visto que por ser um filme +18, a violência não é poupada, mostrando bastante exagero numa comédia bastante escrachada. 

O longa norueguês é uma mistura de terror com comédia, uma vez que tem momentos de tensão sufocante, além de saber os momentos certos de usar o humor. As atuações são muito boas, com um destaque para a excelente Noomi Rapace que entrega uma personagem bastante sofrida, mas que é empoderada também.

Como ponto negativo temos algumas decisões questionáveis dos personagens, mostrando que eles podem ser muito idiotas quando o roteiro precisa. Todavia, foram isso, The Trip diverte, e muito, sendo uma obra que lá no fundo fala sobre as dificuldades de se relacionar e da hipocrisia dos famosos.

VEREDITO

The Trip

The Trip é divertido, nonsense e extremamente controverso, pois usa muito bem do humor ácido e de um entretenimento bastante sádico e peculiar.

Com boas atuações e uma direção certeira, o longa vai ser uma boa pedida para quem gosta de uma comédia macabra.

Nossa nota

4,0/5,0

Confira o trailer de The Trip:

Inscreva-se no YouTube do Feededigno

Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

 

Artigo anteriorBatgirl: Filme ganha primeira imagem e mais detalhes
Próximo artigoCRÍTICA – My Name (1ª temporada, 2021, Netflix)
Relações-públicas, gremista, nerd, escorpiano e palestrinha. Parece futebolista, pois só vive descendo a lenha. DC é melhor que Marvel, todavia, amamos as duas.