CRÍTICA: ‘Another Crab’s Treasure’ é um tesouro dos indies souls-like

    Another Crab’s Treasure‘ é um jogo carismático, divertido e que renova o gênero souls-like, algo que não vemos acontecer muito. Ele foi lançado no dia 25/04/2024 pela AggroCrabGames e está disponível para Nintendo Switch, Xbox One, Xbox Cloud Gaming, Xbox Series X/S, PC, PS5, e vale ressaltar que está no catálogo do GamePass.

    Obrigada, AggroCrabGames, por enviar uma cópia para podermos testar. Recebemos uma chave para o Switch, porém, como também tenho o GamePass, aproveitei para testar no PC e abordarei sobre ambas as plataformas.

    SINOPSE

    Krill é um pequeno caranguejo que gosta de ser solitário e recluso. Porém, em um dia comum, ele é abordado pelo Tubarão Agiota, o qual está cobrando os impostos que a duquesa da área solicitou. Como Krill não têm “lixo” para pagar à duquesa, sua concha é confiscada e ele fica totalmente desprotegido.

    O “lixo” nesta realidade é a nova moeda, pois os habitantes acreditam que isso é uma nova tecnologia para eles, já que agora podem usar de adereços, armas e muito mais. Porém, o lixo também está contaminando as pessoas, ou melhor, as criaturas marinhas.

    Krill começa sua jornada indo em busca de resgatar sua concha e, nos primeiros minutos de jogo, ele encontra caranguejos que não estão mais em si. Aqui começam os tutoriais de jogabilidade e devo ressaltar que são muito bem feitos. Na maioria das vezes, souls-like não costumam ser muito claros, mas Another Crab’s faz um trabalho excelente em mostrar como correr, pular, esquivar, usar ataque rápido, usar ataque carregado, nadar (que seria como planar em outros jogos) e travar a mira nos inimigos, que ajuda para não erramos os ataques. Também aprenderemos sobre ataques que passam nossa defesa, de preferência para esquivar nesses momentos.

    JOGABILIDADE

    Another Crab's

    Mais para a frente, encontraremos as famosas “bonfires”, que aqui seriam as conchas permanentes. Assim, podemos descansar e acessar um menu de coleção de conchas, de nível, onde podemos distribuir nossos pontos em vitalidade, força, resistência e umami, que seria o nome dado a habilidades especiais, mana ou magia, como preferir. Isso também faz com que os inimigos reapareçam. Você desbloqueará fast travel entre elas com o tempo.

    Essas são as mecânicas básicas do jogo, mas à medida que você avança, você terá acesso à árvore de habilidades, encontrará um gancho para se locomover por aí, além de outras novidades que deixarei para vocês descobrirem. Porém, falarei da mecânica principal do jogo: a troca de conchas.

    Em souls-like, a jogabilidade costuma vir em primeiro lugar, e aqui é onde mora a cerejinha do bolo de Another Crab’s. Podemos ter várias conchas temporárias, então sim, elas podem quebrar. São diversas conchas com diferenças em durabilidade, peso e habilidade ativa, fazendo com que você possa ter uma gameplay versátil sempre. Você poderá até alugar uma concha favorita.

    Um pequeno detalhe de design: as conchas, como tampinhas de garrafas, têm cores diferentes, mas são as mesmas conchas. O que vai diferenciar é sua categoria mesmo, assim como a lata de refrigerante que tem diversos sabores, mas continuam tendo uma durabilidade equilibrada, um peso que não é muito leve nem muito pesado, tem um nível bom de defesa e no ataque especial, você pode liberar bolhas nos inimigos para dar dano neles a longa distância. As demais conchas terão outros atributos para você personalizar sua gameplay e provavelmente farão com que cada pessoa tenha uma experiência diferente.

    Another Crab's

    Teremos adereços para nossas conchas também, que podemos ganhar pequenos status ao anexarmos na nossa concha, como mais vitalidade, mais dano, mais defesa e por ai vai. Existem tipos diferentes de cada um e lembram bastante o sistema de anéis de Dark Souls. Falando em Dark Souls, porém indo para Elden Ring, o mapa desse jogo parece bastante uma referência ao game, se inspira muito no estilo.

    Já o garfinho, nossa arma principal, não podemos mudar, mas podemos fazer upgrades nela. Morrer deixará suas tralhas (moedas do jogo) no chão. Cuidado para não morrer novamente até buscá-las de volta. Geralmente, ao morrer, você retorna para a última concha permanente que você visitou, mas em alguns momentos, como em bosses, você renascerá na porta deles.

    ANÁLISE

    Another Crab's

    Another Crab’s é de fato um jogo divertido e encantador, arrisca em tentar trazer um souls-like um pouco diferente do comum. Não temos aqui um mundo baseado no dark fantasy como é em Dark Souls, mas ainda sim respeita as mecânicas do gênero, adaptando-as para a estrutura base do jogo, assim nada fica desconexo.

    Diria que esse game é uma porta de entrada ao gênero. Quem está acostumado vai se dar bem e se divertir com algo novo, e quem sempre quis jogar souls, mas não consegue se dar bem com as mecânicas, comece por Another Crab’s. Você terá um jogo que não tem menus tão difíceis de entender, uma história engraçada, divertida e um gameplay que cativa você para sempre ir melhorando.

    Em determinados momentos, temos dublagens em inglês, mas todo o jogo está com legendas em português do Brasil, o que favorece demais os pontos chaves da história, e nos demais diálogos, são sons característicos dos jogos mais cartoonescos. Ainda assim, cada personagem tem um som diferente, para trazer mais personalidade para cada.

    O mapa do jogo é diversificado, não é totalmente mundo aberto, está mais para semi aberto, mas você vai se ver indo e vindo para explorar áreas novas depois de descobrir alguma coisa nova, como o gancho que da a possibilidade de alcançar novos locais. Explorar vai sim trazer recompensas, mas lembre-se, algumas estarão muito bem protegidas. Se não conseguir passar daquela área da primeira vez, não se sinta chateado, tente novamente um pouco mais pra frente.

    Ter inimigos em locais estratégicos, tanto os normais, quanto os mini-bosses e bosses, fazem bastante diferença. Bosses divertidos e marcantes fazem parte do gênero e aqui você encontrará bosses bem legais, provavelmente vai rir da fala de alguns ou do design deles. Alguns com certeza são referências aos jogos que os criadores se inspiraram, como o primeiro boss, que lembra muito também o primeiro boss de Sekiro. Falando em referências, dizem por aí que é possível achar uma casa abacaxi, além de outras referências de diversas obras, jogos ou não, mas que amamos.

    ACESSIBILIDADE

    Sim, esse tema merece um tópico só dele, pois faz diferença e muita. Diversos jogos não são acessíveis para todas as pessoas, seja pelo preço, pelo custo de qual plataforma você precisa ter para jogar ou até mesmo na sua jogabilidade.

    Souls-like é muito conhecido por discussões acirradas sobre ter ou não ter modo fácil, mas Another Crab’s tem um menu de acessibilidade e isso é muito valioso. Diversas pessoas poderão jogar ele da sua maneira. Ao visitar esse menu pela primeira vez, recebemos o aviso de que os desenvolvedores fizeram o game para ser jogado do jeito que veio, mas que isso não deve ser uma obrigação para todos, que você pode e deve personalizar sua experiência se você quiser.

    Acima de tudo, souls sempre foi sobre jogar do jeito que você quiser.

    PERFORMANCE

    Esse é um indie que deu um passo maior que a perna pode alcançar. Sua performance teve problemas no lançamento em todas as plataformas, mas ficou verdadeiramente prejudicada no Nintendo Switch, com queda de frames diversas vezes, tanto no modo dock quanto no portátil. Então, se você está jogando no Switch, principalmente no Lite, espere uma otimização para jogar e, consequentemente, pelo tempo de updates, provavelmente você pode encontrar promoções por valores melhores.

    Como os consoles e os PCs atuais têm mais performance, jogar neles será mais confortável. A empresa já fez pequenos upgrades na versão para PC, que corrigiram basicamente toda a performance. Vi cair FPS (Frames Per Second ou Frames por Segundo) apenas em momentos de loading jogando no PC. Acabei preferindo jogar por lá por hora, já que a fluidez faz diferença para esse gênero de jogo.

    Cair FPS ou travar em meio a um boss custa muito caro para a gameplay. Há chances de você ter que refazer todo um determinado percurso para chegar até aquele local onde você morreu. E morrer tem custo alto, principalmente porque você pode perder o que já coletou de moedas do jogo, que são usadas para comprar itens, fazer upgrades e subir de nível.

    Os últimos lançamentos da indústria dos games acionam um alerta, em nós consumidores, sobre jogos em seus lançamentos. Acredito que nos AAA isso seja tão preocupante quanto,+ já que não há desculpa de limitação, não é mesmo? Porém, em um jogo indie que ousou sonhar, como Crab’s, eu acredito que vale uma chance de jogar numa plataforma que rode melhor ou de esperar pelos upgrades.

    Os criadores já se prontificaram em suas redes oficiais que teremos atualizações. As de PCs já chegaram, as dos consoles estão a caminho e, dependendo da época que estiver lendo isso, espero que o jogo já esteja 100% para você aproveitar muito.

    É válido ressaltar que é legal ver a empresa se esforçando para fazer essas melhorias o quanto antes, pois tenho certeza de que você conhece jogos com orçamentos bem maiores em que os desenvolvedores sumiram ou abandonaram de vez o game do jeito que ficou, até mesmo de grandes empresas.

    VEREDITO

    Another Crab’s Treasure é um tesouro por si só, entregando renovação para o gênero, arriscando conquistar uma fanbase difícil, trazendo acessibilidade na jogabilidade. Não tem um valor muito alto se comparado aos outros do tipo, está disponível no serviço do GamePass, não é um jogo muito pesado, assim diversos PCs poderão rodar e conta com localização em português do Brasil. Sinceramente, entendo que a performance não é a esperada neste momento, mas aguardado ansiosamente por upgrades para poder jogar cada vez mais dele.

    Nossa nota

    4,5 / 5,0

    Confira o trailer do game:

    Acompanhe as lives do Feededigno na Twitch

    Estamos na Twitch transmitindo gameplays semanais de jogos para os principais consoles e PC. Por lá, você confere conteúdos sobre lançamentos, jogos populares e games clássicos todas as semanas.

    Curte os conteúdos e lives do Feededigno? Então considere ser um sub na nossa Twitch sem pagar nada por isso. Clique aqui e saiba como.

    Artigos relacionados

    CRÍTICA: ‘Senua’s Saga: Hellblade 2’ entrega uma sequência linda e com uma experiência poderosa

    Senua's Saga: Hellblade 2 nos entre uma das mais potentes e surpreendentes sequências. Sendo ainda mais profundo e belo que o original.

    CRÍTICA: ‘Indika’ é um jogo diabolicamente interessante

    Indika é um game indie desenvolvido pela Odd Meter e publicado pela 11 bit Studios. O game nos leva por uma história diabolicamente interessante.

    Dicas e cuidados a ter em apostas online

    Apostar online pode ser uma forma divertida e emocionante de testar sua sorte e habilidades. No entanto, é importante ter alguns cuidados.

    EU CURTO JOGO VÉIO #12 | ‘Street Fighter’ de 1987 é uma diversão que merece ser lembrada

    Street Fighter é uma das franquias de luta mais rentável. E mesmo sendo sucesso até hoje, sua origem modesta o fez brilhar.