CRÍTICA – Justiceiras (2022, Jennifer Kaytin Robinson)

    Justiceiras (Do Revenge) é o novo filme teen da Netflix com direção de Jennifer Kaytin Robinson que também co-roteirizou o longa com Celeste Ballard; no elenco estão nomes como Maya Hawke, Camila Mendes, Austin Abrams e Sarah Michelle Gellar

    SINOPSE

    Na escola Rosehill Academy, em Miami, Drea (Camila Mendes) está no auge de sua popularidade, quando toda a sua vida vira de cabeça pra baixo, depois que uma gravação íntima vaza para toda a escola. Ela conhece Eleanor (Maya Hawke), uma estudante que foi alvo de um boato iniciado anos atrás. Após um encontro inusitado, Drea e Eleanor formam uma amizade improvável e secreta, para se vingar de seus inimigos. 

    ANÁLISE

    Existem dois tipos de pessoas: os que reviram os olhos com mais um filme adolescente na Netflix e aqueles que ficam extremamente empolgados. Justiceiras de Jennifer Kaytin Robinson é capaz de causar ambos os sentimentos, isso porque, em base é mais um entre os diversos filmes mais do mesmo da plataforma, mas por outro lado, sua essência é cheia de referências que são muito bem vindas. 

    A diretora e roteirista não esconde suas inspirações em filmes como Pacto Sinistro (1952) de Alfred Hitchcock e se baseia na principal característica do diretor em suas obras: o ato da vingança. Mas não para por aí, Robinson fez o dever de casa trazendo ao público da Geração Z outras grandes referências, como As Patricinhas de Beverly Hills (1995), Segundas Intenções (1999), Meninas Malvadas (2004) e muitos outros filmes adolescentes do começo dos anos 2000 que fizeram sucesso marcando a época.

    PUBLICAÇÃO RELACIONADA | Alfred Hitchcock: Conheça o diretor e seus melhores filmes

    Se o enredo de Justiceiras é uma revisitação aos filmes memoráveis do século passado, seu elenco é repleto de atores juvenis que estão em alta no cenário cinematográfico:

    • Maya Hawke, que está em Stranger Things, interpreta Eleanor, uma estudante lésbica que nunca se recuperou de um bullying sofrido na pré-adolescência;
    • Camila Mendes, de Reverdele, faz a popular e estudiosa Drea, uma jovem de decência humilde mas que consegue chegar ao grupo mais badalado da escola.

    As personagens de Mendes e Hawke são distintas, tanto em jeito, como em aparência, mas sua dinâmica é inegável o que provoca ao longa uma grande efervescência.

    Juntas, elas combinam forças para destruir seus inimigos na escola, também vivido por outros atores da era jovem de Hollywood. Em destaque Austin Abrams, como Max, o namorado “bom moço” de Drea, que faz uso daquele discurso de “homem feminista” para ver visto como um homem diferente por toda a escola. Não a toa, Abrams é o rosto ideal para esse tipo de personagem.

    O longa utiliza de temas atuais que permeiam as redes sociais, como pessoas tóxicas, vivências não brancas e LGBTQIA+ para dar luz às suas protagonistas. Drea e Eleanor não são necessariamente pessoas ruins, mas carregam um certo grau de toxicidade que beira a psicopatia. Ao mesmo tempo que o filme de Robinson leva isto a sério, também sabe proporcionar uma risada nervosa. 

    Nesse sentido, Justiceiras impressiona por ir além, utilizando inspirações e referências de outros filmes com um elenco já conhecido. Ainda assim, falta ao filme um pouco mais coragem para levar suas personagens aos extremos, quando parece que as coisas realmente sairão do controle, a proposta possui uma solução fácil demais. Mas, de certa forma, vale pelo plot twist divertido e pelas incríveis atuações de Camila Mendes e Maya Hawke. 

    VEREDITO

    Justiceiras poderia ser mais um filme adolescente da Netflix, mas de destacada pelas suas referências, boas atuações e um roteiro cativante. Além disso, a queridinha dos filmes e séries dos anos 90, Sarah Michelle Gellar, está incrível no papel da diretora da escola. 

    Nossa nota

    3,5 / 5,0

    Assista ao trailer legendado:

    Justiceiras já está disponível no catálogo da Netflix.

    LEIA TAMBÉM:

    Netflix: Filmes que chegarão ainda em 2022

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    Superman: Possíveis vilões do novo filme do Homem de Aço

    Superman ganhará um novo filme. Apesar de quase todo o elenco do filme ter sido anunciado, os vilões ainda são mantidos em segredo.

    TBT #272 | ‘O Exterminador do Futuro’ é terror desesperador e ação absoluta

    'O Exterminador do Futuro' foi criado como um temor em relação ao futuro. E se as máquinas dizimassem a humanidade e colocasse nossa única...

    TBT #271 | ‘Dupla Explosiva’ já é clássico de ação com explosões e comédia exagerada

    Dupla Explosiva é clássico de ação repleto de absurdo e estrelas do cinema. Nele, acompanhamos Michael Bryce e Darius Kincaid.

    Duna: Parte Dois consegue a maior estreia desde Barbie, e já se consagra como um dos grandes sucessos de 2024

    Apesar de estarmos no terceiro mês do ano, Duna: Parte Dois conseguiu, em quatro dias desde a sua estreia, tornar-se a maior bilheteria de 2024.