CRÍTICA – Ghostrunner 2 (2023, 505 Games)

    O famoso jogo de ação e plataforma Ghostrunner lançado em 2020 foi muito bem recebido tanto pela crítica quanto pela comunidade de jogadores criando uma expectativa para uma sequência. Durante o evento PlayStation Showcase deste ano foi anunciado Ghostrunner 2 com um trailer repleto de ação que se tornou uma das características mais admiradas do jogo. 

    Ghostrunner 2 é publicado pela 505 Games conhecida por diversos títulos famosos como Hellblade, Journey to the Savage Planet, Miasma Chronicles, Payday 2, Crime Boss e Control; e sendo desenvolvido pela One More Level criadora do primeiro jogo além de outros títulos como God’s Trigger

    O título chega para a nova geração PlayStation 5 e Xbox Series X | S; além de PC via Steam no dia 26 de outubro. 

    SINOPSE 

    O sangue irá correr na continuação do aclamado FPP slasher hardcore que se passa um ano após o primeiro jogo. Aventure-se no futuro cyberpunk pós-apocalíptico após a queda da Guardiã das Chaves, uma tirana que governou a Torre Dharma, o último refúgio da humanidade. Jack está de volta para enfrentar a violenta seita de IA que se formou fora da Torre Dharma e moldar o futuro da humanidade.

    Incríveis mecânicas de combate com katana, exploração aprofundada do mundo além da Torre Dharma, níveis não-lineares com setores complexos de motocicleta, novos modos empolgantes e toda a ação aclamada de Ghostrunner. Além disso, as lutas contra chefes são mais interativas para que os jogadores escolham como enfrentar os adversários mais difíceis.

    Ghostrunner 2 apresenta novas habilidades para que os jogadores sejam criativos e encarem os encontros mais difíceis com maior acessibilidade. Porém, os inimigos têm reações únicas às habilidades usadas contra eles, proporcionando um novo desafio a cada encontro. 

    O sistema de progressão de jogador foi completamente reformulado para dar oportunidades de experimentar e personalizar a jogabilidade.

    Domine o Cibervácuo se quiser sobreviver. Enfrente novos inimigos desafiadores enquanto explora ambientes interativos, incluindo barris explosivos, paredes destrutíveis, entidades neutras muito úteis e incontáveis melhorias que mantém o combate empolgante e interessante. 

    ANÁLISE

    Ghostrunner 2 é um jogo com mecânicas que exigem uma boa coordenação motora em uma dinâmica de jogo desafiadora, frenética e por isso é o tipo de experiência in game que vale a pena se conhecer. 

    Em termos de dificuldade o jogo é um desafio para reflexos, devido as suas mecânicas não permitirem que você pense tanto para realizar seus movimentos; sendo algo muito instintivo assim como seu antecessor. 

    O título desenvolvido pela One More Level tem gratas evoluções na dinâmica dos combates, tornando-o mais dinâmico, incentivando o jogador a passar pela fase de forma mais rápida e utilizar-se do comando de paralisar o tempo é aquela respiração profunda que se toma para mais uma mergulho na adrenalina. 

    A fase inicial que tem como função ser um tutorial também é um excelente treino para que se possa realizar os comandos de forma automatizada à medida que se percorre a fase. Assim quanto mais se acostuma é cada vez mais instintivo movimentar-se, atacar e defender em velocidade; algo que reforça a característica mais forte de Ghostrunner sua ação em velocidade progressiva.

    Os aprimoramentos de Jack não apenas melhoram a performance na fase do jogo como também disponibilizam recursos que tornam mais criativo enfrentar os inimigos sendo divertido derrotar inimigos com um arsenal mais variado.

    Ir passando por plataformas, saltar por lugares quase sem apoio e tudo isso enfrentando os inimigos que não dão tanto espaço para pensar já é algo desafiador. Mas ainda tem as fases utilizando a moto, uma novidade interessante sendo um desafio extra para aguçar o lado mais competitivo de um jogador que gosta de testar suas habilidades e reflexos. 

    A história é interessante e traz mais elementos para este mundo distópico com a chegada dos Asura os novos inimigos que surgem na torre além da chegada de um novo aliado para combate-los. 

    VEREDITO 

    Desafiador, frenético, divertido e com uma excelente história Ghostrunner 2 segue aprimorando o que tornou seu antecessor tão interessante sendo uma excelente opção para jogadores que buscam um jogo que vai exigir o melhor do seus talentos. 

    Nossa nota

    4,5 / 5,0

    Assista ao trailer:

    Ghostrunner 2 já está disponível para PlayStation 5, Xbox Series X | S e PC.

    Acompanhe as lives do Feededigno na Twitch

    Estamos na Twitch transmitindo gameplays semanais de jogos para os principais consoles e PC. Por lá, você confere conteúdos sobre lançamentos, jogos populares e games clássicos todas as semanas.

    Curte os conteúdos e lives do Feededigno? Então considere ser um sub na nossa Twitch sem pagar nada por isso. Clique aqui e saiba como.

    Artigos relacionados

    EU CURTO JOGO VÉIO #20 | ‘Grand Theft Auto: San Andreas’ foi um marco para a franquia

    GTA: San Andreas nos leva por caminhos inesperadamente divertidos e recompensadores. O game brilha em tudo que se propõe.

    PRIMEIRAS IMPRESSÕES – Beta Test de Valorant para os consoles

    Valorant ganhou um beta. O game para PC chegará em breve para PlayStation 5 e Xbox Series X/S. Confira o que achamos!

    Os jogos de roleta ao vivo mais populares em junho de 2024

    Jogos de roleta ao vivo em português se destacam no estudo mensal da KTO como os títulos mais populares da categoria.

    EU CURTO JOGO VÉIO #19 | Samurai Warriors 2: Empires utiliza a história para proporcionar batalhas incríveis

    Samurai Warriors 2: Empires é o segundo título do spin-off de sucesso. Lançado em 2007, confira nossa análise do game.