Titanic: 10 curiosidades do filme que completou 25 anos

    Na última quinta-feira (9), o filme Titanic retorna aos cinemas de todo o Brasil em comemoração aos 25 anos de seu lançamento. O longa ganhou uma versão remasterizada em 3D. O filme, que estreou em 1997, arrecadou mais de U$ 2 bilhões e ocupa a terceira posição na lista de maiores bilheterias mundiais.

    Estrelado por Leonardo DiCaprio e Kate Winslet, o longa se tornou um clássico mundial. A trama segue Jack (DiCaprio), um artista pobre e, Rose (Kate), uma jovem rica. Os dois se conhecem e se apaixonam na fatídica jornada do RMS Titanic, em 1912.

    James Cameron vendeu o filme à Fox como uma espécie de Romeu e Julieta em um naufrágio e, apesar de os executivos não acreditarem no potencial do filme logo de cara, o romance surpreendeu a todos e, além de arrastar multidões para o cinema, levou 11 das 14 categorias às quais foi indicado ao Oscar.

    Para celebrar os 25 anos da estreia de Titanic, o Feededigno separou uma lista com cinco curiosidades sobre a produção que você talvez ainda não saiba. Confira:

    Jack e Rose

    Titanic

    Já vamos começar com a curiosidade mais dolorida: Jack e Rose não existiram. É isso mesmo, eles são apenas personagens fictícios criados para trazer romance ao filme.

    A inspiração para a protagonista foi a atriz Beatrice Wood. O diretor estava lendo uma autobiografia da artista e percebeu que ela era a descrição perfeita de Rose. Já para Jack, não houve nenhuma inspiração em especial.

    Uma coincidência intrigante é que no Titanic havia um passageiro que assinava como J. Dawson. Seu nome, na verdade, era Joseph e James Cameron não sabia da existência dele até a finalização do roteiro.

    A morte de Jack

    Titanic

    Jack é um personagem fictício, mas sua morte é bem real. Uma das teorias mais presentes nas redes sociais é a de que o rapaz poderia sobreviver se dividisse o pedaço de madeira com Rose, já que havia espaço para os dois.

    James Cameron passou mais de 20 anos negando que o rapaz poderia ter sobrevivido, mas recentemente o diretor finalmente confessou que os fãs poderiam estar certos.

    O diretor fez uma reconstrução do cenário e usou dois dublês que tinham mais ou menos o mesmo peso de Kate e Leo na época. Em alguns testes, os dois conseguiram dividir a porta, mas os pés continuavam submersos na água, o que os levaria à morte.

    Casal de idosos

    Uma das cenas mais tristes do cinema é do casal de idosos, interpretado por Elsa Raven e Lew Palter, que optaram por ter os últimos momentos de vida abraçados, enquanto esperavam a morte chegar.

    A cena retrata Ida e Isidor Strauss, que estavam no navio. No começo, apenas mulheres e crianças podiam embarcar nos botes e a mulher se recusou a ir sem seu amado. Os dois ficaram juntos até o último segundo de suas vidas.

    A última música

    Titanic

    Outra cena emblemática do filme é dos músicos, que continuam tocando mesmo com o navio afundando para acalmar os passageiros. Isso também aconteceu na vida real.

    No entanto, não há um consenso sobre qual foi a última música tocada por eles. De acordo com alguns sobreviventes, a última música tocado foi, de fato, Nearer, My God, to Thee. Porém, alguns passageiros afirmaram que ouviram outras músicas, como Alexander’s Ragtime Band e In the Shadows. Infelizmente, nenhum dos músicos sobreviveu.

    Injustiçado

    Titanic

    Mesmo com tantas vitórias na premiação, o filme não levou nenhuma estatueta de atuação e Leonardo DiCaprio sequer foi indicado, gerando certa polêmica. O ator não era o favorito do estúdio para o papel de Jack. Eles queriam Matthew McConaughey, que chegou até a fazer testes de câmera com Kate Winslet. Atores como Tom Cruise, Brad Pitt, Christian Bale e Macaulay Culkin também participaram dos testes para o personagem.

    Contestação das estrelas

    Titanic

    James Cameron é conhecido e celebrado por seu perfeccionismo, mas um erro em Titanic chamou a atenção de um especialista. O astrônomo Neil deGrasse Tyson mandou um e-mail a James Cameron avisando que, quando Rose está deitada em um pedaço de madeira olhando para as estrelas, ela não deveria estar vendo aquelas que apareceram no filme.

    Cameron solicitou que o astrônomo enviasse a posição correta dos astros naquele momento e, ao receber o material, o diretor refez a cena e a inseriu na versão 3D relançada do filme.

    Pneumonia e adulteração de sopa

    Titanic

    Os bastidores das filmagens de Titanic foram levemente caóticos. Durante as gravações, cerca de 80 pessoas da equipe, incluindo o próprio James Cameron, ficaram extremamente doentes após comer uma sopa de frutos do mar adulterada com fenciclidina. Na época, a polícia foi chamada para investigar, mas nunca foi confirmada uma verdadeira sabotagem.

    Outra pessoa que teve problemas de saúde foi Kate Winslet. Para fazer uma atuação mais realista, ela não quis usar roupa térmica no mar durante as cenas em que Rose tentava sobreviver. Porém, isso desencadeou uma grave pneumonia na artista e ela chegou perto até de precisar abandonar a produção.

    James Cameron multitarefas

    Titanic

    Além de ser diretor, roteirista, editor e produtor do filme, Cameron também tem algumas pontas no longa-metragem. Os desenhos de Jack foram todos feitos pelo próprio cineasta e, na cena clássica em que o artista desenha Rose nua, é a mão do diretor que aparece ali.

    James Cameron, porém, é canhoto, e o personagem era destro. Com todo o seu perfeccionismo, ele inverteu as imagens na pós-produção. O diretor também faz uma participação especial na festa dentro do navio.

    Disputa pelo papel de Rose

    Para Kate Winslet também não foi tão simples conseguir o papel de Rose. Ela precisou disputar com Madonna, Sharon Stone, Nicole Kidman, Gwyneth Paltrow, Winona Ryder e Uma Thurman. Winslet insistiu tanto que chegou a mandar flores para Cameron com recados assinados como sendo “da sua Rose“.

    A trilha sonora que marcou

    Titanic

    A trilha sonora do filme ficou como responsabilidade do compositor James Horner, mas sabia que ele e o diretor não estavam em bons termos? Os dois haviam brigado durante a realização do filme Aliens: O Resgate, mas o roteirista decidiu dar uma segunda chance ao colega após assistir Coração Valente, que foi todo musicado por Horner. E um bônus! Na verdade, James Cameron não gosta de usar trilha sonora em suas produções, mas ele se rendeu a My Heart Will Go On quando a ouviu na voz de Céline Dion, que bom, né?

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    Capitão América: Admirável Mundo Novo | Confira o primeiro trailer

    A Marvel Studios compartilhou o teaser trailer de Capitão América: Admirável Mundo Novo, apresentando Anthony Mackie como o Capitão América!

    Filmes subestimados que valem a pena assistir

    Infelizmente, alguns filmes acabam não recebendo a atenção e o reconhecimento que merecem e esses filmes acabam sendo subestimados.

    TBT #287 | ‘Rio, 40 Graus’ é mergulho no que o Rio foi, e o Rio é

    Rio, 40 Graus é um precursor de um movimento cinematográfico e nos faz sentir imersos em narrativas reais, e um país mais real ainda.

    CRÍTICA: ‘Eu Sou: Celine Dion’ é um documentário que até faltam palavras para definir

    O documentário Eu Sou: Celine Dion (I Am: Celine Dion), chegou ao Prime Video no dia 25 de junho. Veja o que achamos.