Início SÉRIE Crítica CRÍTICA – Clickbait (2021, Christian White e Tony Ayres)

CRÍTICA – Clickbait (2021, Christian White e Tony Ayres)

CRÍTICA - Clickbait (2021, Christian White e Tony Ayres)

Christian White e Tony Ayres são os criadores da minissérie Clickbait, com Ayres sendo também definido como o seu showrunner e produtor, juntamente com os produtores David Heyman, Tom Winchester, Tom Hoffie e Joanna Werner.

O elenco é formado por Adrian Grenier (O Diabo Veste Prada), Betty Gabriel (12 Horas para Sobreviver: O Ano da Eleição), Phoenix Raei, Abraham Lim, Jessica Collins, Ian Meadows, entre outros.

A minissérie chegou ao catálogo da Netflix no dia 25 de agosto.

SINOPSE

Nick Brewer (Adrian Grenier), um homem que parece ser um ótimo pai, marido e irmão. Até que um dia desaparece de repente sem deixar explicações. Em seguida, ele aparece em um vídeo na internet, espancado e segurando um cartaz que diz: “Eu abuso de mulheres. Com 5 milhões de views eu morro.”.

Será uma ameaça ou uma confissão? Ou as duas coisas? Enquanto correm contra o tempo para tentar salvá-lo, a irmã, Pia (Zoe Kazan) e a esposa, Sophie (Betty Gabriel) descobrem um lado de Nick que nunca imaginaram.

ANÁLISE

Contada sob vários pontos de vista, Clickbait é uma minissérie de 8 episódios cheia de suspense, que analisa como as redes sociais alimentam nossos impulsos mais perigosos e incontroláveis, provocando uma diferença enorme entre as personalidades reais e virtuais.

Levando em consideração o formato definido desde o seu início, no momento parece improvável que a produção ganhe uma 2ª temporada. Contudo, é sempre válido citar que mudanças nos bastidores não são incomuns em títulos da Netflix, como por exemplo A Maldição da Residência Hill e A Maldição da Mansão Bly.

VEREDITO

Com poucos episódios, Clickbait foge do suspense tradicional e inova com um roteiro leve que prende o espectador. A cada capítulo, um novo personagem ganha destaque na minissérie.

O suspense também não é facilmente resolvido; para descobrir quem realmente era Nick Brewer e o responsável por todo o caos, o público precisa assistir até o último capítulo para desfazer o nó na cabeça.

Nossa nota

4,0 / 5,0

Assista ao trailer legendado:

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Artigo anterior[TEORIA] Feiticeira Escarlate, Loki e Doutor Estranho quebraram o Multiverso de uma só vez
Próximo artigoCRÍTICA – Desaparecido para Sempre (1ª temporada, 2021, Netflix)
Um carioca apaixonado por livros, cinema, games e que ama falar de nerdice.