CRÍTICA – DOOM Eternal (2020, Bethesda Softworks)

    DOOM Eternal é um FPS desenvolvido pela ID Software e Panic Button e publicado pela Bethesda Softworks, Eternal é sequência direta de DOOM (2016) o jogo foi lançado para Playstation 4, Nintendo Switch, Xbox One, Google Stadia e PC.

    Raze Hell

    Os exércitos do inferno invadiram a Terra. Torne-se o Slayer em uma campanha épica para um jogador para conquistar demônios em todas dimensões e impedir a destruição final da humanidade. A única coisa que eles temem é você.

    INFERNO NA TERRA

    Assim como seu antecessor, DOOM Eternal é um game extremamente frenético, brutal e repleto de entidades malignas do inferno que você terá que massacrar de todas as formas possíveis.

    No entanto, o novo título é severamente punitivo aos campers (jogadores que ficam parados). Por isso mantenha-se sempre em movimento durante todo o combate, caso contrário a morte será certa.

    Por sua vez, o game não perdeu a qualidade e continua mais agressivo e repleto de ação, com diversas rotas para serem exploradas e itens secretos a serem descobertos. É possível também personalizar as armas na aba arsenal.

    UMA TRILHA SONORA DO INFERNO

    A trilha sonora de DOOM Eternal é tão metal que devia ser adicionado à tabela periódica.

    Desse modo, garanto que todos os fãs de heavy metal vão amar a trilha sonora do game.

    DIFICULDADE DO CÉU AO INFERNO

    DOOM Eternal apresenta os seguintes modos de dificuldade Muito Jovem Para Morrer, Um Tapinha Não Doi, Ultraviolento e Pesadelo.

    Confesso, que tentei jogar o modo Pesadelo, mas o meu nível de noob é muito grande para tal dificuldade e acabei me contentando com modo Muito Jovem Para Morrer.

    VEREDITO

    DOOM eternal me trouxe uma experiência visceral e gratificante. Tudo o que o seu antecessor fez melhor, aqui é elevado a décima potência de qualidade. Por isso o jogo concorreu ao título de Jogo do Ano de 2020.

    Lembrando que a versão que joguei foi para Nintendo Switch e o seu port se encontra ótimo e é um excelente FPS para ter no híbrido da Nintendo

    Nossa nota

    5,0 / 5,0 

    Assista ao trailer oficial:

    Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

    Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

    Artigos relacionados

    EU CURTO JOGO VÉIO #19 | Samurai Warriors 2: Empires utiliza a história para proporcionar batalhas incríveis

    Samurai Warriors 2: Empires é o segundo título do spin-off de sucesso. Lançado em 2007, confira nossa análise do game.

    Confira os principais lançamentos de games de julho de 2024

    Julho é um mês com menos lançamentos, mas nem por isso, são lançamentos menos importantes. Confira todos os lançamentos do mês.

    EU CURTO JOGO VÉIO #18 | ‘Star Wars: The Force Unleashed’ é game de ação embebido no mais puro suco da franquia

    Star Wars: The Force Unleashed foi um dos pontos mais altos da geração do Xbox 360 e do PS3. Nele, controlamos Starkiller, conheça o game!

    CRÍTICA: ‘The Rogue Prince of Persia’ é divertido mergulho na franquia

    The Rogue Prince of Persia é um novo passo na franquia Prince of Persia. O game nos lança pela história do Príncipe enfrentando os hunos.