Início GAMES Artigo Pokémon GO: Especialista dá dicas para chegar ao rank máximo no PVP

Pokémon GO: Especialista dá dicas para chegar ao rank máximo no PVP

O YouTuber ZyoniK é especialista em PVP do Pokémon GO e deu dicas de como chegar ao rank mais alto na Liga de Batalha GO

A Liga de Batalha GO, também conhecida como o PVP do Pokémon GO, se torna mais competitiva a cada temporada. Isso porque periodicamente a Niantic faz ajustes em ataques, além de eventualmente lançar novos Pokémon.

O resultado dessas mudanças é, por vezes, drásticas mudanças nos Meta das ligas e copas do PVP.

Também é comum vermos que cada rank da Liga de Batalha GO conta com preferências dos treinadores. Essas escolhas são diretamente influenciadas pelas alterações mencionadas, além de lançamento de ataques exclusivos de Dia da Comunidade.

Na prática, isso significa que mesmo as melhores equipes, ou times Anti-Meta para as ligas, não são verdades absolutas. Ou seja, um time que funciona bem no rank 18 pode não ser útil no rank 21.

Apesar disso, existem dicas universais para que você vença muito a ponto de chegar no rank mais alto (atualmente o 24º, Ranque Lendário, ou Legend, em inglês). Neste artigo, traduzimos as sugestões trazidas pelo YouTuber ZyoniK, especialista em PVP do Pokémon GO, que se aplicam a treinadoras e treinadores de todos os níveis.

Conheça o básico do Pokémon GO

É essencial conhecer os fundamentos do Pokémon GO. Um dos pontos mais básicos de toda a franquia são os tipos de Pokémon.

Atualmente são 18 tipos: Aço, Água, Dragão, Elétrico, Fada, Fantasma, Fogo, Gelo, Inseto, Lutador, Normal, Pedra, Planta, Psíquico, Sombrio, Terrestre, Venenoso e Voador.

Conhecer as vantagens e desvantagens de cada tipo permite que você tome melhores decisões sempre: da escolha do moveset de cada Pokémon, passando pela montagem das equipes, até as escolhas feitas durante as batalhas no PVP do Pokémon GO.

Por exemplo: Água tem vantagem sobre Fogo, Pedra e Terra. Logo, um ataque de Água em um Pokémon de Fogo dá o dobro de dano. Se for um ataque de Água contra um dual-type como Magcargo (Fogo/Pedra), o dano será quadruplicado.

A lógica inversa vale para resistência. Pokémon de Água tem resistência a ataques de Aço, Água, Fogo e Gelo. Portanto, Água x Água = dano pela metade.

Quando fraquezas e resistências não atuam, o dano é considerado neutro. Ou seja, o ataque dá o seu dano convencional, sem multiplicar ou dividir o poder.

Aprenda os movesets do PVP

Ainda dentro dos fundamentos básicos, é importante conhecer todos os ataques disponíveis para cada Pokémon. Esse conjunto de movimentos é o que se chama moveset.

Conhecendo os movesets você evitará surpresas.

Por exemplo: Roserade é um Pokémon Planta/Venenoso que possui Esfera Climática (Fogo) como opção de ataque carregado. Logo, ele tem um elemento surpresa muito útil contra adversários dos tipos Aço, Gelo, Inseto e Planta.

Saber isso de antemão evita que você seja surpreendido.

Lógico que é praticamente impossível saber o moveset de todos os monstros disponíveis no Pokémon GO. Por isso, foque em conhecer os ataques dos Pokémon mais utilizados (os Meta) em cada modalidade. Consulte também as tabelas sempre atualizadas no PVPoke.

Conte os ataques ágeis

Além de conhecer os movesets dos Pokémon, é fundamental também começar a contar quantos ataques ágeis são necessários para que seu adversário possa usar um ataque carregado.

Por exemplo: Azumarill precisa usar 5 vezes o ataque Bolha para poder usar um Raio Congelante.

Isso vai lhe permitir decidir se recebe o ataque, se usa o escudo, ou se substitui no momento certo para que um Pokémon com resistência ao ataque (que você sabe qual será) leve o dano reduzido.

Clique aqui e veja um infográfico atualizado para a 8ª temporada.

Gostou desse infográfico? Siga o @7even no Twitter e acompanhe as publicações atualizadas por temporada para sempre saber o tempo que diversos Pokémon levam para poderem usar seus ataques carregados.

Monte sua equipe para o seu contexto

Como mencionamos antes, nem sempre as dicas de equipes de produtores de conteúdo vão fazer sentido para você. Isso porque os Pokémon mais usados variam muito de rank para rank, e de temporada para temporada.

Por isso, conheça os Meta, os Anti-Meta e siga as dicas anteriores, sempre tendo em mente que é normal fazer ajustes na sua estratégia à medida que você avança na Liga de Batalha GO.

Aprenda a reverter bad leads

Consistência é palavra de ordem no PVP do Pokémon GO. Você só vai aprender a maximizar vantagens e, principalmente, reverter adversidades se jogar por um certo tempo com a mesma equipe.

Tudo começa na montagem da equipe, em que você precisa se planejar tendo em mente a fórmula liderança (lead), cobertura (closer) e substituição segura (safe swap).

Um exemplo de aplicação dessa fórmula num contexto da Grande Liga (1.500 CP):

Medicham + Bastiodon + Sableye (purificado)

Medicham é o líder. Se você enfrentar um Pokémon do tipo voador, poderá ser substituído pelo Bastiodon, que terá vantagem contra o adversário. Dessa forma, a função do Bastiodon é cobrir o líder.

O time ainda conta com o Sableye (purificado), um Pokémon com boa defesa e dois tipos que se complementam muito bem (sombrio e fantasma), o que faz dele uma ótima substituição segura.

Assista ao vídeo em nosso canal ensinando a montar boas equipes:

É fácil ganhar a partida quando se vence o primeiro Pokémon do oponente. No entanto, o diferencial para chegar ao ranking mais alto é aprender a reverter o jogo.

Depois de montar uma equipe estratégica, é preciso jogar de modo consistente para conhecer as possibilidades rank a rank.

Conhecendo tudo isso você poderá desenvolver seu próprio plano de jogo e saber exatamente o que fazer quando iniciar uma partida contra um oponente que tem vantagem sobre seu Pokémon, ou até mesmo após perder seu líder por causa de um contexto inicial desfavorável.

Se você manja de inglês, clique aqui e assista também ao guia completo do próprio ZyoniK sobre montagem de equipes.

Manere na jogatina

Qualidade > quantidade deve ser seu lema. Por mais que seja possível jogar vários sets de batalhas (às vezes até 20, como no evento Noites de Batalha GO), é melhor priorizar menos sequências, mas com mais qualidade.

Alguns fatores que podem atrapalhar seu desempenho são:

  • Bugs e lag causados pelo jogo
  • Internet lenta
  • Sair perdendo todas as batalhas nos dois primeiros sets
  • Cansaço

Não se pressione a jogar todos os sets disponíveis no dia. Pare de jogar e volte a batalhar no dia seguinte se você estiver se prejudicando por causa dos motivos citados ou por outras questões que eventualmente prejudiquem seu desempenho e sua concentração.

Vença muito no Pokémon GO!

Agora você tem totais condições de se dar muito bem na Liga de Batalha GO! Recomendo que você acompanhe o trabalho do ZyoniK no YouTube. Ele é a minha principal fonte de consulta quando o assunto é PVP do Pokémon GO.

Assista ao vídeo (em inglês) que usamos como fonte para este artigo:

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Artigo anteriorCRÍTICA – Famicom Detective Club: The Two-Case Collection (2021, Nintendo)
Próximo artigoNoites Sombrias #17 | Relembre os monstros de Invocação do Mal
Jornalista pós-graduado em Jornalismo Digital, fã de Mr. Robot, Pokémon e com uma menção honrosa a 24 Horas, o seriado que me fez entrar no mundo de séries e filmes.