TBT #248 | Faça a Coisa Certa (1989, Spike Lee)

    Spike Lee, um dos diretores mais influentes da história do cinema, nos brindou com uma obra-prima em 1989 que continua a ressoar com relevância e urgência até os dias de hoje: Faça a Coisa Certa. Este filme é uma exploração corajosa e provocativa das tensões raciais em uma vizinhança multiétnica de Nova York durante um dia quente de verão. É uma crônica cinematográfica que não apenas registra os acontecimentos de um dia, mas também mergulha nas complexidades das relações humanas, do preconceito racial e das consequências da intolerância.

    SINOPSE

    Em um bairro onde a maioria da população é predominantemente negra, Buggin’ Out (Giancarlo Esposito), um ativista, exige que Sal (Danny Aiello), um italiano dono de uma pizzaria, coloque, em meio as fotos de seus ídolos brancos no local, algumas fotos de ídolos negros. Quando tem seu pedido negado, o ativista passa a organizar um boicote contra a pizzaria de Sal.

    ANÁLISE

    O filme se desenrola no bairro de Bedford-Stuyvesant, onde a diversidade étnica é evidente, mas a segregação social e o racismo subjacente estão sempre presentes. Através de uma ampla gama de personagens ricamente desenvolvidos, Spike Lee cria um microcosmo social que espelha as tensões raciais mais amplas da sociedade americana. O elenco é fenomenal, com atuações impressionantes de personalidades como Mookie (interpretado pelo próprio Spike Lee), Sal (Danny Aiello), Buggin’ Out (Giancarlo Esposito), e muitos outros. Cada personagem representa uma perspectiva diferente sobre a questão racial, tornando o filme uma experiência rica em nuances.

    Uma das maiores conquistas do filme é sua capacidade de equilibrar comédia e tragédia de maneira magistral. O calor abrasador e a tensão crescente contribuem para um clima de crescente instabilidade, enquanto diálogos inteligentes e momentos cômicos oferecem alívio necessário. Esta mistura de gêneros ajuda a criar uma experiência cinematográfica que é envolvente e ao mesmo tempo profundamente perturbadora.

    Um dos pontos altos de Faça a Coisa Certa é sua trilha sonora, que inclui a icônica Fight the Power do Public Enemy. A música desempenha um papel crucial na criação de atmosfera e reforça a mensagem do filme. A direção de Spike Lee é igualmente impressionante, com seu uso criativo de cores vibrantes e ângulos de câmera inovadores que amplificam a intensidade das emoções em jogo.

    O clímax do filme é uma explosão de violência que, embora previsível, é profundamente comovente e chocante. Lee nos força a enfrentar a questão crucial que permeia todo o filme: o que é “a coisa certa” em um mundo marcado pelo racismo e pela injustiça? A resposta não é fácil, e o filme não a fornece de forma simplista. Em vez disso, ele nos deixa com perguntas incômodas e a sensação de que a resposta é elusiva e evasiva.

    VEREDITO

    Faça a Coisa Certa é uma obra-prima do cinema que continua a ser relevante e provocadora décadas após seu lançamento. Spike Lee desafia os espectadores a confrontar as complexidades do racismo e da intolerância, oferecendo uma visão poderosa da vida urbana e das tensões raciais. É um filme que merece ser revisitado e discutido, uma obra que transcende seu tempo e se torna um retrato atemporal da condição humana e das lutas sociais que ainda enfrentamos.

    Nossa nota

    5,0 / 5,0

    Assista ao trailer dublado:

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTube. Clique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    Séries e filmes coreanos para assistir na Netflix nos próximos meses

    A Netflix terá lançamentos para todos os gostos nos próximos meses: a maior e melhor variedade de conteúdo coreano disponível!

    Capitão América: Admirável Mundo Novo | Confira o primeiro trailer

    A Marvel Studios compartilhou o teaser trailer de Capitão América: Admirável Mundo Novo, apresentando Anthony Mackie como o Capitão América!

    Filmes subestimados que valem a pena assistir

    Infelizmente, alguns filmes acabam não recebendo a atenção e o reconhecimento que merecem e esses filmes acabam sendo subestimados.

    TBT #287 | ‘Rio, 40 Graus’ é mergulho no que o Rio foi, e o Rio é

    Rio, 40 Graus é um precursor de um movimento cinematográfico e nos faz sentir imersos em narrativas reais, e um país mais real ainda.