Início FILMES Entrevista Dalenogare se torna o primeiro sul-americano membro da Critics Choice

Dalenogare se torna o primeiro sul-americano membro da Critics Choice

Historiador e crítico de cinema brasileiro, Waldemar Dalenogare é o responsável pelo canal Dalenogare Críticas no YouTube

Waldemar Dalenogare Neto, historiador e crítico de cinema brasileiro, acaba de conquistar um importante feito para a sétima arte na América do Sul. Em 27 de outubro de 2020, o responsável pelo canal Dalenogare Críticas no YouTube se tornou o primeiro sul-americano a ser membro da Critics Choice Association (CCA).

Natural de Porto Alegre/RS, Waldemar Dalenogare atua no ramo do cinema em constante trânsito entre Brasil e Estados Unidos. Atualmente com 29 anos, o gaúcho nutre a paixão pelo cinema desde a infância.

Seu interesse começou na infância por causa da avó, que comprava fitas VHS e DVDs clássicos da sétima arte em uma banca no Centro Histórico da Capital gaúcha. Os filmes a que mais gostava de assistir eram os de Charlie Chaplin

Dalenogare conta:

“Ela fez toda a coleção do Chaplin para mim quando eu era criança ainda”.

Anos depois, no fim do Ensino Fundamental, Waldemar Dalenogare passou a considerar o cinema como seu hobby favorito. Assistir aos filmes se tornou uma prioridade em seu tempo livre, que também dedicava para jogar videogame e acompanhar futebol.

Foi nessa época que ele desenvolveu um hábito curioso: assistir a 4 filmes por dia, sempre que possível.

Entretanto, a partir das responsabilidades acadêmicas e com o Dalenogare Críticas, esse hábito se moldou:

“Tirando algum festival, eu tento não assistir a 4 filmes por dia porque eu noto que cai bastante a qualidade da apreciação”.

Waldemar muito além do Dalenogare Críticas

Quem vê cara não vê currículo.

O trabalho de Waldemar não acontece apenas em seu canal Dalenogare Críticas no YouTube. Ele também é Doutor em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Bacharel, Licenciado e Mestre em História na mesma universidade, onde recebeu duas láureas acadêmicas por conta de seu desempenho acadêmico.

Junto com a história dos Estados Unidos, o cinema também é tema de seus estudos. Entretanto, por estar ciente de que o meio acadêmico é um ambiente muito restrito, Waldemar criou o Dalenogare Críticas ainda em 2014 para levar seus conteúdos a uma audiência maior. Por conta das obrigações do Mestrado e do Doutorado, ele conseguiu dar ao canal a fluência que queria em 2019, quando passou a publicar vídeos no YouTube diariamente.

Além de compor a Critics Choice Association, ele também é membro da Online Film Critics Society (OFCS), do Spirit Awards e da Academia Brasileira de Cinema.

Por que Dalenogare foi o primeiro sul-americano na CCA

A Critics Choice Association foi fundada em 2004, à época com o nome de Broadcast Film Critics Association. Por que demorou 16 anos para que um sul-americano se tornasse membro da entidade?

Segundo Dalenogare, são dois os principais fatores.

Primeiro, é preciso que o crítico participe do circuito de lançamentos dos Estados Unidos. Como os lançamentos ocorrem primeiro nos EUA, em geral, quem cobre cinema apenas no Brasil muitas vezes fica refém do lançamento tardio por aqui.

“O Critics ainda tem uma outra questão que ele fecha mais cedo as votações. Ou seja, teria que participar do circuito limitado, ir nas sessões e por isso que, à priori, não abrem para fora dos EUA”.

A segunda exigência é o idioma do conteúdo produzido. Até hoje, a CCA somente havia aceitado membros que produzem conteúdo em inglês ou espanhol.

Você pode estar se perguntando: como Waldemar conquistou uma vaga se ele produz conteúdo em português?

A resposta resumida é: networking + coragem.

Como você percebeu, ele está inserido em diversos ambientes do cinema no Brasil e nos Estados Unidos. O networking foi fundamental porque ele era visto nas sessões em Boston. Então, se alguém da diretoria perguntasse “quem é esse cara?“, as conexões estavam estabelecidas, e seu nome não passaria em vão.

Entretanto, somente ser visto não seria suficiente, por conta do conteúdo produzido em português. Então, ele tomou coragem e enviou um e-mail para a diretoria, mesmo sem saber se os membros teriam condições de avaliá-lo.

Ele obteve retorno. Mais do que isso, a primeira resposta já foi promissora.

“A diretora de organização falou: ‘Nossa, a gente nunca recebeu uma proposta como a tua. A gente vai ter que discutir com todo o comitê executivo aqui para ver como trata o teu caso, porque tu tá com o trabalho nos Estados Unidos e tá produzindo conteúdo, só que em língua portuguesa'”.

A solução encontrada pelo comitê foi contratar um tradutor para fazer a análise do conteúdo.

“Eu dei a cara a tapa, né? Tem gente que tem medo de ouvir o não, a rejeição. Se eu ouvisse a rejeição seria para aprender e, sei lá, voltar no outro ano ou dali a 3, 4 anos. Eu fiquei feliz que de cara eu consegui a entrada”.

Critics Choice Awards, seriados, dicas e mais…

Muitos perguntam por que Dalenogare não fala sobre seriados. Há também quem queira saber mais sobre a CCA e sua principal premiação, o Critics Choice Awards. E se você sonha em trabalhar com crítica de cinema, Waldemar também tem dicas para você.

Assista ao bate-papo completo neste link.

Aproveite e inscreva-se em nosso canal no YouTube e no Dalenogare Críticas.

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.