Início FILMES Crítica CRÍTICA – Invasão Zumbi 2: Península (2020, Yeon Sang-ho)

CRÍTICA – Invasão Zumbi 2: Península (2020, Yeon Sang-ho)

Invasão Zumbi

Invasão Zumbi 2 – Península é a continuação de Invasão Zumbi, filme de 2016, e é dirigido por Yeon Sang-ho. O filme estreia hoje (26) nos cinemas brasileiros.

Lembrando que vocês devem tomar todos os cuidados para assistirem! Esses são os votos da equipe do Feededigno!

 

SINOPSE 

Invasão Zumbi

Quatro anos após um vírus mortal devastar a Coréia do Sul, um grupo de sobreviventes tem que ir a um local de difícil acesso para uma missão suicida, uma vez que dependem do prêmio dela e não tem mais nada a perder.

ANÁLISE

A expectativa é a mãe da frustração, diria uma jovem e linda sábia advogada que eu conheço. Invasão Zumbi 2 – Península é um longa que pega tudo que seu antecessor construiu e joga no lixo.

Começando pelos personagens, pois eles são uma parte do problema da trama. Diferentemente do que foi feito em 2016, onde temos um protagonista que cresce ao longo da obra e coadjuvantes interessantes, Invasão Zumbi 2 entrega apenas um bando de pessoas sem carisma e com pouca personalidade.

Cheios de clichês como, por exemplo, um vilão badass e mal que teve poder, um mocinho de cara fechada e durão, um parceiro medroso e tantos outros discutíveis, o filme nos entrega um monte personagens unidimensionais e que não acrescentam nada de novo.

Em comparação ao primeiro longa, o novo é algo completamente diferente, com um tom mais focado para a ação desenfreada, lembrando muito mais um Mad Max com efeitos visuais horrorosos e cenas picotadas.

Se em seu antecessor tínhamos uma trama mais bem construída e que tinha uma bela progressão, no segundo temos um embolado de ideias. As conveniências de roteiro e a superficialidade estão muito presentes aqui, tornando a experiência constrangedora em alguns momentos.

Mas nem tudo é um horror em Invasão Zumbi 2

De positivo, temos as personagens femininas, que tem um destaque interessante e são fortes e destemidas, possuindo um pouco mais de profundidade do que os demais.

Os zumbis continuam com movimentos inventivos e o trabalho de coreografia continua magnífico em diversos momentos, algo que os filmes coreanos tem de grande valor no gênero, como foi apresentado também em Alive, por exemplo.

LEIA TAMBÉM:

CRÍTICA – Alive (2020, Il Cho)

Por mais que a direção e roteiro sejam difíceis e tenham um péssimo desempenho, estas duas características salvam um pouquinho o que é apresentado.

VEREDITO

Invasão Zumbi 2 – Península é uma experiência pobre e desagradável de uma obra que tinha tudo para dar certo. Com personagens rasos e estereotipados e um roteiro fraco, o filme carece do carisma e charme de seu antecessor, uma pena, pois em 2016, as coisas foram muito, mas muito melhores.

Nossa nota

1,5 / 5,0

Confira o trailer de Invasão Zumbi 2: Península:

Curte nosso trabalho? Que tal nos ajudar a mantê-lo?

Ser um site independente no Brasil não é fácil. Nossa equipe que trabalha – de forma colaborativa e com muito amor – para trazer conteúdos para você todos os dias, será imensamente grata pela sua colaboração. Conheça mais da nossa campanha no Apoia.se e nos ajude com sua contribuição.

Artigo anteriorMonster Hunter World: Iceborne e “Monster Hunter”: Se encontram em evento do game
Próximo artigoConfira a maior promoção de game da Black Friday!
Relações-públicas, gremista, nerd, escorpiano e palestrinha. Parece futebolista, pois só vive descendo a lenha. DC é melhor que Marvel, todavia, amamos as duas.