Início FILMES Crítica CRÍTICA – Um Menino Chamado Natal (2021, Gil Kenan)

CRÍTICA – Um Menino Chamado Natal (2021, Gil Kenan)

Um Menino Chamado Natal é um filme britânico já disponível na Netflix, dirigido por Gil Kenan e co-roteirizado pelo diretor e por Ol Parker. A história é uma adaptação do livro homogêneo de Matt Haig. No elenco estão Henry Lawfull, Jim Broadbent, Maggie Smith e Sally Hawkins

SINOPSE DE UM MENINO CHAMADO NATAL

Para trazer esperança ao mundo, um garoto chamado Nikolas (Henry Lawfull) parte em uma aventura em busca da vila dos duendes. Ele e seu camundongo falante enfrentam perigos, inimigos e descobrem a magia do Natal.

ANÁLISE

A maioria dos filmes da temporada de Natal da Netflix se revelam mais do mesmo, sendo comédias familiares ou romances que simplesmente acontecem no Natal, sem ter uma relação real com a data. Nesse sentido, é uma surpresa gratificante que Um Menino Chamado Natal apresenta uma premissa diferente e tente voltar ao real significado dessa incrível comemoração. 

O filme que é baseado em um best-seller britânico conta a história de origem do Papai Noel, mas precisamente como o garoto Nikolas trouxe a esperança novamente para o mundo. Logo, os roteiristas Gil Kenan e Ol Parker conseguem contar uma história sobre luto, superação, lealdade e bondade de uma forma madura. 

Ainda que esse filme seja para crianças, é comum que o espectador mais velho se pegue pensando nas mensagens que o longa passa e principalmente no significado do Natal. Dessa forma, a produção fantasiosa de Um Menino Chamado Natal também colabora para atmosfera filosófica. 

No ínicio do filme, assim como os adultos em torno de Nikolas, o público duvida se existe magia de fato. Mas, é aos poucos, na figura do menino que percebe-se que a verdadeira magia está nas ações bondosas das pessoas. Uma reflexão que é muito bem vinda em tempos conturbados. 

Por último, os efeitos e CGI do filme podem causar uma certa estranheza no começo, como o camundongo Mikka quando começa a gesticular as primeiras palavras, mas logo o filme acerta no tom e mostra a beleza daquele mundo encantado. Nessa maneira, muito de Um Menino Chamado Natal está no seu texto que com base no design de produção formam um ótimo filme de Natal.

VEREDITO

um menino chamado natal

Um Menino Chamado Natal é encantador e apresenta belas mensagens sobre o Natal. O elenco britânico têm nomes conhecidos e está muito bem alinhado com a história. 

Nossa nota

3,5/5,0

Confira o trailer de Um Menino Chamado Natal:

Inscreva-se no YouTube do Feededigno

Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

Artigo anteriorCRÍTICA – King Richard: Criando Campeãs (2021, Reinaldo Marcus Green)
Próximo artigoCRÍTICA – Asterix & Obelix: Slap them All! (2021, Microids)
Jornalista em formação e apaixonada pela sétima arte. Representatividade e movimentos sociais através do cinema é fundamental. Apreciadora de livros, animes e joguinhos de ps4 nas horas vagas. The final girl.