Início SÉRIE Crítica CRÍTICA – America: The Motion Picture (1ª temporada, 2021, Netflix)

CRÍTICA – America: The Motion Picture (1ª temporada, 2021, Netflix)

The Motion Picture

Contando com vozes bastante conhecidas como dos atores Channing Tatum, Jason Mantzoukas, Andy Samberg, entre outros, America: The Motion Picture é uma animação original da Netflix, em formato de sátira que mescla a história da independência norte-americana com ficção científica e referências da cultura pop.

SINOPSE

Um George Washington muito diferente do que estamos acostumados a ver nos livros, se une a Sam Adams para derrotar os ingleses, nessa animação para adultos.

ANÁLISE

Curiosamente a parte da animação ficou nas mãos habilidosas da equipe do Combo Estúdio, responsável também por Super Drags, assim, como na produção anterior, fizeram um excelente trabalho.

Tiveram cuidado de construir as características de cada personagem, principalmente, naqueles que não são de etnia branca, porém, o aspecto visual é o único que salva.

No começo, a questão de adicionar referenciais atuais ou da cultura pop, era algo levemente interessante, mas, conforme a série vai evoluindo torna-se mais um erro de exagero.

Assim, como os elementos de fantasia que são jogados na trama sem nenhum peso consideravelmente relevante para o enredo, inclusive, tudo que tentam incluir só piora o roteiro que por si só não é nada bom.

A animação America: The Motion Picture tenta brincar com os estereótipos de homens, norte-americanos e brancos, que amam apenas a sua cultura, fazendo uma crítica sobre o quanto são privilegiados e conforme o filme, burros e idiotas.

O objetivo até era bom, mas não foi bem executado; não conseguindo arrancar sequer uma risadinha superficial, mas, continuam tentando quando colocam personagem indígena e negro para zombar da burrice do “homem branco”.

A premissa até que era boa, em alguns pontos, podemos até concordar com a linha de raciocínio, isso se fosse bem executada o que não aconteceu.

VEREDITO

The Motion Picture

Infelizmente, a questão visual é a único ponto positivo de America: The Motion Picture, que apresentou um roteiro fraco e uma direção que exagerou na composição de elementos.

Logo, não conseguiu alcançar com a missão principal de um filme de sátira, que é fazer o público rir.

Nossa nota

2,0 / 5,0

Assista ao trailer legendado:

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Artigo anteriorCRÍTICA – The Eternal Castle (2019, PlaySaurus)
Próximo artigoEmmy 2021: Confira a lista de indicados da premiação
Carioca do interior, imigrante em BH que ama desenhar e apreciadora de cerveja de buteco, que luta para não falar "uai" e não falar muito mas acaba falhando; tipo agora.