CRÍTICA: ‘Senua’s Saga: Hellblade 2’ entrega uma sequência linda e com uma experiência poderosa

    Senua’s Saga: Hellblade 2 chegou no dia 21 de maio de 2024, lançado pela Ninja Theory. O game foi lançado para o PC, Xbox Series X/S e Game Pass. Agradecemos muito à Xbox pela oportunidade de receber uma key para esta análise.

    SINOPSE

    Senua retorna em uma jornada brutal de sobrevivência através das lendas e tormentos da Islândia Viking. Mergulhe no mundo e na história de Senua, com visuais incríveis e um som envolvente. Viva o mundo através dos olhos e ouvidos de Senua, uma guerreira celta que sofre de psicose.

    ANÁLISE

    Hellblade 2

    Esse jogo é uma sequência muito aguardada, com foco em história e imersão, prometendo gráficos absurdos e, sinceramente, entregando gráficos absurdos. Dá para perceber de imediato o cuidado com a ambientação, personagens, movimentação, clima e locais. Por isso, já começo dizendo que seus requisitos são bem exigentes, mas, mesmo assim, a empresa aponta um mínimo para rodar o game em máquinas mais básicas, até pelo fato de rodar nos consoles também. Hellblade 2 rodará em até 30 fps no Xbox Series S/X.

    É complicado resumir o jogo apenas como “gráficos lindos”. Ele traz uma história novamente muito cativante, mas que você precisa estar bem focado, já que a empresa teve muito cuidado e respeito em representar a psicose de Senua, nossa protagonista. Temos uma recapitulação no início do game, mas eu recomendo fortemente jogar o primeiro jogo. Ambos os jogos possuem de 7 a 9 horas de gameplay.

    Essa duração já foi muito questionada, mas pelo tema do jogo, eu acho um tempo de duração excelente, já que temos uma narrativa bem linear, onde iremos de um ponto A ao ponto B para concluir a história e também a questão de ficarmos o tempo todo ouvindo essas vozes no fundo da mente de Senua, não é algo que todos consigam lidam muito bem e por muito tempo.

    JOGABILIDADE

    Hellblade 2

    Além das CGI, cutscenes e afins, teremos puzzles e combates. Os puzzles funcionam como no primeiro jogo, e o combate também, porém sinto que ficou mais fluído. Eu realmente me divirto muito lutando neste jogo, seus chefes são divertidos. O que pode assustar um pouco os jogadores é que o jogo te mostra os comandos no menu, mas não teremos longos tutoriais e botões voando na tela para auxiliar. Como a ideia é se sentir dentro do jogo, eu achei a escolha maravilhosa. Ter uma HUD com barra de estamina, botões ou vida para Senua tiraria toda a proposta do jogo.

    Para alguns, pode ser que o jogo seja repetitivo, já que bebe totalmente do primeiro título. Como ambos são curtos, eu não senti isso, mas pode ser um ponto negativo ou não ao seu ver, pense antes de comprar ou baixar pelo Game Pass.

    Como a visão da protagonista é muito distante da realidade no geral, os desenvolvedores tentam simular a psicose com cuidado, entendemos que sua forma de combate e de resolver puzzles pode ser a forma que ela realmente enxerga os desafios enfrentados em seu mundo, claro que de uma forma lúdica. Profissionais e pacientes participaram do desenvolvimento do game para que Ninja Theory entregasse esse resultado.

    DUBLAGEM E SONORIZAÇÃO

    Hellblade 2

    O jogo está dublado em inglês, mas legendado em português, não só a voz de Senua, como as vozes em sua cabeça. Os desenvolvedores já tinham mencionado a questão da dublagem para outros idiomas, afirmando que essa escolha é necessária para a narração do jogo atingir o objetivo de imersão desejada pela equipe. Devo dizer que todo o trabalho sonoro desse jogo é uma obra de arte.

    Eu joguei na TV, pois joguei em conjunto com a minha companheira, mas recomendo fortemente a gameplay com um fone, pois a imersão será ainda maior. Não é necessário um fone de alto custo.

    ACESSIBILIDADE

    O jogo tem menus para acessibilidade, como para descrever os menus, modo daltonismo e mais. O valor de compra não é tão acessível em seu lançamento, mas estar Day One no Game Pass, faz com que o título tenha mais acessibilidade em seu valor.

    O jogo tenta trazer uma outra proposta de acessibilidade também, conscientizando o jogador. Tentando mostrar uma visão mais consciente de como vivem pessoas com psicose. Claro que cada caso pode ser bem diferente na realidade, mas falar sobre esse tema é importante como um todo.

    HISTÓRIA

    Falar muito da sua história é complicado, já que ele é uma aventura bem narrativa, cinematográfica e imersiva. O jogo começa logo após o primeiro. Senua está em uma nova jornada, mas ainda tem diversos traumas a serem tratados e vai lidar com eles enquanto enfrenta a vida real. No último título, sua vila foi atacada e destruída. Quando retornou ao local, encontrou tudo em chamas, com diversos mortos e, principalmente, encarou a morte de seu amado. Ela parte no final do jogo em busca de libertar seu povo da escravidão, e essa é sua nova jornada no segundo jogo. Não direi mais nada para não estragar sua experiência com spoilers.

    VEREDITO

    Senua’s Saga: Hellblade 2 é um jogo diferente. Encaro ele como uma obra de arte, com uma experiência incrível e única. A forma como você interpretará cada momento da história será bem pessoal, ainda mais com uma qualidade muito bem executada em seu áudio e design. Jogue-o sem se distrair com redes sociais e outras atividades. Imergir no jogo é muito gratificante.

    Sua jogabilidade se mantém simples como no primeiro, mas tudo que deu certo no primeiro jogo foi executado de forma ainda melhor. Eu não considero a jogabilidade um ponto negativo, já que ele não tem o objetivo de ser um título como Devil May Cry, God of War e similares.

    Falando sobre o seu valor, não é um jogo barato, mas a possibilidade de jogar no serviço de assinatura Game Pass torna-o muito atrativo. Apenas se atente aos seus requisitos de hardware, pois são um tanto exigentes. Se puderem, joguem Hellblade 2.

    Nossa nota

    5,0 / 5,0

    Confira o trailer do jogo:

    Acompanhe as lives do Feededigno na Twitch

    Estamos na Twitch transmitindo gameplays semanais de jogos para os principais consoles e PC. Por lá, você confere conteúdos sobre lançamentos, jogos populares e games clássicos todas as semanas.

    Curte os conteúdos e lives do Feededigno? Então considere ser um sub na nossa Twitch sem pagar nada por isso. Clique aqui e saiba como.

    Artigos relacionados

    EU CURTO JOGO VÉIO #15 | ‘PaRappa The Rapper’ é aconchegante de um jeito muito especial 

    Ao longo dessa jornada chamada existência tive o prazer de ter contato com games desde um bom tempo na infância, indo desde o Atari,...

    Summer Game Fest 2024: Confira todos os anúncios e trailers do evento

    Summer Game Fest 2024 contou com grandes anúncios. Durante o evento foram mostrados games que serão lançados nos próximos meses.

    CRÍTICA: ‘Sand Land’ é diversão envelopada em história consciente

    Sand Land é uma das obras menos conhecidas de Akira Toriyama. A história gira em torno de Belzebub e sua improvável equipe. Confira!

    EU CURTO JOGO VÉIO #14 | ‘Mad Max’ voou baixo e se mostrou mais do que o esperado em 2015

    Mad Max foi lançado em 2015 para os consoles da época. Em uma jornada curiosamente divertida, o game cativou fãs por todo o mundo.