Início SÉRIE Artigo Zoey’s Extraordinary Playlist é a série que você não sabia que precisava

Zoey’s Extraordinary Playlist é a série que você não sabia que precisava

Zoey's Extraordinary Playlist é a série que você não sabia que precisava

O ano de 2020 foi um desafio para a maioria das pessoas e também para as produções televisivas. Mas, há de se notar, o sucesso de algumas séries que tiveram a coragem de estrear durante uma pandemia. É o caso de Zoey’s Extraordinary Playlist que talvez por sorte ou pura estratégia ganhou prestígio ao falar de otimismo e bom humor em uma época tão desanimadora.

A série que estreou sua primeira temporada em janeiro do ano passado não viu a pandemia em si, mas foi fortemente afetada de forma positiva. Agora em 2021, a estreia de sua segunda temporada revela um público fiel adquirido através da internet. Mas, o fato é que Zoey’s Extraordinary Playlist estava fora de radar. Visto que, os tempos de séries musicais haviam começado e acabado com Glee de Ryan Murphy.

Ainda que outras séries, como Crazy Ex-Girlfriend e Empire, por exemplo, cantassem aos quatro ventos, nada mais seria como a esplêndida Glee. Contudo, 2020 foi um ano atípico em todos os sentidos e um desconhecido Austin Winsberg criou uma produção que ninguém esperava, mas todos precisavam.

Dessa forma, Zoey’s Extraordinary Playlist é um alento, uma luz no fim do túnel em um mundo que insiste em ser duro com as pessoas. A série começa quando Zoey (Jane Levy) faz uma tomografia, o médico do exame sugere que ela escute música durante o procedimento. Mas, uma espécie de terremoto no lugar é o motivo para que várias playlists façam download em seu cérebro.

Austin Winsberg cria uma ótima desculpa para soltar a imaginação e criar um show musical poderoso em suas palavras e movimentos. De uma hora para outra, Zoey começa a ouvir pessoas cantando sobre o que estão sentindo (o que ela chama de “Heart Songs”). E se não bastasse a cantoria, há também incríveis performances no maior estilo Broadway.

Para Zoey, o dom recém adquirido é uma terrível invasão de privacidade. A programadora não quer saber sobre o que as pessoas estão sentindo, mas os momentos engraçados, constrangedores, românticos e tristes fazem com que Zoey se interesse mais pela vida dos amigos e familiares. Consequentemente, a música funciona como um pedido de ajuda na maioria das vezes, o que leva Zoey a ajudar todos a sua volta para que a narrativa mude.

Logo, a música que quase sempre começa de forma despretensiosa é acompanhada de uma dança contemporânea em plano sequência. De repente, uma casa ou um escritório se transforma em um palco para uma única pessoa. Não à toa, a coreógrafa Mandy Moore (responsável pela belíssima cena de abertura em La La Land) que também é produtora executiva da série ganhou um Emmy pelas performances.

Heart Songs 

Ainda que Zoey faça algumas caretas quando começa a ouvir alguém cantar é extremamente empolgante ver o que vem a seguir. Todo o elenco da série tem um timing perfeito que contribui para que as cenas sejam uma sucessão de esplendor.

Na primeira temporada acompanhamos os últimos momentos do pai de Zoey, Mitch (Peter Gallagher), que sofre de Paralisia Supranuclear Progressiva o que faz com que ele perca todos os seus movimentos, inclusive a fala. Mas, é na música que Zoey reencontra o pai e Gallagher dá um show ao cantar sobre como sua família precisa superar depois que ele se for.

Por outro lado, Zoey’s Extraordinary Playlist também tem um triângulo amoroso entre Zoey, Max (Skylar Astin) e Simon (John Clarence Stewart). Max é o típico melhor amigo que está sempre ao lado de Zoey, suas músicas do coração expressam seus sentimentos românticos pela amiga. Já Simon está mais próximo da moça por dividir o mesmo luto por seu próprio pai que morreu e também por uma forte atração em ambos. 

Da esquerda para a direita: Max, Zoey e Simon.

Consequentemente, Skylar e John são as melhores performances do show. Sylar já é conhecido por A Escolha Perfeita (2012). Mas John que viu a série como um desafio consegue carregar uma grande dramaticidade em seus movimentos na primeira temporada.

Com tantos talentos fica até difícil dizer qual a melhor voz. Por isso, Alex Newell como Mo, amiga de Zoey que a ajuda com o seu dom musical, é uma das vozes mais potentes. O papel foi escrito para Alex, que também esteve em Glee e Unique. Contudo, é impossível não falar de Lauren Graham (Gilmore Girls) como Joan, apesar de seus movimentos e alcance musical não serem dos melhores, sua presença no show é divertidíssima. 

Zoey’s Extraordinary Playlist ganha os públicos em seus pequenos detalhes, até mesmo os colegas sem noção de Zoey têm seus momentos, assim como sua família que a cada música impacta a vida da protagonista. A série carrega um roteiro inteligente, engraçado e dramático quando deve ser.

Em tempos onde o público por muitas vezes esquece o sentido da música, Zoey’s Extraordinary Playlist resgata emoções e implanta uma sensação sentimentalista, eufórica e também nostálgica. Assim como Zoey, todos têm a música dentro de si.

Assista ao trailer legendado:

A segunda temporada de Zoey’s Extraordinary Playlist está no ar pela NBC. A primeira temporada está disponível no Globo Play.