CRÍTICA – Um Fim de Semana Ruim (2022, Mino)

    Um Fim de Semana Ruim é um one-shot que faz parte da série Criminal foi publicada originalmente em 2020 e que veio a ser publicado no Brasil pela editora Mino em 2022. Ressalto que a obra pode ser lida sem ter acompanhado a série Criminal.

    SINOPSE

    Os quadrinhos não vão partir seu coração. Eles vão dar cabo da sua vida. Hal Crane já devia saber, uma vez que está na área desde quase seus primórdios. Preso em uma convenção em outra cidade, esperando para receber um prêmio pelo conjunto de sua obra, o fim de semana de Hal vai levá-lo por uma jornada sombria pela história secreta desse meio que sempre foi assombrado por vigaristas, escroques e sonhadores desesperados.

    ANÁLISE

    Um fim de Semana Ruim

    A indústria cinematográfica sempre retratou de maneira versátil como funciona o cinema, desde o modo mais sombrio em Mulholland Drive (2001) ou de forma mais leviana em La La Land (2016). Com isso em mente, a sétima arte representa de forma genuína essa indústria, mas assim como o cinema, os quadrinhos também são bem representados quando tratam de sua indústria de maneira bastante inventiva desde do processo de criação e editorial, em como no mangá Bakuman (2008).

    Desse modo, temos mais um excelente trabalho da dupla Ed Brubaker e Sean Phillips em “Um Fim de Semana Ruim” a obra retrata bem a paixão de quem vive de quadrinhos de maneira crua e visceral. A história é contada do ponto de vista Jacob Kurtz que sempre foi um fã incondicional de quadrinhos e que acaba entrando na indústria por sua paixão e por seu ídolo e mentor Hal Crane. No entanto, Jacob nunca imaginou que o seu ídolo tivesse um lado sombrio.

    Dessa forma, acompanhamos Hal Crane um personagem deplorável que não se adequa mais aos tempos de hoje e age igual um canalha, seja com seus assistentes ou mesmo com fãs, mas que apesar do “gênio forte” o mesmo é um mestre na sétima arte. Ao longo da história mostra que ele não tem mais paixão por sua profissão, mas que ainda assim o seu discípulo vê uma faísca dentro dele do que ele foi na era de ouro.

    Um fim de Semana Ruim

    O que torna a obra fascinante são as diversas citações a momentos reais que aconteceram na indústria dos quadrinhos do ponto de vista desses dois personagens que são simplesmente memoráveis e carismáticos. Mesmo o Hal Crane sendo amargurado, o personagem torna a história engraçada.

    Em relação ao roteiro, Brubaker conduz a narrativa de maneira brilhante e reflete bem o amor e ódio de quem trabalha com quadrinhos. Ainda mais a história sendo ambientada numa convenção de quadrinhos. Esse ponto torna o enredo muito imersivo ainda para quem já participou desse tipo de evento. Sob a arte de Phillips não preciso falar que o mesmo segue com traço magistral. Com as cores de seu filho, Jacob torna a colorização fascinante. Uma ressalva, creio que o personagem Jacob Kurtz foi influência do próprio Jacob Phillips.

    VEREDITO

    Enfim, Um Final de Semana Ruim é um one-shot brilhante que se tornou uma das minhas HQs favoritas. Esse quadrinho é de fato uma carta de amor e ódio a indústria dos quadrinhos contada de maneira genuína e engraçada.

    Nossa nota

    5,0 / 5,0

    Um fim de Semana Ruim

    Autores: Ed Brubaker, Sean Phillips e Jacob Phillips
    Editora: MINO
    Páginas: 72

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    Elektra: 10 curiosidades sobre a personagem nos quadrinhos

    Desde a estreia nas HQs da Marvel, Elektra tem sido uma das personagens mais intrigantes e complexas do universo dos super-heróis.

    X-23: 5 HQs essenciais para conhecer a personagem

    No vasto universo dos quadrinhos da Marvel, poucos personagens cativarem os leitores tanto quanto X-23. Veja as melhores HQs da personagem!

    5 vilões que dominaram os quadrinhos nos anos 90

    Cada um desses vilões, com suas histórias específicas nos anos 90, contribuiu para a evolução narrativa dos quadrinhos. Saiba quem são eles!

    Flechas e Heroísmo: Conheça todos os arqueiros da DC Comics

    Os heróis da DC Comics são conhecidos por sua diversidade e complexidade; e os arqueiros desempenham um papel único e significativo.