Início FILMES Crítica TBT #64 | Matrix (1999, Lilly e Lana Wachowski)

TBT #64 | Matrix (1999, Lilly e Lana Wachowski)

61
0
TBT #64 | Matrix (1999, Lilly e Lana Wachowski)

Em 1999, chegava aos cinemas o filme que se tornaria um dos maiores clássicos da ficção cientifica de todos os tempos. Matrix é escrito e dirigido por Lilly e Lana Wachowski (Sense8) e é ambientado em um futuro pós-apocalíptico no qual o mundo é controlado por um sistema inteligente e artificial que manipula a mente das pessoas e cria a ilusão de um mundo real enquanto usa os cérebros e corpos dos indivíduos para produzir energia.

O longa tornou-se revolucionário pela maneira inovadora de filmar e coreografar cenas de ação, por causa das referências (que vão desde Lewis Carroll a Platão) e pela abordagem tecnológica e filosófica.

DEPENDÊNCIA TECNOLÓGICA E FUGA INTENCIONAL DA REALIDADE

 

O roteiro escrito por Lilly e Lana Wachowski acabou dando margem a muitas interpretações e questionamentos.

Matrix brinca várias vezes com a questão da dependência, em uma dessas vezes o personagem Morpheus, interpretado pelo Laurence Fishburne, diz ao Neo, vivido pelo Keanu Reeves, como o destino é irônico, pois ao longo da história os humanos precisaram das máquinas para sobreviver, mas os papéis inverteram.

Cypher (Joe Pantoliano) pode ser considerado um personagem muito interessante de Matrix. No filme, ele trai a resistência por acreditar que a vida na Matrix é melhor, já que o mundo de verdade está destruído e não adianta lutar por ele.

Ao analisar esse personagem é possível criar um paralelo muito interessante com a nossa realidade. Atualmente, podemos perceber como quanto mais a tecnologia avança, mais os humanos inventam maneiras de se desligar da realidade, seja por puro prazer, para relaxar ou fugir de algum problema.

Com isso, Matrix mostra que uma realidade aonde a tecnologia ganha um nível de protagonismo equivalente, ou superior, ao nosso, impasses podem vir a acontecer.

PERSONAGENS

 

Outro ponto alto do longa é, sem dúvida, os personagens. Temos o líder Morpheus, um homem imponente, seu braço direito Trinity (Carrie-Anne Moss), que rende alguns dos melhores momentos de ação, e “O” escolhido que poderia salvá-los daquela realidade sem perspectivas: o hacker conhecido como Neo.

Nas bilheterias, o filme conseguiu render US $ 463 milhões mundialmente, mas a sua influência no mundo do cinema foi enorme. Com o sucesso, as irmãs Wachowski conseguiram carta branca para desenvolver dois novos filmes, que foram rodados juntos e lançados em 2003: Matrix Reloaded e Matrix Revolutions.

Nossa nota

E Matrix 4 vem aí. O próximo capítulo da saga conta com dois dos roteiristas de Sense8, Aleksandar Hemon e David Mitchell, os quais estão trabalhando com Lana Wachowski, que também se encarrega da direção.

As filmagens do longa já começaram, mas ainda não foram divulgados detalhes sobre a história. No entanto, devido à pandemia global de Novo Coronavírus (Covid-19), a produção foi interrompida. A decisão veio após as restrições de viagens internacionais na Europa e nos Estados Unidos. Não se sabe quando a produção será retomada.

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | Coronavírus: Timeline dos principais eventos

Mas, enquanto o novo Matrix não chega, aproveite para assistir ao clássico que deu origem a essa franquia.

Confira o trailer legendado:

Se você curtiu essa recomendação, deixe sua avaliação, comentários e confira também todos os TBTs do Feededigno.

Nota do publico
Obrigado pelo seu voto



Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Comentários