CRÍTICA – Outer Range (1ª temporada, 2022, Amazon Prime Video)

    Outer Range é a nova série da Amazon Prime Video com estreia no dia 15 de abril. A produção é uma criação de Brian Watkins e produção executiva de Josh Brolin e Brad Pitt. Além de Brolin, também estão no elenco  Lili Taylor, Imogen Poots, Tamara Podemski, Lewis Pullman, Tom PelphreyWill Patton.

    Confira abaixo a nossa crítica sem spoilers sobre a produção.

    LEIA TAMBÉM | Outer Range: Conheça os personagens da série

    SINOPSE

    A trama gira em torno de Royal Abbott (Josh Brolin), um fazendeiro que luta por sua terra e família, que descobre um mistério insondável à beira do deserto de Wyoming. Uma história emocionante com um mistério sobrenatural, Outer Range examina como lidamos com o desconhecido. 

    ANÁLISE

    Com uma estética western e uma trama sobrenatural, Outer Range se destaca por fugir do convencional. A nova produção da Amazon Prime Video está disposta a reinterpretar a figura do cowboy e mais precisamente atribuir um novo tipo de história ao visual do oeste americano. Para mais, sua direção evidencia uma paisagem magnífica e hipnotizante. 

    Outer Range é uma série difícil de colocar em um só gênero, o drama e o suspense estão ali, mas seus tons de sci-fi é o que traz a essa produção uma cara totalmente original. Na história, Royal Abbott vivido por Josh Brolin – o ator volta às séries após 20 anos de seu último trabalho televisivo – é um fazendeiro, ele e a família estão lidando com o desaparecimento da nora Rebecca. 

    Além disso, uma enigmática jovem, Autumn (Imogen Poots), monta acampamento nas terras dos Abbott com algumas intenções por trás. Mas, não para por aí, para o desassossego da família, os Tillersons (os ricos proprietários de rancho vizinho) desejam tomar uma parte de suas terras. Contudo, o verdadeiro problema vêm à tona com a chegada de um misterioso vazio negro no pasto oeste dos Abbotts.

    Outer Range pode parecer uma série cheia de premissas que por sí já bastariam, mas cada problema enfrentado gira em torno do buraco que surge na fazenda. O interessante na produção não é apresentar soluções ou respostas para o que está acontecendo, mas inspecionar como os personagens lidam com o desconhecido. 

    CRÍTICA - Outer Range (1ª temporada, 2022, Amazon Prime Video)

    Dessa forma, a série de Brian Watkins é muito mais uma ficção científica realista sobre o que está acontecendo no “aqui e agora”, do que uma ficção que busca se basear no extraterrestre. As reações dos personagens frente aos acontecimentos é mais importante para a trama do que o próprio mistério, isso porque a série busca criar verdadeiras relações entre aqueles personagens. 

    Para isso, o elenco se mostra afiado criando interações intensas que dão todo o peso dramático à série. Lili Taylor, que vive a matriarca da família Cecília Abbott, Imogen Poots como a misteriosa Autumn e Tamara Podemski como a determinada Sheriff Joy são alguns dos destaques da produção. Sendo personagens femininas, em um contexto de velho oeste, elas precisam sempre reafirmar suas posições, especialmente Sheriff Joy, como uma mulher queer e indígena. 

    Josh Brolin também faz uma grande reestreia nas séries. Seu personagem é um homem da família e não mede esforços para proteger os seus. Porém, seu jeito explosivo e fechado mostram que há muito em seu passado. Da mesma maneira, Will Patton está potente em seu personagem, pois Wayne Tillerson é um homem perigoso e ganancioso. A rixa entre os dois personagens explora a base do western de conflitos por terras e ego entre homens. 

    Outro ponto que se destaca nessa trama é a produção. Com paisagens deslumbrantes, a direção de Outer Range aposta em planos abertos e movimentos horizontais para evidenciar a grandeza do oeste. Isso dá a série um tom de “além do que nossos olhos enxergam”, o desconhecido permanece oculto pela paisagem, mas a espreita. 

    VEREDITO

    Outer Range é o tipo de série para mergulhar de cabeça e criar novas teorias a cada episódio. Com uma produção assertiva no cenário e um roteiro que dispensa o óbvio, é fácil se envolver com os problemas da família Abbott. Dessa maneira, Outer Range entrega um western moderno e fascinante.

    Nossa nota

    4,5  / 5,0

    Assista ao trailer

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    NOITES SOMBRIAS #73 | Ranking de Monstros de Stranger Things

    Stranger Things trouxe muitos monstros icônicos que fazem parte do seu Mundo Invertido. Confira nossa lista do pior ao melhor deles.

    Stranger Things enlouquece fãs ao som de Metallica

    A 4ª temporada - Parte 2 de Stranger Things já está disponível no catálogo da Netflix e com ela o sucesso do Metallica: Master of Puppets!

    Dragon Ball: Os 10 melhores episódios para assistir no Globoplay

    Após mais de 10 anos sem a TV Globinho, Dragon Ball chegou ao Globoplay. Confira a lista com os 10 melhores episódios.

    Veja o Clube Hellfire jogando D&D de verdade

    Eddie reina como o Mestre do Clube Hellfire em Stranger Things; mas o ator Joe Quinn, nunca havia jogado RPG antes... bom, até agora!