CRÍTICA – Rhythm Sprout (2023, tinyBuild)

    Rythm Sprout é um jogo rítmico, desenvolvido pela SURT. O game é o primeiro desenvolvido pelo estúdio norueguês e foi publicado pela tinyBuild, publisher responsável por games como Hello Neighbor, Tinykin e muitos outros. O game foi lançado em fevereiro de 2023 e trouxe consigo arcos desafiadores e por vezes, cansativos.

    O game nos apresenta desafios consistentes com a história que o game parece querer contar, mas impede nosso progresso com essa enorme dificuldade.

    SINOPSE

    Rhythm Sprout é um game rítmico feito a mão com músicas inteiramente originais e um curioso modo história.

    ANÁLISE

    Rhythm Sprout

    De alguma forma, mesmo com uma história curiosa e divertida, o game insiste em mostrar que seus jogadores não são rápidos o suficiente nos gatilhos.

    No controle do Broto, uma cebola guerreira, precisamos resgatar a filha do Rei Texugo das garras de um grande vilão que pode colocar todo aquele mundo em perigo. Ainda que colorido e pareça ser voltado para as crianças, ele pode trazer frustração à seus jogadores mais velhos.

    Com uma curva de aprendizagem que agrega pouquíssimo valor ao game, ele nos desafia sem qualquer tipo de progressão, e nos lança por uma série de fases que rapidamente causou ansiedade à esse que vos escreve. O que me faz chegar a conclusão de que: Rhythm Sprout não é para mim.

    Mas ainda sim, o game parece saber inovar no que diz respeito à um jogo rítmico. Pois enquanto perdemos a cabeça tentando avançar sem errar – ou quem sabe apenas chegar ao final das fases -, vemos uma história se desenrolar no fundo.

    Isso mesmo, Rhythm Sprout se mostra como um game rítmico de aventura curioso em tudo que se propõe, mas deixa a desejar nos alicerces nos quais o game é construído. Sem opção de mudar a dificuldade, preciso revelar que não consegui chegar ao fim do game e por esse motivo, esse tardio review é lançado.

    Apesar de ser lançado nos dias de hoje, em que a ansiedade parece tomar a todos sem dó, nem piedade, o game consegue exacerbar ainda mais esse sentimento agoniante.

    VEREDITO

    Enquanto conta uma história divertida, em que os reino dos vegetais precisa derrotar os guerreiros invasores de açúcar, o game parece ser feito para crianças, mas não se engane. Nem mesmo um adulto é capaz o game e se sentir verdadeiramente satisfeito.

    Nossa nota

    1,5 / 5,0

    Confira o trailer do game:

    Acompanhe as lives do Feededigno na Twitch

    Estamos na Twitch transmitindo gameplays semanais de jogos para os principais consoles e PC. Por lá, você confere conteúdos sobre lançamentos, jogos populares e games clássicos todas as semanas.

    Curte os conteúdos e lives do Feededigno? Então considere ser um sub na nossa Twitch sem pagar nada por isso. Clique aqui e saiba como.

    Artigos relacionados

    CRÍTICA: ‘Skull and Bones’ é uma boa experiência marítima 

    Skull and Bones é o mais novo lançamento da Ubisoft para o PlayStation 5, Xbox Series X | S e PC. Veja o que achamos!

    CRÍTICA: ‘Tomb Raider I-III Remastered’, coletânea é remaster respeitoso e faz jus ao legado

    Tomb Raider I-III Remastered é a coletânea remasterizada das primeiras aventuras de Lara Croft. O Remaster chegou em fevereiro aos consoles e PC.

    Desbloqueando o entretenimento com Códigos de Bônus de cassino

    Veja como identificar a melhor e mais segura plataforma de jogos para poder conseguir Códigod de Bônus sem correr o riscos?

    Esquadrão Suicida: Mate a Liga da Justiça | Quando um game deveria ser uma animação

    Esquadrão Suicida: Mate a Liga da Justiça chegou ao PlayStation 5, Xbox Series X | S e PC. Veja o que achamos do novo game da DC!