Início SÉRIE Crítica CRÍTICA – Pretty Smart (1ª temporada, 2021, Netflix)

CRÍTICA – Pretty Smart (1ª temporada, 2021, Netflix)

Pretty Smart é uma sitcom original da Netflix e traz Emily Osment (O Método Kominsky) como a protagonista Chelsea em sua nova vida ao lado da irmã Claire (Olivia Maklin).

SINOPSE

Chelsea (Emily Osment) é uma jovem brilhante, mas que abdicou de sua carreira para ajudar seu namorado Dwayne a ser bem sucedido.

Ao ir passar uns dias na casa de sua irmã Claire (Olivia Maklin), Chelsea acaba levando um fora dele. Agora ela está quebrada e desesperada e a única saída é reatar os laços com sua desastrada irmã e seus amigos peculiares.

ANÁLISE

Pretty Smart é uma comédia que de cara nos lembra as sitcoms dos anos 90. Sua estética lembra muito alguns títulos como Friends, Seinfeld e tantos outros que fizeram muito sucesso naquela época.

Entretanto, se por um lado ela lembra esses grandes títulos, pelo outro, o seu texto não tem um terço do talento e tampouco funciona em algum momento. Para falar a verdade, algumas piadas deslocadas do roteiro até funcionam, mas quando isso acontece, são levadas à exaustão, causando um sentimento de constrangimento.

Aliás, constrangimento é a palavra certa que define Pretty Smart, pois um elenco que possui boas características sofre com um formato datado e mal elaborado da direção e roteiristas. Os personagens estereotipados ao máximo trazem mais caricaturas que atuações dos atores.

A todo o momento tentamos entender o por quê da Netflix apostar numa série assim, todavia, ao optar pelo volume em relação à qualidade, conseguimos justificar tal decisão.

Como único ponto positivo temos Michael Hsu Rosen como o carismático e ácido influncer digital Jayden, por exemplo. Por mais que ele seja uma piada ambulante, a simpatia e leveza dele são o único brilho que a série possui, graças a autenticidade do ator que consegue entregar um personagem que pelo menos nos importemos em uma trama tão fraca e qualquer coisa apresentada por Pretty Smart.

VEREDITO

Com um elenco bom, mas com um péssimo roteiro, Pretty Smart é uma experiência sofrível para seus espectadores. Com episódios curtos, mas de longo constrangimento, a série é bem dispensável dentro de um catálogo tão vasto e com qualidade garantida.

Nossa nota

1,0/5,0

Confira o trailer de Pretty Smart:

Acompanhe as lives do Feededigno na Twitch

Estamos na Twitch transmitindo gameplays semanais de jogos para os principais consoles e PC. Por lá, você confere conteúdos sobre lançamentos, jogos populares e games clássicos todas as semanas.

Curte os conteúdos e lives do Feededigno? Então considere ser um sub na nossa Twitch sem pagar nada por isso. Clique aqui e saiba como.

Artigo anteriorMetroid Dread: Veja o que fazer se você ficou preso em Artaria
Próximo artigoHouse of the Dragon: Conheça Balerion, o Terror Negro
Relações-públicas, gremista, nerd, escorpiano e palestrinha. Parece futebolista, pois só vive descendo a lenha. DC é melhor que Marvel, todavia, amamos as duas.