Início QUADRINHOS Artigo Tropa dos Lanternas: Conheça suas histórias e mais

Tropa dos Lanternas: Conheça suas histórias e mais

1214
0

“Sete tropas nascerão. A luz de sete tropas brilharão sua luz. Sete tropas entrarão em guerra.”

História

Coincidindo com o alvorecer do universo, sete entidades diferentes nasceram, cada uma representando uma emoção. O primeiro deles, Íon, tomou a forma do que viríamos a conhecer como uma baleia, ou um peixe e é representado pela força de vontade. Parallax, é a entidade parasita do medo e sua forma lembra a de uma criatura insectóide. O touro demoníaco, conhecido como O Carniceiro, representa o esmagador poder da raiva. Ophidian, mostrado como uma serpente, é a personificação da avareza, ou ganância. Adara, um grande pássaro de três cabeças, representa a essência imortal da esperança. A personificação da compaixão, é conhecida como O Proselyte, que lembra uma lula. O Predador, representa o vasto poder do amor, sua forma lembra um esqueleto de dragão.

Os imortais Guardiões do Universo aprenderam a liberar o poder dessas entidades, quando eles sentiram o imenso poder de Íon. Isso levou a criação da primeira Tropa de Lanternas. Os membros dessa tropa ficaram conhecidos como Os Lanternas Verdes, que receberam esse nome pela forma que sua bateria de poder tinha – semelhante à uma lanterna – e que os tornavam capazes de drenar a energia verde da força de vontade de Íon. Os Lanternas Verdes receberam a tarefa de manter a ordem pelo universo, como uma força policial intergalática. Essa força substituiu os Caçadores Cósmicos, uma raça de robôs que falharam em sua função, e se tornaram uma ameaça devido ao erro em sua programação. 

Novos recrutas dos Lanternas Verdes foram escolhidos entre indivíduos que exibiram uma grande capacidade de superar o medo, e puderam assim, dominar a energia verde da força de vontade através do anel de poder. Esses anéis permitem que o usuário gere construtos apenas com a força da vontade e a imaginação, apesar de cada Lanterna precisar de um pouco mais de habilidade para respostas táticas não letais. Os que violavam o código, eram exonerados do título de Lanterna, e sujeito à um julgamento pelos próprios Guardiões.

Apesar dos Lanternas Verdes terem sido por muito tempo a única Tropa de Lanternas, seis outras Tropas eventualmente se formaram, cada uma representando a cor de um espectro.

O antes Lanterna Verde, Sinestro foi desonrado e encarcerado depois de sua tentativa de subjugar seu planeta natal, Korugar, mas escapou para formar a Tropa Sinestro. Essa tropa usava a luz amarela do medo, e se tornou uma grave ameaça para Os Lanternas Verdes devido os efeitos disruptivos que o medo pode ter na força de vontade.

No planeta de Zamaron, os nativos aprenderam à canalizar o poder violeta do amor, que resultou na criação da Tropa Safira Estrela.

O atormentado Atrocitus, que teve seu planeta natal, Ryut, destruído pelos Caçadores Cósmicos, reuniu um ódio sem fim pelos Guardiões e por Sinestro que o aprisionou no planeta Ysmault. Do ódio fervente que sentiu, a Tropa dos Lanternas Vermelhos nasceu.

No distante planeta Okaara, o Larfleeze (também conhecido como Agente Laranja) reuniu inúmeros objetos valiosos, alimentos, e seus próprios construtos de luz laranja, formados a partir da morte de seres que ele assassinou. Apesar dele ser o único membro vivo, junto de seus construtos, ele forma a Tropa dos Lanternas Laranja, sendo portador da luz laranja da avareza.

Quando Ganthet e Sayd foram exilados por seus aprendizes por demonstrar emoções, eles escaparam do planeta Odym, onde formaram à Tropa dos Lanternas Azuis. Essa tropa foi criada com apenas um propósito, de usar a luz da esperança para fortalecer a Tropa dos Lanternas Verde.

Finalmente, a tribo nômade aprendeu à controlar a luz índigo da compaixão, formando a Tropa de Lanternas Índigo. Esses Lanternas são o único grupo conhecido que não faz uso do anel de poder, escolhendo usar no lugar, um cetro para canalizar sua energia.

Entre essas sete emoções, a força de vontade é descrita como a mais poderosa, e é representada pela cor verde – o ponto de equilíbrio do espectro. Como as cores se aproximam de uma forma geral do espectro, se torna cada vez mais difícil controlar a manifestação emocional associada a cada uma delas, potencialmente levando à corrupção do anel de poder do portador. A forma mais clara de demonstrar a energia emocional do amor e da raiva, que ocupam lados opostos no fim da cor do espectro.

A natureza esmagadora da raiva permite que os Lanternas Vermelhos usem apenas instintos básicos, e apenas seu líder Atrocitus, parece ser capaz de fazer decisões conscientes.

Apesar da maioria dos Guardiões se recusarem à acreditar, os Guardiões Ganthet e Sayd anteciparam o aparecimento de cada nova Tropa dos Lanternas, e que cada uma das forças inevitavelmente lutariam contra a outra em uma batalha através do universo. Esse evento ficou conhecido mais tarde como “A Noite Mais Densa“, a pior das profecias escondidas no Livro de Oa. O evento resultou na aparição da Tropa dos Lanternas Negros, inicialmente liderado por antigo Guardião Scar e por sua marionete, William Hand, que reanimou um enorme número de heróis e vilões que possuíam uma ligação emocional com aqueles que ainda viviam.

Esses Lanternas Negros conseguiram incitar suas contrapartes vivos para que sentissem fortes emoções, com o intuito de colher os corações para carregar à Bateria Negra de Poder e trazer de volta à entidade obscura, chamada Nekron. Com as sete tropas reunidas para enfrentar essa nova ameaça, eles conseguiram desencadear a aparição da luz branca da vida, representada pela força conhecida apenas como A Entidade. Sinestro se fundiu com a entidade, acreditando que ele era o salvador do universo, e o anel de poder branco o permitiu causar a centelha necessária para que as sete Tropas dos Lanternas conseguissem enfim acabar com o poder de Nekron.

Tropa dos Lanternas: Conheça suas histórias e mais

.

Apetrechos

Equipamento: Anéis de poder, com exceção dos postadores de cajados da tribo índigo.
Transporte: Voo, podem usar campos de força gerados pelo anel. A tribo índigo também é capaz de teleportar.
Armas: Construtos de luz, com a exceção da Tropa dos Lanternas Vermelhos, que utiliza primariamente plasmas lançado pela boca das lanternas, além de raios de luz vermelha.

Em breve teremos mais artigos sobre o Universo DC! E você, gosta das histórias da Tropa dos Lanternas? Qual seu favorito? Conte-nos nos comentário e lembre-se de nos acompanhar nas redes sociais para mais novidades:

Facebook – Twitter – Instagram – Pinterest

Comentários