Início FILMES Crítica #52filmsbywomen 21 – Janis: Little Girl Blue (2016, Amy Berg)

#52filmsbywomen 21 – Janis: Little Girl Blue (2016, Amy Berg)

142
0

Janis: Little Girl Blue é um documentário escrito e dirigido por Amy Berg, que investiga a vida da cantora e letrista Janis Joplin, considerada uma das grandes vozes da música mundial. Joplin ganhou sucesso no final dos anos 40, e em meados de 1960, durante o verão do amor nos Estados Unidos, quando alcançou o que seria o auge de sua carreira, pois faleceu de overdose em 1970, pouco após finalizar o que seria o seu álbum de maior sucesso, Pearl.

O filme pode ser dividido em três momentos. Vida pessoal, focada na infância e principalmente adolescência de Janis como uma jovem rebelde, fora dos padrões e que sofria bullying de colegas da escola por conta disso. Com entrevistas de familiares e amigos, o documentário traça um panorama da personalidade da cantora, assim como seus valores tradicionais, que seriam importantes futuramente. Em seguida, o início de sua carreira profissional, primeiramente com a descoberta de seu talento e amor pela música; e finalmente com a banda Big Brother and the Holding Company, onde Janis atingiu o estrelato, mesmo sendo ainda muito jovem. Nessa parte da vida, Joplin teve dificuldades em lidar com a fama, as pressões pessoais e da carreira e principalmente com a batalha constantemente em relação ao uso excessivo de substâncias. Após se desligar da Big Brother, Janis começa outros projetos e busca estender seu conhecimento musical, porém sua vida é interrompida precocemente por conta de uma overdose.

janis joplin

Amy Berg utiliza de muitos recortes e principalmente filmagens e gravações musicais para estabelecer a intensidade e atmosfera dos anos 60 e inserir o espectador naquele universo. Ela explora não apenas a carreira musical de Janis Joplin, mas a sua pessoa e sua importância como alguém que abriu portas para as mulheres no mundo do Rock’n’Roll. Para Janis, drogas nunca foram algo natural. Filha de família tradicional sulista, buscou seguir sua vida se rebelando mas mantendo os valores que recebeu e essa busca para se encaixar e pertencer, assim como se destacar, marcaram a carreira e a vida da artista, mas cobraram seu preço.

Janis: Little Girl Blue tem uma trilha sonora excelente, que incorpora a sensação de uma época de cultura e rebeldia vibrantes. Janis Joplin é uma presença muito importante no mundo da música e sua história merece ser assistida e contada.

Confira o trailer:

E você, também irá participar da campanha? Deixe sua sugestão de filmes nos comentários, compartilhe essa indicação e lembre-se de nos acompanhar nas principais redes sociais, até o próximo #52filmbywomen.