CRÍTICA – Noites Brutais (2022, Zach Cregger)

    Noites Brutais (Barbarian) foi um dos filmes que se criou uma grande expectativa para os fãs do gênero de terror no ano de 2022, com um trailer enigmático e cheio de violência o longa estrou no serviço de streaming Star+ em 26 de outubro.

    O filme dirigido por Zach Cregger traz alguns nomes conhecidos do público como Justin Long (Olhos Famintos), Bill Skarsgård (It: A Coisa e Clark), Georgina Campbell (Wildcat) e Richard Drake (Os 3 Infernais) e uma trama que prometeria ser assustadora.

    SINOPSE DE NOITES BRUTAIS

    Em Noites Brutais, na cidade para uma entrevista de emprego, uma jovem chega ao seu aluguel no Airbnb tarde da noite apenas para descobrir que a casa foi reservada por engano e um homem estranho já está hospedado lá. Contra seu melhor julgamento, ela decide passar a noite de qualquer maneira, mas logo descobre que há muito mais a temer na casa do que o outro hóspede.

    ANÁLISE

    noites brutais

    O resultado de Noites Brutais é  um misto de ideias que as vezes funciona e outras vezes não.

    A ideia da questão central do filme estar em torno de uma modalidade de locação moderna como o Airbnb foi uma aposta interessante para o desenrolar narrativo e as consequência dos fatos do filme.

    O longa segue algumas tendências modernas que se tornaram uma marca registrada do gênero, como as cenas mais silenciosas durante o dia e os momentos mais claustrofóbicos durante a noite.

    A direção de Zach Cregger é literalmente impecável em todos os momentos do filme, transmitindo as emoções dos personagens da forma mais crua que se poderia realizar e apostando nos efeitos práticos para trazer o horror de sua figura monstruosa.

    Falando em monstros apesar de ser um roteiro que perde o espectador durante a narrativa dos fatos, existe méritos em sua construção e o questionamento sobre quem é o verdadeiro monstro na história.

    Neste aspecto, apesar de apresentar um cenário promissor, alguns detalhes da trama ficam nebulosos deixando o espectador perdido a respeito de como algumas destes fatos se conectam.

    Sobre as atuações, Georgina Campbell é um dos grandes destaques do filme sendo a  responsável por ser o fio condutor do terror do filme e suas cenas com Bill Skarsgård poderiam ter sido melhor aproveitadas para o restante do longa.

    Richard Drake é outro destaque do longa como a figura paterna misteriosa por detrás da criação do monstro, conseguindo de forma competente assustar por sua postura e ação em todos os momentos.

    O ponto baixo fica por Justin Long que não parece compreender a funcionalidade do seu personagem no filme, hora tentando tornar uma situação que sugere ser tensa em algo engraçado ou um momento crucial em uma piada.

    A conclusão do filme a respeito tenta trazer uma ambiguidade a respeito da monstruosidade ou a barbárie apresentada no filme deixando uma sensação agridoce a respeito do que sentir sobre o longa.

    VEREDITO

    noites brutais

    Apesar de ser um misto de prazeres e desgostos Noites Brutais busca trazer o melhor do entretenimento do gênero para o espectador, apostando em uma ótima direção e na solidez de atuação de sua protagonista para nos mostrar este lado terrível do ser humano.

    Nossa nota

    3,5/5,0

    Confira o trailer:

    Inscreva-se no YouTube do Feededigno

    Assista às nossas análises de filmes, séries, games e livros em nosso canal no YouTubeClique aqui e inscreva-se para acompanhar todas as semanas nossos conteúdos também por lá!

    Artigos relacionados

    TBT #285 | ‘Vizinhos’ é comédia em que absurdos não param de escalar

    Os anos 2010 renderam incríveis comédias. O filme Vizinhos é a prova disso. O longa é estrelado por Seth Rogen, Rose Byrne e Zac Efron.

    TBT #284 | “Festival Sangrento” tenta emplacar horror, mas falha

    Festival Sangrento é uma curiosa crítica que acaba por abraçar o que ela parece criticar com tanto afinco. O filme falha como um horror, mas pode divertir.

    O que é o Festival de Cannes? Saiba mais sobre o evento anual de cinema e confira 4 recomendações de filmes

    Criado em 1946, o Festival de Cannes é um dos eventos de cinema mais prestigiados do mundo e acontece na cidade de Cannes, na França.

    TBT #283 | ‘Par Perfeito’ surpreende por diversão e espionagem

    Par Perfeito é uma ótima comédia. Lançado em 2010, somos lançados na história do casal Jen e Spencer, cujas vidas mudam em 24 horas.