Início SÉRIE Crítica CRÍTICA | Gavião Arqueiro – S1E3: Ecos

CRÍTICA | Gavião Arqueiro – S1E3: Ecos

ecos

Ecos foi o terceiro episódio de Gavião Arqueiro e apresentou um pouco mais da personagem vivida por Alaqua Cox na trama da série da Disney Plus. Os episódios vão ao ar toda quarta-feira.

ANÁLISE

ecos

O novo capítulo da trama de Gavião Arqueiro trouxe muita qualidade narrativa, uma vez que tivemos um aprofundamento maior de seus personagens. Ao mostrar Eco (Alaqua Cox), vemos as consequências das atitudes de Ronin (Jeremy Renner), pois o sanguinário vigilante empilhou corpos de mafiosos pelas ruas de Nova Iorque.

A complexidade de Eco é muito bem apresentada aqui, visto que ela desde sempre fez parte de um grupo de excluídos por conta de suas necessidades especiais, mas nunca se sentiu uma vítima. Suas habilidades na verdade foram amplificadas por conta de suas condições como surdez e usar uma prótese na perna.

Ao dar uma história para uma futura anti-heroína, a Gangue dos Casacos ganha um pouco mais de camadas, pois até o momento eram apenas um bando de paspalhos. O próprio personagem Kazi (Fra Fee) se mostrou um bom coadjuvante da trama.

Como outro ponto positivo, temos uma evolução bastante rápida de Kate Bischop (Hailee Steinfield) que já se mostra muito madura e carismática. Hailee Steinfield domina o papel já e poderá ser uma boa líder em projetos que vem por aí.

O próprio Clint está mais interessante como personagem, uma vez que agora ele possui um peso dramático que o dá cada vez mais significância dentro do MCU. De negativo, apenas mais uma vez a fórmula Marvel com piadas bobas e deslocadas dentro do reflexivo episódio Ecos.

VEREDITO

Com um texto intimista e bom desenvolvimento de personagens, Ecos foi um episódio marcante e que desliza apenas em seu humor escrachado.

Se continuar nessa toada, Gavião Arqueiro entregará uma boa trama, mesmo que não tenha uma luz azul em sua season finale, o que é ótimo!

Nossa nota

4,0/5,0

Inscreva-se no YouTube do Feededigno

Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

Artigo anteriorCRÍTICA – Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City (2021, Johannes Roberts)
Próximo artigoNoites Sombrias #42 | 10 easter eggs de Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City
Relações-públicas, gremista, nerd, escorpiano e palestrinha. Parece futebolista, pois só vive descendo a lenha. DC é melhor que Marvel, todavia, amamos as duas.