DC Liga dos Super Pets: Conheça a Liga da Justiça animal

    Chegou aos cinemas a animação DC Liga dos Super Pets (DC League Of Super-Pets), com direção de Jared Stern, o longa é uma divertida animação onde acompanhamos Krypto e vários outros animais que ganharam superpoderes, tentando salvar o mundo e resgatar a Liga da Justiça da vilã Lulu, uma porquinha-da-índia, que era cobaia do vilão Lex Luthor.

    DC Liga dos Super Pets estreou ontem, 28 de julho, nos cinemas brasileiros.

    SINOPSE

    Em DC Super Pets, quando Superman e o resto da Liga da Justiça são sequestrados por Lex Luthor (Maron Maron), Krypto, o super-cão, forma uma equipe de animais de estimação que receberam superpoderes. Ele deve convencer o bando a dominar seus próprios poderes recém-descobertos e ajudá-lo a resgatar os super-heróis – e assim Krypto cria a Liga dos Super Pets.

    A LIGA DOS SUPER PETS

    Com um time de dublagem original que conta com vozes de Dwayne Johnson, Kevin Hart, Kate McKinnon, Vanessa Bayer, Natasha Lyonne e Diego Luna; a versão nacional conta com as vozes de Marcelo Garcia, Dudu Espinoza, Angélica Borges, Priscilla Alcântara, Ilka Pinheiro e Marco Luque.

    KRYPTO (Dwayne Johnson/Marcelo Garcia)

    DC Liga dos Super Pets: Conheça a Liga da Justiça animal

    O super cão mais famoso de Metropolis, Krypto se orgulha de ser o melhor amigo super poderoso do Superman; ele pode voar, tem visão de raio-X, visão de calor, respiração “congelante” e super audição, assim como seu colega kryptoniano de duas pernas; mas os outros cães do parque de pets não estão na mesma vibe, afinal, Krypto tem toneladas de poderes.

    Quando seu melhor amigo e o resto da Liga da Justiça precisam de sua ajuda, Krypto misteriosamente se vê despojado de suas habilidades sobrenaturais. Para salvar os heróis, Krypto terá que aprender a ser um cão normal, com a ajuda de uma equipe heterogênea de animais de estimação recém-infundidos com poderes próprios.

    Para salvar o mundo, ele terá que sujar o nariz. Literalmente.

    O diretor de DC Liga dos Super Pets, Jared Stern, comenta:

    Então, da perspectiva de Krypto, tudo está indo muito bem na vida junto com o Superman. Eles são irmãos. Eles fazem tudo juntos. Tudo está perfeito… até que Superman conhece Lois Lane e ele se apaixona; e Krypto começa a se preocupar em perder seu melhor amigo agora que ele tem um novo ‘melhor amigo’.”

    Comentando sobre a conexão de melhor amigo do Superman/Superman e além, Dwayne Johnson relata:

    Uma das facetas interessantes e únicas que eu amo na história é esse relacionamento. Mas, em última análise, é realmente sobre a relação entre Krypto e Ace, que é interpretado por Kevin Hart. Há uma ancoragem ali, e há lições que eles ensinam uns aos outros.”

    Johnson também se baseou na conexão da vida real que os atores compartilham, acrescentando:

    E honestamente não é muito diferente do relacionamento que eu realmente tenho com o Kevin. Quero dizer, ele é um dos meus melhores amigos há quase uma década. Então, você pode sentir a autenticidade e a seriedade em nosso relacionamento na tela, com Krypto e Ace, mas também se estende fora da tela.”

    ACE (Kevin Hart/Duda Espinoza)

    DC Liga dos Super Pets: Conheça a Liga da Justiça animal

    O líder do grupo do abrigos, Ace é um cão sarcástico que passou a maior parte de sua vida em um abrigo de animais de Metropolis planejando sua fuga. Forte e aparentemente invulnerável, ele emprega uma atitude de durão que mascara sua real personalidade. Ace pode agir como se fosse um “lobo solitário”, mas ele se juntará aos outros na batalha se isso significar não apenas salvar a Liga da Justiça, mas fazer com que Krypto os leve a pastos mais verdes.

    Kevin Hart, que traz para o papel uma mistura de cinismo e suspeita fomentada pelo passado trágico do personagem, diz:

    Ace está em um abrigo, e isso é um problema para ele. Ace não quer estar aqui, ele quer escapar, ele tem coisas melhores para fazer, lugares melhores para estar. Porém ele construiu um relacionamento com esses outros animais de estimação que estão neste mesmo abrigo; Ace é um mentor e ele diz: ‘Olha, eu volto. Tenho coisas para fazer, não se preocupe, estou fugindo, mas voltarei’.

    Apesar do fato de que o plano inicial de Ace dar errado e isso o frustrar, Hart diz:

    Ace é um rebelde, mas através da história, você descobre que Ace é um cachorro amoroso, com um coração gigante. Ele quer o melhor para aqueles ao seu redor. Ele é um protetor, um cuidador que faria as coisas que ele sente que precisa fazer para proteger os seus. Essa é uma qualidade rara.

    E para interpretar um personagem complexo como Ace, mesmo que apenas pela voz, Hart diz:

    Você realmente precisa se colocar no lugar do personagem que está interpretando. Não é apenas sobre a voz, é sobre a atitude. Há um chip no ombro de Ace porque ninguém conhece seu passado; há uma suposição de que ele é um cachorro que nunca poderá ser amado… Então agora, como defesa, ele apenas tem a atitude de que ninguém nunca mais o possuirá.

    PB (Vanessa Bayer/Priscilla Alcântara)

    DC Liga dos Super Pets: Conheça a Liga da Justiça animal

    Carinhosamente carente, adoravelmente desesperada PB, é uma porca que tem um coração ainda maior do que sua adorável barriguinha, que é superada apenas por sua firme devoção à família do abrigo de animais e seu ídolo super-herói, Mulher-Maravilha!

    A melhor amiga que qualquer desgarrado poderia esperar; quando seu bando é chamado para ajudar Krypto a salvar a Liga da Justiça, PB está sempre pronta para dar tudo de si, especialmente agora que ela pode crescer até o tamanho de um arranha-céu de Metrópolis… ou encolher como um pontinho minúsculo.

    Vanessa Bayer, que empresta sua voz ao precioso animal de estimação do abrigo em busca de amor, afirma:

    PB realmente quer ser adotada, mas ela está descobrindo que todos os pequenos e fofos animais são os que continuam sendo adotados e ela aceita mais espaço do que talvez a maioria dos apartamentos do Metropolis permitiria, então…

    Enquanto ela sonha em ter uma casa própria, PB também nutre a esperança de um dia conhecer seu ídolo. Bayer expõe:

    PB é uma grande fã da Mulher-Maravilha, e realmente a admira e admira o quão forte e poderosa ela é. Então, quando ela começa a ter poderes próprios, ela sente esse tipo de parentesco com a Mulher-Maravilha e pode se olhar de uma maneira parecida com a heroína, o que é realmente emocionante para ela.

    Bayer ficou emocionada em emprestar seu talento cômico ao filme.

    Foi divertido fazer parte de todo o mundo desses super-heróis da DC e do Universo DC, e eu adorei interpretar PB, porque ela realmente usa seu coração como trunfo. Ela é tão otimista, tão cheia de amor e alegria – o que poderia ser melhor?

    Muito parecido com a Mulher-Maravilha, talvez?

    MIRTES (Natasha Lyonne/Ilka Pinheiro)

    Com uma carapaça danificada por décadas de colisões de carro e o vocabulário atrevido de uma senhora que viveu uma longa vida, Mirtes, a lenta e instável tartaruga de abrigo, simplesmente quer relaxar e comer seu peso em folhas verdes. Atormentada por uma visão verdadeiramente horrível, Mirtes deve confiar cegamente em seu bando para apontá-la na direção correta – especialmente quando ela de repente é dotada do incrível poder da super velocidade! O desafio agora é simplesmente ter certeza de que ela está indo no caminho certo.

    Dublando a caranga cuja casca exterior ostenta mais peças de reposição do que um carro antigo, Natasha Lyonne trouxe seu timbre grave de marca registrada para o papel.

    Bem, Mirtes é uma tartaruga que luta com a visão e ao longo de uma longa vida suportou um casco rachado. Com o tempo, Mirtes coletou os detritos de uma vida em sua concha: adesivos, rachaduras e muito mais; pense em como alguém com uma jaqueta jeans com muitos decalques. O estilo de Mirtes é fantástico e ela também tem um coração de ouro e uma vasta experiência.

    A atriz lembra do convite para emprestar sua voz para a personagem:

    Eu estava absolutamente na lua quando Jared me pediu para interpretar uma tartaruga de 150 anos. Eu disse a ele à queima-roupa: ‘Nunca recebi essa oferta antes’, e fiquei encantada. Quero dizer, foi tão engraçado e Mirtes é tão fofo, e sim, eu tinha interpretado principalmente pessoas até aquele momento, então a oportunidade de interpretar uma tartaruga, eu imediatamente comecei a me preparar me movendo incrivelmente devagar.

    Brincadeiras à parte, Lyonne se sentia muito feliz, apreciando as dicotomias de sua personagem quando os superpoderes aparecem… E quando falamos de uma tartaruga, qual é o superpoder que uma tartaruga adoraria mais do que tudo?

    Alta velocidade. E esse tipo de velocidade super dinâmica no nível do Flash é concedida a Mirtes. Então cuidado.

    CHIP (Diego Luna/Marco Luque)

    Chip está contente em passar seus dias dentro dos limites calmos do abrigo de animais de Metropolis, aterrorizado pela vida e grato pela segurança de uma gaiola de aço fria. Mas quando seu amado santuário está subitamente sob ataque, este esquilo assustado de repente ganha o poder de disparar raios de suas patas! Agora, o herói relutante deve superar seus medos – e encontrar a vontade de se fortalecer – para ajudar a salvar a Liga da Justiça.

    O personagem acabou sendo um dos favoritos de Jared Stern.

    Eu amo Chip! Seus globos oculares vão em direções diferentes, o que na verdade é baseado no meu cachorro, que se parece um pouco com o ator Marty Feldman de Young Frankenstein. Ao projetar Chip, todos nós gostamos da ideia de que você nunca poderia dizer para que lado ele estava olhando. Ele também tem medo de sua própria sombra, então acho que ele é o que você mais quer ver se tornar um herói, porque vê-lo finalmente se tornar empoderado é uma coisa emocionante.

    O ator Diego Luna assumiu o papel e contou:

    Gosto do processo de fazer filmes de animação, dar voz aos personagens simplesmente enlouquecendo e me divertindo na frente do microfone. Chip foi muito divertido de interpretar, porque ele é cheio de contradições e não tem filtro: ele é um super-herói, mas ao mesmo tempo tem medo de tudo e tende a pensar que o pior pode acontecer a qualquer momento. Se houver uma chance de algo dar errado, ele tem certeza de que dará. Mesmo depois de obter esses incríveis poderes elétricos, ele tem problemas para controlá-los; mesmo o menor movimento pode causar muitos danos. Sua jornada não é parar de sentir medo, mas aprender a controlar seu medo para alcançar o que ele está lutando.

    Além da diversão, Luna apreciou a mensagem do filme – uma que humanos observadores na vida real poderiam estar aprendendo todos os dias.

    No filme, vemos esses animais se comportando da maneira que deveríamos nos comportar, nos dando as lições que precisamos sobre trabalho em equipe, sobre ajudar os outros, estar lá para seus amigos e ter convicções. Esses Super Pets sabem pelo que estão lutando, o que é certo e o que é errado, e estão comprometidos com isso.

    A VILÃ

    LULU (Kate McKinnon/Angélica Borges)

    Um porquinho-da-índia gênio do mal com contas a acertar, Lulu é uma pequena vilã determinada a sair do abrigo Metrópolis e se vingar do Super-Cão Krypto e seu melhor amigo Superman. Uma vez uma cobaia jovem e impressionável, ela agora está planejando dominar o mundo e moverá montanhas (e muitas outras coisas com seus novos poderes telecinéticos) para se libertar.

    Superpoderada por kryptonita laranja, esta pequena cobaia sem pêlos com uma grande conta a acertar e está determinada a decretar sua trama malévola contra o Superman e o resto da Liga da Justiça, e até inventa uma maneira de manter Krypto à distância. O único obstáculo dos cineastas era como fazer um pequeno roedor parecer ameaçador para toda uma Liga de Super-Heróis, tanto de duas quanto de quatro patas?

    A resposta deles: Kate McKinnon.

    A produtora Patricia Hicks comenta:

    Como você consegue que o público apoie a ideia de Lulu? Foi um grande desafio e Kate está simplesmente deliciosa no papel. Ela apenas trouxe aquela qualidade maravilhosa de vilã para ela, e fala sobre uma profissional que apenas abraçou o personagem e realmente deu vida a ela. Lulu é uma super-vilã única e Kate era a pessoa perfeita para dar voz a ela.

    McKinnon adorou o papel, equiparando Lulu a suas próprias divas favoritas da Era de Ouro dos filmes de Hollywood:

    Ok, então Lulu é meio que uma rainha do drama e aqueles que me conhecem não diriam que eu sou uma rainha do drama, eu sou bem quieta, mas eu amo rainhas do drama. Eu amo Betty Davis e atrizes daquela época, como Joan Crawford, essas senhoras que agiam assim e falavam assim. É um dos meus tipos favoritos de personagens, então pensei, bem, posso trazer meu amor por atrizes de filmes antigos e seus dramas para esse personagem, e parecia ser uma boa combinação.

    A atriz também gostou do contraste entre o corpo diminuto de Lulu e suas ambições exageradas.

    Eles me mostraram desenhos de Lulu e eu fiquei tipo, ‘Oh, meu Deus, o vilão é uma cobaia, quão engraçado é isso?’ Eu poderia ter caído no chão de tanto rir, só achei que era a vilã mais incrível de todos os tempos por causa de seus olhos gigantes, bochechas gigantes, mãozinhas, pezinhos, orelhas grandes… a justaposição de cada elemento é o que torna um personagem engraçado e quando você tem alguém que pensa em si mesmo como um vilão gigante, que na verdade é apenas uma cobaia? Esse é o melhor exemplo de comédia que eu poderia dar. E realmente, não há nada mais fofo na Terra do que um porquinho-da-índia, todos nós sabemos disso. Ela é uma pequena criatura que deseja ser muito maior e mais poderosa do que ela, e eu me identifico com isso. Acho que muitas pessoas podem se identificar com isso.


    DC Liga dos Super Pets estreou ontem, 28 de julho, nos cinemas brasileiros.

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    CRÍTICA – O Despertar das Tartarugas Ninja: O Filme (2022, Netflix)

    O Despertar das Tartarugas Ninja: O Filme continua da animação homônima que foi ao ar originalmente entre 2018 e 2020. O filme da Netflix...

    CRÍTICA – Carter (2022, Jung Byung-Gil)

    Carter é o mais novo filme sul-coreano da Netflix. O filme conta a história de Carter Lee, um agente desmemoriado que precisa lutar para cumprir sua missão.

    CRÍTICA – Lanterna Verde: Tema Meu Poder (2022, Jeff Wamester)

    Lanterna Verde: Tema Meu Poder ou Green Lantern: Beware My Power é uma animação do Tomorrowverse, nova linha de filmes da DC e está...

    Predador e suas melhores versões no cinema

    Com o lançamento de Predador: A Caçada, no Star+, nada melhor que relembrar os melhores yautjas já vistos no cinema. Veja a lista!