Início LIVROS Artigo House of the Dragon: Conheça Sunfyre, o Dourado

House of the Dragon: Conheça Sunfyre, o Dourado

House of the Dragon: Conheça Sunfyre, o Dourado

Também conhecido como O Dourado, Sunfyre era um dragão que foi montado pelo Rei Aegon II Targaryen. O dragão Targaryen de três cabeças no brazão de Aegon foi feito de ouro para homenagear Sunfyre.

PUBLICAÇÃO RELACIONADA | Conheça a linha de sucessão Targaryen

ORIGEM

Embora seu ano exato de nascimento não tenha sido declarado, Sunfyre, o Dourado foi descrito como um dragão “jovem” entre 120 e 129 d.C. (Depois da Conquista), é conhecido por ter sido o mais majestoso dos dragões Targaryen.

APARÊNCIA

Sunfyre tinha escamas douradas cintilantes, que brilhavam como ouro batido à luz do sol e membranas das asas em rosa claro. Suas chamas também eram douradas.

Enorme e pesado, o esplêndido Sunfyre era um lutador formidável, apesar de sua juventude.

De acordo com o Arquimiestre Gyldayn, Sunfyre foi o dragão mais bonito já visto no mundo.

CAVALEIROS

Sunfyre, o Dourado não teve outros cavaleiros além do Rei Aegon II Targaryen.

FEITOS

O Rei Aegon II Targaryen montou Sunfyre durante a Dança dos Dragões, a guerra civil travada entre os Verdes de Aegon e os Negros de sua meia-irmã, a Rainha Rhaenyra Targaryen.

Sor Criston Cole, a Mão do Rei de Aegon II, atraiu a Princesa Rhaenys Targaryen e sua dragaa, Meleys, a Rainha Vermelha, para uma armadilha na batalha em Pouso de Gralhas, uma das primeiras grandes batalhas da guerra, em 129 d.C.; enquanto Meleys estava queimando o exército de Verdes que sitiava o castelo, Aegon II e seu irmão mais novo, Príncipe Aemond Targaryen, apareceram em seus próprios dragões, Sunfyre e Vhagar, e as três feras lutaram mil pés acima do campo.

Quando Meleys fechou suas mandíbulas ao redor do pescoço de Sunfyre, Vhagar caiu sobre eles de cima, fazendo com que os três dragões caíssem no chão. Embora Vhagar tenha se levantado ileso, Meleys foi morta e Sunfyre teve uma das asas meio arrancada de seu corpo.

O Rei Aegon II, gravemente ferido e queimado no combate, foi levado para Porto Real para se recuperar; incapaz de voar e muito grande e pesado para ser movido, Sunfyre, o Dourado permaneceu perto de Pouso de Gralhas para se curar.

Sor Criston colocou homens perto do dragão para protegê-lo e no início, Sunfyre se alimentou das carcaças queimadas dos soldados mortos, quando não restaram mais cadáveres, os homens de Criston trouxeram bezerros e ovelhas para alimentá-lo.

Quando Walys Mooton, Senhor da Lagoa da Donzela, reconquistou Pouso de Gralhas das forças de Aegon II, ele liderou seus homens mais bravos contra Sunfyre, na esperança de matar o dragão.

Enfurecido pelos ataques a ele, Sunfyre, o Dourado, lutou com sua cauda e chamas, matando sessenta de seus atacantes, incluindo Walys. Quinze dias após o ataque, o dragão havia desaparecido. Embora sua asa tenha se curado em um ângulo estranho, ele havia se recuperado o suficiente de sua batalha com Meleys para voar novamente.

O Arquimeistre Gyldayn acreditava que um instinto primordial fez com que Sunfyre retornasse ao seu local de nascimento, ou talvez fosse o desejo de se juntar a seu cavaleiro, Aegon II. Alguns até sugeriram que O Dourado era capaz de sentir a necessidade urgente do Rei Aegon II dele.

MORTE

Após a difícil retomada de Pedra do Dragão para os Verdes, o Rei Aegon II Targaryen inicialmente esperava  que Sunfyre pudesse se recuperar o suficiente para voar mais uma vez, após a batalha contra Bailalua.

Sunfyre, o Dourado estava muito ferido e estava coberto de cicatrizes recentes nas costas, além de enormes feridas ao longo do pescoço e marcas de garras na barriga; e também havia perdido o olho direito.

Não podendo mais voar, Sunfyre, permaneceu no pátio externo onde havia caído, alimentando-se primeiro da carcaça de Bailalua e depois de ovelhas abatidas.

Com o tempo, o mais majestoso dos dragões Targaryen enfraqueceu e eventualmente se recusou a comer, vindo a morrer de seus ferimentos no ano de 130 d.C.; o agora triste e aleijado Rei Aegon II retorna à Porto Real para governar precariamente.

Na esperança de ter “um novo Sunfyre, mais orgulhoso e feroz que o anterior”, o Re iAegon II mandou buscar ovos de dragão de Pedra do Dragão; mas não conseguiu fazer chocar nenhum dos ovos e logo foi envenenado, dando lugar a um novo Rei Targaryen.

LEIA TAMBÉM:

House of the Dragon: Conheça os dragões Targaryen

Inscreva-se no YouTube do Feededigno

Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

Artigo anteriorEros: Conheça o irmão de Thanos
Próximo artigoCRÍTICA – Efeito Flashback (2021, Christopher MacBride)
Um carioca apaixonado por livros, cinema, games e que ama falar de nerdice.