TBT #181 | Valhalla: A Lenda de Thor (2019, Fenar Ahmad)

    Pode ser que alguns questionem minha decisão de escolher este filme, não proveniente de Hollywood, mas Valhalla: a Lenda de Thor merece destaque e vou explicar o motivo. O filme do TBT de hoje foi indicado a alguns prêmios do cinema europeu.

    O passo e a fotografia do cinema dinamarquês talvez não sejam tão costumeiros aos nossos olhos, mas existe aqui uma diferença além de características técnicas de cinema. A principal característica que enalteço é a representação das deidades nórdicas de forma mais acurada.

    Não espere ver a representação ocidental com deuses belos e com longas madeixas (sim, Marvel, estou falando com você). Aqui temos uma releitura gráfica das Eddas (prosaica e poética) e uma representação mais fiel ao estilo de vida e cultura da referida região e época.

    CONFIRA TAMBÉM: CRÍTICA – Vikings: Valhalla (1ª temporada, 2022, Netflix)

    SINOPSE

    As crianças vikings Røskva (Cecília Loffredo) e Tjalfe (Saxo Moltke-Leth) embarcam em uma aventura de Midgard a Valhalla com os deuses Thor (Roland Molner) e Loki (Dulfi Al-Jabouri). A vida em Asgard, no entanto, acaba sendo ameaçada pelo temido lobo Fenrir e pelos arqui-inimigos bárbaros dos deuses, os Jotnar. Agora, eles devem lutar juntos para salvar Valhalla do fim do mundo, o Ragnarok, como é conhecido.

    ANÁLISE

    Valhalla: a lenda de thor

    Ainda que perceba os méritos para destacar este filme, reconheço que Valhalla: a Lenda de Thor possui alguns deslizes. Primeiro de tudo, o Valhalla, o salão para onde vão os heróis mortos de forma honrada e escolhidos por Odin e levados pelas valquírias, não é retratado no filme.

    Segundo, apesar de apresentar uma das lendas em que temos Thor e Loki como protagonistas, o título “a lenda de Thor” não faz jus ao apresentado no filme, tendo inclusive uma variação no protagonismo no seu decorrer.

    Poxa Diego! Então o filme foi trazido pra um TBT só pra descascar ele? Claro que não. Valhalla: a lenda de Thor, apesar de ter alguns pontos negativos, é uma excelente representação de algumas das mais incríveis lendas nórdicas.

    A primeira, é a lenda que conta a história das cabras Rosnador e Rangedor, ou Tanngrisnir e Tanngnjostr, a qual acaba se cruzando com a história dos irmãos Tjalfi e Roskva. O filme mistura estas com a lenda de Fenrir, o lobo gigante filho de Loki, encarregado do Ragnarok. Eles ainda adicionam uma lenda da criança da luz que, sinceramente, desconheço. Talvez não seja parte da mitologia, mas sim uma licença poética.

    CONFIRA TAMBÉM: CRÍTICA – Assassin’s Creed Valhalla: Dawn of Ragnarok (2022, Ubisoft)

    Todas as histórias usadas não são necessariamente conexas, mas pra quem já viu um brucutu careca e de barba ruiva ser representado pelo belo Chris Hemsworth, eu saí bastante satisfeito com o que foi apresentado. A caracterização dos personagens é realmente um ponto alto.

    Na antiguidade, pouco se conhecia de outros povos e a dificuldade na comunicação tornava-os quase que imediatamente inimigos. Os jotun, ou gigantes de gelo, conhecidos pela arte da feitiçaria, poderiam muito bem equivaler aos muçulmanos, grandes viajantes do mundo antigo.

    O cuidado na composição do elenco com detalhes físicos e estéticos fez com que o filme ganhasse muito para mim. A trilha sonora também é densa e ajuda a quebrar o tom jocoso que a fantasia em excesso pode trazer. A composição de imagens escolhida é boa, sem excessos, mas sem prejudicar, também.

    VEREDITO

    Valhalla: a lenda de thor

    Como já comentado anteriormente, apesar de algumas limitações, este deve ser um dos filmes que mais fielmente representou as histórias e as características da cultura nórdica. O diretor, Fenar Ahmad, está de parabéns pela maioria das escolhas (exceto pelo título haha).

    Ainda que Valhalla: a Lenda de Thor não trate sobre o Valhalla de fato, ao assistirmos ao filme, podemos nos tornar um pouco mais dignos da honra de dividirmos os banquetes do grande salão dos mortos de Asgard.

    Se você for fã da mitologia nórdica, ou simplesmente desejar conhecer uma versão alternativa ao que a cultura pop conta, mais próxima das histórias originais, Valhalla: a Lenda de Thor é uma boa pedida. O filme está disponível no Amazon Prime Video.

    Nossa nota

    3,5 / 5,0

    Assista ao trailer legendado de Valhalla: a Lenda de Thor:

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    TBT #183 | Platoon (1986, Oliver Stone)

    Platoon, de Oliver Stone sem dúvida está na lista dos fãs de filmes de guerra. Veja nossa clássica indicação de TBT!

    CRÍTICA – Amor & Gelato (2022, Brandon Camp)

    Amor & Gelato é a nova aposta de filme de romance da Netflix. Baseado no livro homônimo de Jenna Evans, o longa é dirigido por Brandon Camp.

    Thor: Amor e Trovão | Conheça o elenco do filme

    Agora falta pouco para Thor: Amor e Trovão chegar aos cinemas! Confira neste artigo quem são os personagens e atores envolvidos na produção.

    CRÍTICA – O Apocalipse do Amor (2022, Hilal Saral)

    O Apocalipse do Amor é um filme turco dirigido pela diretora Hilal Saral. Veja o que achamos da produção de estreia da diretora turca.