CRÍTICA – Horse Tales: Emerald Valley Ranch (2022, Microids)

    Horse Tales: Emerald Valley Ranch é um jogo de simulação de montaria disponível para Playstation 4 e Playstation 5, Nintendo Switch e PC. O game é desenvolvido pela Aesir Interactive e distribuído pela Microids.

    Confira abaixo a nossa crítica do jogo para Nintendo Switch.

    SINOPSE

    Suas férias na casa de sua tia estão longe de ser o que você esperava. Sua outrora grande propriedade familiar caiu em ruínas e você se vê diante de um enorme desafio.

    Como devolver o seu rancho à sua antiga glória?

    Seja envolvido por uma bela aventura a cavalo! Explore as vastas extensões selvagens ao seu redor, conheça os moradores da península e faça amizades. Descubra os segredos escondidos na ilha, crie, domine e treine cavalos – cada um com suas próprias forças e características – e participe de corridas emocionantes.

    Sua tia realmente deixou a propriedade da família cair em ruínas – o que resta do outrora glorioso haras agora são escombros e ruínas, e você é o único que pode fazer algo a respeito.

    Felizmente, você não está sozinho em seu empreendimento: Gabriel, o filho do prefeito, o lenhador local Mattéo e a arquiteta e mestre artesã Noella são aliados inestimáveis ​​para reconstruir o espaço e torná-lo melhor do que nunca. Agora cabe a você restaurar o nome de sua família à sua antiga glória – e talvez até ganhar o respeito da prestigiosa família Félix.

    Parta em uma aventura poética a cavalo e saboreie a sensação de total liberdade em um vasto mundo aberto. Galope por várias paisagens encantadoras, à beira-mar, na floresta, perto de uma lagoa de coral e muito mais. Quem sabe, talvez você descubra alguns segredos enquanto os explora. Ao longo de seus passeios, você encontrará novos amigos e completará muitas missões e missões para salvar o legado de sua família!

    Durante sua história épica, você encontrará muitos animais, incluindo cavalos selvagens. Aprenda a domesticá-los e montá-los, cada um sendo único, com diferentes habilidades, traços de personalidade, preferências e necessidades de treinamento.

    ANÁLISE DE HORSE TALES: EMERALD VALLEY RANCH

    Horse Tales: Emerald Valley Ranch é um jogo que chama atenção não só por sua temática e potencial cozy, mas também pela quantidade de atividades a serem executadas pelo jogador. Além de ser um jogo de simulação, onde você pode reconstruir o seu haras para abrigar os seus cavalos, Horse Tales também possui várias missões ligadas ao objetivo principal da trama que rendem mais algumas horas de diversão.

    Em Horse Tales você será o personagem principal e deverá reconstruir a propriedade da sua família que está em ruínas. Com a ajuda dos moradores locais, você irá ajudar a reestruturar a cidade, além de retomar as atividades do seu haras e deixá-lo como antigamente. Sobre os cavalos, o jogo permite executar diversas atividades: criar cavalos a partir de breeding, domar animais selvagens, participar de corridas, dar banho, alimentar, brincar… Enfim, uma série de opções que vão muito além de apenas passear com o seu cavalo em um vasto mapa.

    Falando em mapa, Horse Tales se propõe a ser um jogo de mundo aberto, então você pode explorar as diversas áreas do mapa sem restrições, coletando itens que serão úteis não só na reconstrução da sua propriedade, como também para as missões que você precisa desempenhar.

    Cada cavalo possui sua própria personalidade, e você pode consultar cada categoria em um menu bem completo. Essa possibilidade de entender a personalidade de cada animal e ajudá-lo a superar desafios é algo muito bacana, pois você consegue realmente desenvolver as habilidades deles a cada nova missão superada.

    Horse Tales é provavelmente um dos melhores simuladores com essa temática já lançado. Ele contempla todas as frentes, desde a simulação em si e a construção da sua própria fazenda, quanto missões e desafios que irão potencializar o desenvolvimento dos animais e a sua ligação com eles.

    Entretanto, os pontos positivos são quase proporcionais aos negativos. Pelo menos no Nintendo Switch.

    O jogo está disponível para outras plataformas além do Nintendo Switch, e confesso que, após a minha experiência com o jogo, eu pesquisei algumas gameplays em outros consoles para ver como Horse Tales estava desempenhando por lá. Devo dizer que, se você se interessar pelo jogo, talvez seja melhor aproveitá-lo em um outro console.

    Digo isso porque a jogabilidade de Horse Tales no Nintendo Switch não é boa. Mesmo jogando no modo portátil, os gráficos são um dos grandes pontos negativos, além da demora para a renderização de alguns itens do mapa. Alguns elementos que possuem detalhes, e mensagens que você precisa ler na tela, ficam por vezes completamente borradas, fora o serrilhado visível em diversas vegetações e na água.

    CRÍTICA - Horse Tales: Emerald Valley Ranch (2022, Microids)

    Por mais que a parte de andar a cavalo seja fluida, todo o resto é muito demorado. Quando você tenta andar pelo mapa sem o cavalo, até o posicionamento do personagem fica estranho. É como se ele não tivesse descido do cavalo e andasse de uma maneira pouco natural. Desta forma, tudo se desenrola muito lentamente.

    Apesar das dinâmicas com os cavalos serem bem pensadas e os comandos funcionarem bem na lógica estabelecida, os gráficos e o constante buffering dos cenários atrapalham bastante. Essa discrepância foi algo que me surpreendeu bastante, pois todos os jogos da Microids para Nintendo Switch que eu tive a oportunidade de testar funcionaram perfeitamente e tinham nos gráficos um de seus principais pontos altos.

    A câmera também é um problema da experiência de Horse Tales: Emerald Valley Ranch. Constantemente, o foco da câmera se perde entre uma atividade e outra. Isso é algo que reparei não só durante o meu jogo, mas também na gameplay em outros consoles. O fato da câmera desviar do trajeto, sem explicação alguma, acaba sendo um problema, pois você precisa controlar para onde está indo ao mesmo tempo em que precisa controlar o cavalo.

    Todo o sistema de missões também não funciona muito bem. Diversas vezes eu fiquei confusa sobre o que eu deveria fazer, ou para onde ir, durante a minha experiência. Existe um alerta no topo da tela quando uma missão é adicionada, mas a parte interna não expõe mais detalhes sobre o seu próximo desafio.

    O jogo diz que você deve fazer determinada ação e marca no mapa uma distância, então você deve seguir pelos vários caminhos até encontrar o local indicado. Muitas vezes, a missão significa atravessar todo o mapa para fazer algo e ter que retornar o caminho inteiro para finalizar no seu haras. Dessa forma, você fica num constante vai e volta de missões pontuais, sem se prender completamente à história.

    Eu acredito que Horse Tales: Emerald Valley Ranch possui muito potencial para se tornar um dos melhores games sobre cavalos já lançados. Entretanto, no Nintendo Switch, é necessário que a performance melhore consideravelmente para que o jogador consiga aproveitar todos os recursos que o jogo disponibiliza.

    Para fazer essa crítica, eu esperei a liberação do patch mais recente (versão 1.1.2) com correções para o Nintendo Switch. Apesar de ter melhorias, ainda há muito caminho a ser percorrido para que a performance de Horse Tales fique melhor no console.

    VEREDITO

    Com mecânicas interessantes e ótima temática, Horse Tales: Emerald Valley Ranch peca no quesito técnico e de performance, tornando a experiência no Nintendo Switch difícil de ser aproveitada. Talvez após alguns patches de atualização o jogo possa fluir melhor, mas no atual momento ele infelizmente não alcança todo o seu potencial.

    Nossa nota

    2,5 / 5,0

    Assista ao trailer:

    Acompanhe as lives do Feededigno na Twitch

    Estamos na Twitch transmitindo gameplays semanais de jogos para os principais consoles e PC. Por lá, você confere conteúdos sobre lançamentos, jogos populares e games clássicos todas as semanas.

    Curte os conteúdos e lives do Feededigno? Então considere ser um sub na nossa Twitch sem pagar nada por isso. Clique aqui e saiba como.

    Artigos relacionados

    CRÍTICA: ‘Elden Ring: Shadow of the Erdtree’ é uma das melhores DLCs, expandindo o jogo base com qualidade e carinho

    Shadow of the Erdtree é uma das melhores DLCs já lançadas. Agradecemos a Bandai Namco pelo envio da key antes de seu lançamento.

    CRÍTICA: ‘Paper Mario: Thousand-Year Door’ é um diversão garantida com narrativa profunda

    Paper Mario: Thousand-Year Door diverte em tudo que se propõe e é um mergulho ainda mais profundo nas mecânicas da franquia.

    Xbox Game Pass: Games para jogar de até 5 horas

    O Xbox Game Pass conta com diversos games divertidos. Mas trazemos aqui uma lista de games de até 5 horas para se divertir. Confira!

    EU CURTO JOGO VÉIO #15 | ‘PaRappa The Rapper’ é aconchegante de um jeito muito especial 

    Ao longo dessa jornada chamada existência tive o prazer de ter contato com games desde um bom tempo na infância, indo desde o Atari,...