CRÍTICA – Alvo Humano Vol. 1 (2023, Panini Comics)

    O premiado roteirista Tom King e o aclamado artista Greg Smallwood se unem para uma nova visão noir de um personagem clássico da DC e uma impressionante revisita à divertida LJI dos anos 1980! A edição de Alvo Humano pela Panini, contém 192 páginas e funciona como um encadernado com edições de 1-6.

    SINOPSE

    Christopher Chance ganha a vida sendo o Alvo Humano: um homem contratado para se disfarçar do cliente como isca para supostos assassinos. Porém, em seu último caso protegendo Lex Luthor as coisas deram errado. Agora, Chance tem 12 dias para solucionar o mistério de seu próprio assassinato! Quem no Universo DC odiava Luthor o suficiente para querer vê-lo morto por veneno de ação lenta? E os principais suspeitos são… a Liga da Justiça Internacional?

    ANÁLISE

    Alvo Humano é um clássico personagem da DC Comics dos anos 50 criado pelos autores Edmond Hamilton e Sheldon Moldoff. Esse personagem faz parte da era de ouro dos quadrinhos. Desse modo, o autor Tom King assim como já havia feito com outros personagens dessa era, e realiza uma nova roupagem para os tempos atuais e deixando o personagem atrativo e com enredo intrigante.

    Em Alvo Humano, seguimos o agente Christopher Chance, sendo contratado pelo Lex Luthor para fisgar o assassino que planeja tirar a vida de Lex. Com isso,  Chance acaba sendo envenenado por engano pelo suposto assassino de Lex e tem apenas 12 dias de vida para desvendar quem o envenenou.

    Desse modo, o enredo se expira no gênero Neo-noir e desenvolve uma história misteriosa e intensa. A forma que a trama é conduzida é repleta de suspense e casa perfeitamente com gênero de super-herói. Além de ter uma urgência para descobrir o assassino, visto que cada capítulo é contado um dia de vida a menos do personagem.

    Em relação ao roteiro, Tom King consegue novamente tornar um personagem desconhecido para os dias de hoje extremamente atrativo de modo criativo. Além de adicionar camadas únicas em seu desenvolvimento. Mas o que realmente deixa o personagem atrativo é seu cinismo e elegância digna de um James Bond.

    Ainda que a história seja envolvente, o humor da LJI acrescenta alívio cômico ao enredo. Mesmo o humor sendo tão genuíno, esse tom não diminui a qualidade da narrativa. Outro ponto interessante, é que a história não enrola para encaixar as peças do quebra cabeça do enredo. Mesmo não revelando o desfecho nesta edição, fecha ótimo cliffhanger.

    Destaque também para ambientação da história que é simplesmente fantástica, é basicamente uma mescla dos gloriosos anos 60 do 007 Sean Connery com elementos contemporâneos. Essa combinação torna a atmosfera única e atemporal. 

    Em relação à arte de Greg Smallwood é perfeita e traz um traço realista e detalhista, seja na caracterização dos personagens e a ambientação com os elementos sessentista e atuais. O traço de Smallwood é semelhante ao do Sean Phillips.

    VEREDITO

    Em suma, O Alvo Humano Vol.1 é uma excelente história neo-noir que conduz um enredo ágil e urgente de maneira inteligente e elegante com elementos dos anos 60 e que certamente já se tornou mais um dos clássicos modernos da editora DC Comics.

    Nossa nota

    5,0 / 5,0

    Alvo Humano

    Editora: Panini Comics

    Autor: Tom King e Greg Smallwood

    Páginas: 192

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    Deadpool Corps: Conheça a equipe multiversal de mercenários tagarelas

    A Deadpool Corps é um grupo heróis disfuncional que já salvou o universo algumas vezes. Confira a história do improvável grupo multiversal.

    Sandman: Conheça Destino, Delírio e Destruição

    A segunda temporada de Sandman apresentará ao grande público os três Perpétuos ausentes da trama até agora, Destino, Delírio e Destruição.

    10 fatos sobre Obi-Wan Kenobi que você não sabia

    Obi-Wan é um dos maiores nomes de Star Wars. Seus poderes o tornam o Jedi lendário. Confira 10 fatos sobre o personagem.

    Bastion: Conheça o vilão de X-Men ’97

    Saiba mais sobre o vilão da Marvel Comics. Bastion teve sua primeira aparição na HQ X-Men #52, publicada em maio de 1996.