Início LIVROS Crítica CRÍTICA | Box – O Mundo de Oz (2020, Pandorga)

CRÍTICA | Box – O Mundo de Oz (2020, Pandorga)

CRÍTICA | Box - O Mundo de Oz (2020, Pandorga)

O Mundo de Oz é o segundo box de uma iniciativa da editora Pandorga que irá lançar os quatorze livros publicados pelo escritor L. Frank Baum sobre Dorothy, seus amigos e a terra de Oz.

No box estão o terceiro e quarto livro lançados por Baum: Ozma de Oz e Dorothy e o Mágico em Oz. Além disso, o box também conta com um livro sobre O Mundo de Oz para colorir com ilustrações originais de John R. Neill, um pôster exclusivo, dois marcadores e uma sacola.

SINOPSE

Ozma de Oz

No terceiro livro da saga de Oz, o leitor mergulhará novamente nesse mágico universo. Dorothy e seu tio Henry saem de férias, no entanto, são pegos por uma forte tempestade e separados. Dorothy percebe que chegou a uma terra mágica quando sua galinha Billina começa a falar. Novas aventuras vão surgir pelo caminho, e Dorothy contará com a ajuda do Espantalho, do Homem de Lata, do Leão Covarde e de novos amigos.

Dorothy e o Mágico em Oz

No caminho de volta da Austrália, Dorothy Gale conhece seu primo, Zeb Hugston, em São Francisco. Eles são engolidos por um terremoto, junto com seu cavalo, Jim, e sua gatinha, Eureka, e eventualmente caem na Terra dos Mangaboos. Eles fazem uma jornada subterrânea através do Vale de Voe, são brevemente presos na Terra do Nada e encontram uma caverna cheia de Dragonettes. E acabam chegando à Terra de Oz e reencontrando o Espantalho, o Homem de Lata, a Princesa Ozma e todos os outros amigos queridos.

ANÁLISE

Mais de cem anos já se passaram desde que o escritor L. Frank Baum lançou pela primeira vez O Maravilhoso Mundo de Oz. Desde então, o autor publicou ao todo catorze livros sobre o Mundo de Oz e a adorável Dorothy Gale. Ainda que o primeiro livro tenha se tornado um best seller e ganhando tanto adaptações para a Broadway, como para o cinema, foi a saga de Baum que ganhou o coração das crianças.

Tal aspecto é totalmente visível nas cartas que o autor escrevia no início de cada livro, a garotada parecia adorar as aventuras de Dorothy e seus amigos. Porém, essa comoção com a terra de Oz não foi somente visível no século passado. As palavras de Baum têm o poder de encantar qualquer um, criança ou adulto e principalmente, em qualquer época.

Dessa forma, a edição criada pela editora Pandorga traz um gostinho de infância atrelado a um esplendor visual. A começar pelas capas dos livros, ambos possuem alto revelo que dão um ar sofisticado e também contém as ilustrações originais de John R. Neill. Além disso, o box possui um pôster único do Espantalho, dois marcadores, cards e uma sacola do Tigre Faminto para carregar os livros.

A Pandorga inspira carinho e dedicação para com seus leitores, produzindo de forma especular uma experiência visual e sentimental. Logo, ler o Mundo de Oz é como estar ao lado de Dorothy em suas aventuras. E acima de tudo, ler uma obra infantil com um olhar adulto evoca tanto uma observação madura, como também abre portas a um mundo fantasioso.

Dorothy e seus amigos

Em Ozma de Oz, Dorothy está de férias com seu tio quando uma tempestade a leva para a Terra de Ev. Felizmente, ela tem em sua companhia a galinha Billina que com suas palavras afiadas guia a menina pela terra desconhecida. Ao longo de sua jornada, Dorothy também encontra TikTok, uma espécie de robô que pensa e se move quando lhe é dado corda.

Sendo assim, Dorothy parte em aventuras que a leva ao encontro da Princesa Ozma. Atual rainha de Oz, a comitiva de Ozma é composta pelos velhos amigos de Dorothy, o Espantalho, o Homem de Lata e o Leão. O reencontro entre os amigos é emocionante e revela o que há de melhor nos livros de Braum: são acima de tudo histórias sobre companheirismo e amizade.

Já em Dorothy e o Mágico de Oz, L. Frank Baum traz de volta um dos personagens mais queridos. O Mágico foi o personagem que deu nome ao início da saga e por sua vez sempre foi relembrado pelos apreciadores de Oz. Logo, no quarto livro, ele volta para fazer companhia a Dorothy e seu primo, Zeb.

O trio juntamente com o cavalo, Jim, e a gatinha, Eureka, percorrem mundos encantados com pessoas boas e más para no fim serem acolhidos mais uma vez pela terra de Oz. Dorothy e o Mágico de Oz tem ainda mais situações inusitadas, desafiadoras e também divertidas. Em sua carta de abertura, Baum até mesmo cita que implementou na história sugestões das crianças que lhe escreviam.

Consequentemente, o tom infantil pode incomodar alguns, afinal, o Mundo de Oz são histórias para crianças. Contudo, é essencial ter os braços abertos para esses personagens e aproveitar cada momento que passamos imersos nas histórias de Dorothy e seus amigos.

VEREDITO

O box O Mundo de Oz é uma incrível coleção da editora Pandorga que traz toda magia desse mundo maravilhoso. É espetacular que uma saga tão antiga ainda tenha tamanha influência entre crianças e adultos. Tanto Ozma de Oz como Dorothy e o Mágico de Oz trazem o melhor das histórias infantis.

Nossa nota

5,0 / 5,0

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Artigo anteriorCRÍTICA – Com Você (2019, Gabriel Portella e Aline Sartor)
Próximo artigoCRÍTICA – Drácula (2019, Pandorga)
Jornalista em formação e apaixonada pela sétima arte. Representatividade e movimentos sociais através do cinema é fundamental. Apreciadora de livros, animes e joguinhos de ps4 nas horas vagas. The final girl.