Dia da Visibilidade Trans: 6 produções que você precisa assistir

    A comunidade LGBTQIA+ vem ganhando mais espaço nas produções cinematográficas gerando representatividade e criando verdadeiros debates sobre questões da causa. Ainda assim, a luta continua, visto que, uma parte dessa comunidade que são as pessoas trans e travesti ainda sofrem com estereótipos midiáticos. 

    Uma pesquisa realizada pela GLAAD, ONG americana que monitora a visibilidade de pessoas LGBTQIA+ na mídia, mostrou que em 2020-2021, foram 29 personagens transgeneros em séries – 15 mulheres, 12 homens e dois personagens não binários trans. Apenas 26 deles foram realmente interpretados por atores trans. 

    Se comparado com o ano anterior os números ainda são baixos, em 2019 foram 38 personagens mapeados. Isso revela a necessidade de mais pessoas trans por trás das produções também, como produtores, diretores e roteiristas que compreendam as vivências trans porque passam no dia a dia. 

    Por isso, a importância de destacar o dia 29 de janeiro como o Dia da Visibilidade Trans, pois foi nesta data, em 2004, que ocorreu a primeira mobilização em Brasília para reivindicar os direitos das pessoas trans e travestis. Para comemorar, separamos algumas séries e filmes que têm em sua produção pessoas trans e que apresentam de fato como é estar inserida no letra T da comunidade. Confira:

    THE FORSTERS (2013, FREFORM)

    Dia da Visibilidade Trans

    The Fosters é uma série televisiva da emissora Freform (antiga ABC Family) que contou com dois personagens trans na trama. A série por si só já quebra vários estereótipos ao apresentar como foco uma família LGBTQIA+. E se tratando da população trans, aborda as vivências dos homens trans com Cole (Tom Phelan) e Aron (Elliot Fletcher), os personagens são também interpretados por atores transexuais.

    LAERTE-SE (2017, NETFLIX) 

    Dia da Visibilidade Trans

    A cartunista Laerte Coutinho assumiu sua identidade trans em 2009, o documentário acompanha sua vida profissional e a influência de suas charges no Brasil, enquanto debate sobre suas vivências como uma mulher trans. Através de um olhar intimista, o documentário conversa sobre gênero e arte de uma maneira única e reflexiva.  

    POSE (2018, FX)

    Dia da Visibilidade Trans

    Pose ficou famosa por apresentar um elenco e produção em sua maioria trans, inspirado no documentário Paris is Burning, essa série trata  da cultura dos bailes promovidos pela comunidade LGBT em Nova Iorque durante as décadas de 1980 e 1990, assim como a epidemia do HIV durante esse período. No elenco estão M.J. Rodriguez, Dominique Jackson, Angelica Ross e Indya Moore, atrizes transgêneros na vida real. 

    EUPHORIA (2019, HBO)

    Euphoria (screen grab) Season 1, Episode 8 CR: HBO

    A série de sucesso da HBO, Euphoria, apresenta um grupo de adolescentes lidando com diversos problemas sociais e apesar de não focar em questões trans, o assunto permeia toda a série. Jules é uma adolescente trans, interpretada pela atriz trans Hunter Schefer. O interessante em Euphoria é como Jules questiona suas interpretações de feminilidade e o que significa ser de fato uma mulher trans. 

    SEGUNDA CHAMADA (2019, GLOBOPLAY)

    Segunda Chamada do GloboPlay tem em seu elenco a artista Linn da Quebrada, que atualmente está participando do BBB22.  A trama da série  aborda uma turma da EJA (Educação de Jovens Adultos) de São Paulo e como professores e alunas resistem ao sucateamento das escolas para jovens e adultos. Linn interpreta Natasha é uma das estudantes da escola que sofre diariamente com o preconceito e humilhação por ser uma travesti, no entanto, seu desejo de estudar é maior. 

    REVELAÇÃO (2020, NETFLIX)

    Dia da Visibilidade Trans

    Esse documentário disponível na Netflix é fundamental para quem quer entender como os estereótipos trans e travesti foram sendo introduzidos no cinema e como a comunidade trans precisa lutar para vencer o preconceito. A partir de entrevistas com atrizes, atores, diretores, produtores e roteiristas trans, o documentário faz um recorte entre filmes e séries famosos que acabaram por naturalizar o discurso transfóbico. 

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    Dragon Ball: Os 10 melhores episódios para assistir no Globoplay

    Após mais de 10 anos sem a TV Globinho, Dragon Ball chegou ao Globoplay. Confira a lista com os 10 melhores episódios.

    Veja o Clube Hellfire jogando D&D de verdade

    Eddie reina como o Mestre do Clube Hellfire em Stranger Things; mas o ator Joe Quinn, nunca havia jogado RPG antes... bom, até agora!

    HBO Max: Títulos para comemorar 1 ano do serviço

    A HBO Max está em festa! No dia 29 de junho, a plataforma de streaming completa um ano de seu lançamento na América Latina!

    Peaky Blinders: Relembre a linha do tempo histórica da série

    Conheça os principais acontecimentos históricos da série Peaky Blinders, desde a 1ª temporada até a 5ª; a 6ª temporada já está disponível.