Início SÉRIE Crítica CRÍTICA – El Cid (2ª temporada, 2021, Amazon Prime Video)

CRÍTICA – El Cid (2ª temporada, 2021, Amazon Prime Video)

El Cid

El Cid entra em seu segundo ano com cinco episódios no catálogo da Amazon Prime Video. A série estreia no dia 15/07. El Cid é uma história sobre lenda espanhola homônima do século XI.

SINOPSE

Após a morte do rei, Sancho (Francisco Ortiz II) e Alfonso (Jaime Olías) começam uma disputa de egos e batalham pelas terras da Espanha. 

Ruy (Jaime Lorente) tem que provar sua lealdade a Sancho enquanto o país desmorona com intrigas e uma luta sangrenta por poder.

ANÁLISE

O segundo ano de El Cid trouxe as mesmas questões da primeira temporada como, por exemplo, religião, fome de poder e política.

A violência continua presente aqui, mas há mais diálogos, por vezes bem expositivos, e uma tentativa no mínimo inusitada de humor no roteiro.

A atuação de Jaime Lorente é cheia de carões, uma vez que seu protagonista se mostra confuso e com raiva o tempo todo. Diferente da primeira temporada em que o ator entregava uma atuação razoável, agora ele não consegue entregar o que El Cid precisa. 

A trama está mais enrolada e carece de bons momentos para, de fato, termos alguma simpatia pelos personagens. Por mais que haja um esforço em fazer uma série épica, El Cid peca no excesso, visto que quer contar muitas histórias ao mesmo tempo.

VEREDITO

El Cid entrega uma experiência agridoce, uma vez que apresenta boas batalhas, muito sangue e sexo, mas uma trama rocambolesca e cheia de voltas que não chegam a lugar algum.

Com uma piora visível no roteiro e uma proposta de mais personagens, a série caiu de qualidade, todavia, ainda entrega algum entretenimento para quem gosta de histórias medievais.

Nossa nota

3,0/5,0

Confira o trailer da segunda temporada de El Cid:

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Artigo anteriorNo Ritmo do Coração: Longa vencedor em Sundance estreia no Brasil em setembro
Próximo artigoTBT #133 | Cegos, Surdos e Loucos (1989, Arthur Hiller)
Relações-públicas, gremista, nerd, escorpiano e palestrinha. Parece futebolista, pois só vive descendo a lenha. DC é melhor que Marvel, todavia, amamos as duas.